Destaques Arquivo

Baianos levam seis ouros no Sul-Americano de Canoagem Velocidade

Em competição disputada em Paipa, na Colômbia, canoístas da Bahia vencem nas categorias Sênior, Sub-23 e Júnior; Isaquias Queiroz conquista dois ouros. O segundo dia do Campeonato Sul-Americano de Canoagem, disputado em Paipa, na Colômbia, foi todo dos atletas baianos, que ganharam seis medalhas de ouro, ajudando o Brasil a assumir a liderança do quadro geral de medalhas. No sábado (22), o medalhista olímpico Isaquias Queiroz ganhou duas. A primeira, sozinho, no C1 500m. A segunda, ao lado de Erlon Souza, dupla que conquistou a prata na Rio-2016 no C1 1.000m. Desta vez, os baianos competiram no C2 500m, prova que não é olímpica, e levaram o ouro. Isaquias já havia ficado em primeiro no C1 1.000m, na sexta (21). Quem também conquistou sua segunda medalha de ouro foi Jacky Godmann, no C1 500m, na categoria júnior. Ele também havia saído como vencedor no C1 1.000m.

Para completar o trio, Milton Oliveira venceu o C1 500m entre os atletas sub-23.  O quarto ouro baiano foi de Valdenice Conceição, no C1 500m feminino. “Remei bem, representei bem o Brasil, senti um pouco a altitude, mas graças a Deus deu tudo certo”, disse a canoísta. O último triunfo foi com a dupla Helton Silva e Sávio Vieira, na categoria júnior, no C2 500m. Já a baiana Andrea Oliveira, ao lado da paulista Ângela Silva, ficou com a prata no feminino sênior da mesma prova. (Informações: Correio24horas)

Baleia Azul: Brasil registra casos de jogo que incentiva mutilações e suicídio

Um jogo viral macabro que tem causado preocupação em vários países do mundo parece, agora, ter chegado ao Brasil. Conhecido como “Baleia Azul” (Blue Whale, no inglês), o fenômeno desafia os adolescentes a completar diversas tarefas sinistras, como ficar doente e se auto mutilar, até chegar à etapa final: tirar a própria vida. O jogo surgiu na Rússia, de onde se espalhou rapidamente, e já foi associado a 130 casos de suicídio em todo o globo. O nome Baleia Azul é referência à uma crença popular que diz que a baleia azul seria capaz de se suicidar ao encalhar de propósito em praias. Funciona assim: ao todo, o participante precisa completar 50 desafios, sendo um por dia, que são distribuídos por um “mentor” em grupos fechados nas redes sociais. Diariamente, sempre às 4h20, o usuário recebe uma mensagem com o desafio daquele dia. Os objetivos iniciais do jogo são simples, como assistir a um filme de terror sozinho ou desenhar uma baleia numa folha, mas as tarefas ficam mais sérias e perigosas conforme mais atividades forem sendo completadas: desde subir no alto de um telhado ou edifício até tatuar uma baleia no braço com uma faca. O desafio de número 50, o último, é o suicídio. Por ter se espalhado com rapidez pela internet, autoridades de alguns países estão tomando providências para evitar que novos casos sejam registrados. Na França, Inglaterra e na Romênia, as escolas têm feito alertas às famílias de adolescentes que apareceram com cortes nos braços, queimaduras e outros sinais de mutilação pelo corpo.

Lula diz que está ‘ansioso’ para ficar frente a frente com Moro

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta sexta-feira, em entrevista à rádio O Povo, do Ceará, que está “ansioso” para ficar frente a frente com Sergio Moro, no dia 3 de maio, quando irá, pela primeira vez, ser ouvido pessoalmente pelo juiz responsável pela Operação Lava Jato. “Estou ansioso para ir lá [Curitiba] no dia 3 de maio porque é a primeira oportunidade que eu terei de responder às perguntas que me forem feitas”, afirmou o petista. A única vez que Lula prestou depoimento a Moro foi em novembro do ano passado, quando falou, por videoconferência, na condição de testemunha do ex-deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Na entrevista, Lula voltou a reafirmar inocência nos casos em que é investigado – ele é réu em três processos da Lava Jato – e disse que espera que a força-tarefa da operação apresente provas das acusações que tem feito a ele. “Quebraram meu sigilo bancário, meu sigilo telefônico, da conversa da minha mulher [a ex-primeira-dama Marisa Letícia, morta em fevereiro] com meus filhos, minha com a Dilma. Eu, sinceramente, não sei qual é o limite dele [Moro] para invadir a minha vida”, disse. Ele, no entanto, fez um elogio ao juiz. “Moro cumpre um papel importante na história do país. A única coisa que eu condeno nisso tudo é utilizar a imprensa para condenar previamente sem apresentar provas. Primeiro, você condena pela imprensa. Quando o cidadão não tem mais coragem de levantar a cabeça e sair de casa, aí você julga e condena e fica por isso mesmo”, disse.   O depoimento do dia 3 de maio será no processo em que Lula é acusado de ter se beneficiado de dinheiro de propina da Petrobras, repassado pela empreiteira OAS, por meio de um apartamento triplex no Guarujá (SP). Em outro processo da Lava Jato, ele é acusado de se beneficiar de dinheiro ilícito da Odebrecht, por meio da compra de um terreno para abrigar a sede do Instituto Lula e de um apartamento vizinho ao que o petista reside em São Bernardo do Campo. Por fim, na mesma operação, o ex-presidente é réu sob a acusação de tentar obstruir a Justiça ao tentar calar o delator Nestor Cerveró, ex-diretor da Petrobras. Fora da Lava Jato, o petista é réu em outros dois processo: um, da Operação Zelotes, envolvendo irregularidades na compra de 36 caças suecos do modelo Gripen pelo governo brasileiro e a prorrogação de incentivos fiscais destinados a montadoras de veículos; e outro, da Operação Janus, por tráfico de influência junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES) para ajudar a Odebrecht a obter empréstimos junto ao banco estatal. O petista rejeita todas as acusações.

Dedé Santana faz acordo com a Globo e libera nome para ‘Trapalhões’

O impasse entre Globo e Dedé Santana quase naufragou os planos de uma nova versão de ‘Os Trapalhões’. Isso porque o humorista não queria ceder o seu nome para a atração, sem que a emissora pagasse o que ele pediu. “Ele está parado, sem contrato e precisa ganhar dinheiro. Ele não quer liberar o nome artístico quase de graça”, revelou uma notícia ao colunista Leo Dias, no início das negociações. A Globo seguiu apostando e escalou o elenco principal: Mumuzinho como Mussum, Lucas Veloso como Didi e Tadeu Mello como Zacarias. Faltava apenas Dedé. O impasse, entretanto, chegou ao fim. Dedé e Globo chegaram a um acordo financeiro, o nome do humorista já pode ser usado e as gravações serão iniciadas.

Diretor da Sociedade Brasileira de Cardiologia diz que Aspirina previne ‘Infarto’

Uma mensagem que circula pelo Whatsapp faz um alerta para que as pessoas mantenham Aspirina na cabeceira da cama no caso da iminência de um ataque cardíaco. Ela é verdadeira, segundo o médico Celso Amodeo, diretor da Sociedade Brasileira de Cardiologia. A mensagem aponta como sintomas de ataques cardíacos dor no braço esquerdo, dor intensa no queixo, náuseas e suores abundantes. Segundo a mensagem, diante da dor no peito, é importante dissolver imediatamente duas aspirinas na boca e engolir com um pouco d’água. Em seguida, ligar para os serviços de emergência. Segundo Amodeo, a aspirina funciona como um antiagregante plaquetário e ajuda a evitar o agravamento de um possível infarto, provocado pelo entupimento das artérias. A aspirina só não é recomendada caso haja uma contraindicação médica (como em caso de alergia ou hipersensibilidade, por exemplo). Amodeo afirma ainda que o ato de tossir pode, de fato, estimular o coração, revertendo o agravamento de uma arritmia. Ele ressalta, no entanto, que não é qualquer dor no peito que demanda esse tipo de recurso nem que esse expediente seja a principal medida a ser tomada nesses casos. O médico citado na mensagem, o cardiologista Enio Buffolo, também confirma as orientações dadas. (G1)

Carne Fraca: Brasil suspende exportação de carne de 21 empresas

O Brasil suspendeu a exportação de carne das 21 empresas investigadas na Operação Carne Fraca, que investiga um esquema de corrupção envolvendo fiscais agropecuários e frigoríficos. O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, disse que não serão mais emitidos certificados de exportação para essas empresas. No entanto, a venda dos produtos fabricados por essas 21 empresas continuará liberada para o consumidor brasileiro. Maggi disse que essas companhias estão sob um regime especial de fiscalização. “Não há qualquer preocupação. O que aconteceu foi um desvio de pessoas, que já foram afastadas. Espero que as demais estejam trabalhando dentro da lisura e ética que convém.” O ministro afirmou que o consumidor brasileiro pode continuar comprando suas carnes com tranquilidade, pois confia na qualidade do produto. “A garantia é que nosso sistema é forte, mas está sob suspeição.  Não posso acabar com uma cadeia produtiva inteira por suspeição. Se olhar por que estão sob suspeita, ninguém será por adulteração de produto, não é sobre qualidade. São problemas de relacionamento de fiscais com frigoríficos. A suspeição não é sobre a qualidade”, disse. Ele voltou a ressaltar a importância do setor de produção de carnes, lembrando que emprega 6 milhões de pessoas e exporta 14 bilhões de dólares por ano. Maggi afirmou que o governo está trabalhando para que as restrições fiquem restritas às 21 empresas que estão sob suspeita. Dessa forma, eventuais restrições à carne brasileira não atingiriam toda a cadeia produtiva. Ele lembrou que das 21 empresas, apenas quatro exportam para a União Europeia. No mercado interno, três fábricas foram interditadas: a da BRF localizada em Mineiros (GO) e as da Peccin Agro Industrial em Jaraguá do Sul (SC) e Curitiba. As demais passarão por auditoria nas próximas três semanas. Segundo ele, a carne alvo da investigação já deve ter sido consumida, uma vez que a operação da Polícia Federa tem mais de dois anos. De qualquer forma, o ministério está coletando amostrar de carnes nos mercados, e, caso encontre problemas, irá recomendar a retirada das mercadorias de circulação. Maggi afirma que a BRF já está retirando por conta própria lotes com o selo de inspeção “SIF 1010” de circulação. “Fizemos a exoneração dos dois superintendentes e vamos intervir sim, se necessário”, afirmou ele sobre superintendências regionais. (Agência Reuters)

Jovem faz apelo e diz que atingiu 215kg após erro médico em parto

Uma dona de casa de Guarujá, no litoral de São Paulo, enfrenta há cerca de cinco anos uma batalha para conseguir realizar uma cirurgia bariátrica. Vanessa Santos, de 27 anos, pesava 93 kg em 2011, no entanto, após um erro médico durante o parto do segundo filho, passou a engordar e chegou aos 215 kg. A cirurgia de redução de estômago está garantida, mas agora ela busca fundos para manter-se por três meses em Curitiba, no Paraná, onde a operação deve ser realizada. Segundo Vanessa, tudo começou durante o parto de seu segundo filho, em um hospital de Guarujá. De acordo com o G1, após a cesariana, ela foi informada pelos médicos que eles fizeram uma laqueadura em suas trompas, para que ela não pudesse mais engravidar. “Eles não avisaram que iam tirar as minhas trompas, simplesmente me informaram depois. Foi um erro. Muita gente me criticou por eu não ter entrado na Justiça contra o hospital, mas na época eu não tinha noção das consequências que isso poderia me trazer no futuro”, explica. Após o procedimento, nos anos seguintes, a dona de casa passou a ganhar peso, e sua vida mudou completamente. “Até então, eu tinha uma vida normal. Depois disso, comecei a ganhar peso, adquiri uma hérnia, e complicou toda a minha vida. Eu trabalhava fora, trabalhei em uma padaria e cuidei de criança. Nunca tive uma profissão, mas sempre trabalhei. Hoje eu não trabalho, quem sustenta a minha casa é o meu marido”, revela.

Empresa de material esportivo é a 5ª a romper com o Boa Esporte após contratação de Bruno

O acerto de Bruno trouxe mais uma consequência negativa para o Boa Esporte (Boa Esporte, é uma associação esportiva mineira fundada originalmente em Ituiutaba, pontal do triângulo mineiro, em 30 de abril de 1947, tornando-se profissional em 1998.). Na tarde desta segunda-feira, a Kanxa comunicou que não fabricará mais o material esportivo do clube. Em nota oficial, o clube confirmou a rescisão contratual com o clube boveta: “A Kanxa informa que, a partir de hoje, a empresa não é mais fornecedora do material esportivo do Boa Esporte Clube”. Além da Kanxa, outros quatro patrocinadores se afastaram do Boa Esporte: o patrocinador máster Góis & Silva, e as empresas Nutrends Nutrition, Cardiocenter e Magsul. O jogador de 32 anos é aguardado nesta segunda-feira para fazer exames. Sua apresentação está marcada para esta terça-feira no Boa Esporte. O clube boveta anunciou a contratação de Bruno semanas após ele ter deixado a cadeia, graças a um habeas corpus concedido pelo STF. Ele aguardará em liberdade o recurso da condenação a 22 anos e três meses de prisão por sequestro, morte e ocultação de cadáver da modelo Eliza Samudio.

Verizon acerta compra do Yahoo por US$ 4,48 bilhões

A Verizon Communications, operadora de telefonia móvel número 1 dos Estados Unidos, afirmou hoje (21) que concordou em comprar o negócio de internet do Yahoo por US$ 4,48 bilhões, cerca de US$ 350 milhões a menos do que o preço original. O acordo irá combinar os recursos de busca, email e de mensagens do Yahoo, bem como ferramentas de tecnologia de publicidade com a unidade AOL da Verizon.  A Verizon estava tentando persuadir o Yahoo a alterar os termos do acordo para compensar o dano econômico de dois ataques cibernéticos. O fechamento do negócio, que foi anunciado pela primeira vez em julho, foi adiado enquanto as empresas avaliavam as consequências financeiras das brechas de segurança que o Yahoo divulgou no ano passado.  As empresas disseram hoje que esperam que o negócio seja concluído no segundo trimestre. Sob os termos alterados, Yahoo e Verizon vão dividir as responsabilidades financeiras relacionadas com algumas investigações do governo e litígios de terceiros relacionadas com as violações. O Yahoo continuará responsável por passivos de ações de acionistas e investigações da Securities and Exchange Commission (SEC, na sigla em inglês), órgão que regula o mercado de capitais dos EUA.

Policiais são retirados de helicóptero de quartel no ES, diz governo

Helicópteros estão sendo usados para retirar policiais militares de dentro do Quartel do Comando Geral da Polícia Militar na Grande Vitória (ES), segundo a Secretaria de Estado da Segurança Pública. O desembarque acontece na Rodoviária de Vitória. Neste sábado (11), um chamado da corporação já colocou em atividade mais de 600 militares em Vitória, Vila Velha, Cariacica, Serra e Cachoeiro. Ainda não foi informado o resultado do chamado operacional em outros municípios. Mesmo com o policiamento, as mulheres dos policiais militares dizem que seguem a ocupação das portas de batalhões e questionam o patrulhamento. A crise no estado chegou ao 8º dia, com 138 mortes, segundo sindicato dos Policiais Civis.

Chamado
A Secretaria de Segurança Pública (Sesp) disse que a chegada dos militares aconteceu após uma chamada operacional realizada às 16h, na Praça Oito e na Rodoviária. Questionada sobre a apresentação dos militares, a Sesp não respondeu se eles saíram dos batalhões que estão com as entradas ocupadas pelas mulheres de PMs ou se os militares que se apresentaram nas ruas estavam fora dos quarteis.

Mulheres
Ao longo do dia, o G1 ficou por 10h na porta de um dos batalhões em Vitória, das 7h às 17h, no bairro Maruípe, e nenhum militar foi visto saindo pelo portão principal. Às 19h, as mulheres seguiam ocupação no Batalhão de Maruípe. “Não vamos sair da frente dos batalhões. O governador tem que conversar com o movimento. Eles estão usando farda, mas não são policiais. Eles estão maquiando a situação”, disse a dona de casa Ordilene, esposa de um policial militar. “Nós vamos continuar o movimento, esperando posição do governo. Os poucos que se apresentaram aos postos de trabalho, neste sábado, passaram mal, choraram muito. Só foram por causa de muita pressão”, disse a esposa de um policial militar, que está em frente ao 4o Batalhão da PM, em Vila Velha. Um vídeo exibido pela GloboNews mostra mulheres revoltadas com os policiais que voltaram ao trabalho. “Vocês são uns covardes. Nós estamos dando a nossa cara a tapa por vocês. Eu posso ser presa por causa de vocês. Vocês são uma vergonha”, diz a mulher. (G1)

Ministro Marco Aurélio suspende nomeação de filho de Crivella para a Casa Civil

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu liminar (decisão provisória) para suspender a nomeação de Marcelo Hodge Crivella, filho do prefeito do Rio de Janeiro – Marcelo Crivella –, para o cargo de secretário-chefe da Casa Civil. O filho do prefeito do Rio foi nomeado no último dia 1º. A nomeação foi publicada no “Diário Oficial” do estado no dia seguinte. Ele atendeu uma reclamação apresentada por um advogado, que argumentou que a nomeação feriu entendimento tomado pelo plenário do STF que vedou o nepotismo em 2008, ao aprovar uma súmula vinculante (que deve ser observada por toda a administração pública). Marco Aurélio Mello considerou que a nomeação desrespeitou a decisão do Supremo. “Mostra-se relevante a alegação. Por meio do Decreto “P” nº 483, o atual titular do Poder Executivo do Município do Rio de Janeiro nomeou, em 1º de fevereiro último, o próprio filho para ocupar o cargo em comissão de Secretário Chefe da Casa Civil local. Ao indicar parente em linha reta para desempenhar a mencionada função, a autoridade reclamada, mediante ato administrativo, acabou por desrespeitar o preceito revelado no verbete vinculante nº 13 da Súmula do Supremo”, afirmou o ministro. Marco Aurélio suspendeu a eficácia do decreto de nomeação e determinou que o prefeito preste informações. O caso ainda terá de ser julgado pelo plenário do STF, em data ainda não prevista. (G1)

Temer confirma indicação de Moraes ao STF

O porta-voz do presidente Michel Temer, Alexandre Parola, anunciou nesta segunda-feira, 6, a indicação do ministro da Justiça Alexandre de Moraes para a vaga de Teori Zavascki no Supremo Tribunal Federal (STF). “As sólidas características de Moraes o qualificam para a elevada função”, disse em pronunciamento. Em mensagem, Moraes afirmou na tarde desta segunda-feira que seu nome seria indicado para a vaga de Teori Zavascki no Supremo Tribunal Federal (STF) “lá pelas 19h”. “Se Deus quiser, em pouco tempo”, escreveu. A conversa foi registrada na tarde desta segunda-feira em cerimônia no lançamento de novas medidas para o Minha Casa, Minha Vida, em Brasília. A indicação do presidente Michel Temer foi antecipada pela colunista Vera Magalhães.

Brasil vive maior surto de febre amarela em 14 anos

O Brasil vive o maior surto de febre amarela em 14 anos. Até terça-feira, 24, foram confirmados 70 casos da doença, com 40 mortes. Desse total, 21 são de pacientes que apresentaram os primeiros sintomas em meados de dezembro. O maior número de casos até então havia sido em 2003, quando foram confirmados 64 pacientes com febre amarela. Há ainda no País outros 364 casos em investigação, incluindo 49 óbitos. Além do aumento expressivo do número de casos, a doença atinge um número maior de Estados e municípios neste ano. Em 2003, com o surto em Minas, os casos se espalharam por menos de 20 municípios do Estado. Agora, pelo menos 40 cidades apresentam registros de pacientes com suspeita da infecção. Há notificações também em Espírito Santo, Bahia e São Paulo. No total, 60 cidades do País já relataram casos suspeitos. “Não há dúvidas de que os casos vêm em maior número e atingem uma área maior”, afirma o infectologista da Fundação Oswaldo Cruz, André Siqueira. Para ele, não há um fator único que explique a expansão. Entre as causas estariam maior circulação do vírus, desmatamento e mudanças do clima que favorecem a proliferação dos mosquitos transmissores da forma silvestre da doença. Ao jornal O Estado de S. Paulo, na terça-feira, 24, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, afirmou que o governo também analisa a tese de que o surto em Minas pode estar relacionado à tragédia do rompimento da barragem em Mariana, que afetou o equilíbrio ecológico do Rio Doce em 2015. “Isso é uma tese que está sendo desenvolvida e nós estamos aguardando eventual confirmação.”

Sisu encerra inscrições neste domingo 29-01

O prazo das inscrições no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) encerra às 23h59 deste domingo (29/1). De acordo com o Ministério da Educação (MEC), prazo iria encerrar nesta sexta-feira (27), mas muitos candidatos relatavam dificuldades em efetuar a inscrição. O resultado está mantido para a segunda-feira (30). O Sisu é utilizado para selecionar candidatos para 238.397 vagas de graduação em 131 instituições públicas, por meio do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O sistema foi aberto na terça-feira (24) e, desde então, muitos candidatos reclamavam não conseguir acessá-lo. “Em atenção aos estudantes, que manifestaram o pedido, e em virtude das dificuldades de acesso ao Sisu nos primeiros dias, o MEC decidiu prorrogar o prazo de inscrições em 48 horas”, disse em nota.
Segundo a pasta, foi identificado que cerca de 700 candidatos tinham notas na base de dados do Enem que registravam participação na primeira e na segunda aplicação do Exame. “As inconsistências encontradas no sistema, que dificultavam o acesso de candidatos das primeira e segunda aplicações, foram sanadas”, informou o ministério. O MEC informou que até as 18h desta quinta-feira, foram registrados mais de 2 milhões de inscritos e 4 milhões de inscrições – cada candidato pode escolher até duas opções de curso. “O único critério para a aprovação é a nota do Enem. Não importa o dia que o candidato faça a inscrição”, assegurou o ministério. Com informações da Agência Estado.

Falso cirurgião-dentista de 90 anos é preso em Vitória da Conquista

Um homem foi preso em flagrante nesta sexta-feira (27) em Vitória da Conquista por exercício ilegal da profissão de cirurgião-dentista. Segundo informações do Conselho Regional de Odontologia da Bahia (CRO-BA), Idelfonso Nascimento da Silva, 90 anos, atendia de 2 a 4 pessoas por dia, realizando extrações e próteses dentárias. Ele foi levado à delegacia do município e responderá por exercício ilegal da profissão, com pena que varia de seis meses a dois anos. A procuradora jurídica da entidade, Magna Rocha, aponta que o crime coloca em risco a saúde da população, e defende que a penalidade deveria ser maior do que é aplicada atualmente.  A categoria aguarda a aprovação do projeto de lei nº. 3063/2008, de autoria do deputado federal Edio Lopes (PMDB-PR), que prevê o agravamento da punição para 2 a 6 anos de reclusão, além de multa.