Mundo

Sobe para 230 número de mortos em atentado na Somália

Mogadíscio – O atentado com dois caminhões-bomba cometido no último sábado por supostos integrantes do grupo jihadista Al Shabab na capital da Somália, Mogadíscio, matou pelo menos 230 pessoas e deixou mais de 350 feridas, confirmaram à Agência Efe fontes dos serviços de saúde do país. Os hospitais, escassos de medicamentos e sangue, estão superlotados de feridos. O ataque ao Safari Hotel e a um movimentado mercado da cidade é o pior já ocorrido na história do país com base no balanço de mortos, que ainda pode aumentar. De acordo com a imprensa somali, a maioria dos mortos eram civis, principalmente vendedores ambulantes. Por enquanto, embora a mídia local e analistas considerem certo que Al Shabab está por trás do atentado, o grupo ainda não reivindicou a autoria do ocorrido. Al Shabab, que em 2012 se filiou à rede internacional da Al Qaeda, controla parte do território no centro e no sul do país e tenta instaurar um Estado islâmico wahabista na Somália. O país vive em estado de guerra e caos desde 1991, quando o ditador Mohamed Siad Barre foi derrubado, o que deixou o país sem um governo efetivo e em mãos de milícias radicais islâmicas, senhores da guerra que respondem aos interesses de um clã determinado e grupos armados. (Exame)

COMPARTILHE

Mulher morre ao fazer topless em janela de veículo em alta velocidade

Foto: Reprodução

Uma brincadeira arriscada no trânsito terminou em tragédia em uma estrada perto de Punta Cana, na República Dominicana, na última semana. De acordo com matéria do jornal Moskovsky Komsomolets, publicada pelo site RedeTv Notícias, a russa Natalia Borodina, de 35 anos, morreu após chocar a cabeça em uma placa de trânsito na beira da via, enquanto ela fazia topless com o corpo para fora do veículo em movimento.  Ainda conforme a publicação local, Natalia foi socorrida e levada a um hospital, mas não resistiu aos ferimentos. Um vídeo circula nas redes sociais, em que mostra a russa se divertindo com o corpo apoiado na janela do veículo, que segue em alta velocidade.

Ela se balança e dá risada até que, ao esticar o corpo para fora, atinge a placa.  Moradora de Moscou, Natalia era mãe de um menino de 11 anos e trabalhava como agente imobiliária de imóveis de luxo. Ela passava férias no país junto com a amiga Ivanna Boirachuk, de 32 anos, que estava ao volante e filmou o acidente. Ela foi presa por suspeita de embriaguez ao volante. Amigos de Natalia saíram em sua defesa: “Ela ajudou sua pobre família com tudo”, disse a amiga Elena Korolyova, segundo o jornal britânico. “Ninguém mais trabalhava, apenas Natalia. Ela queria dar conta de tudo e tinha esperanças em um futuro melhor. Qualquer um pode cometer um erro, então por que julgar alguém por apenas um vídeo? Somos todos santos?”, defendeu.

COMPARTILHE

Coreia do Norte prepara novo lançamento de míssil que poderia atingir EUA

A Coreia do Norte está se preparando para testar um míssil de longo alcance “num futuro muito próximo”, afirmou o legislador Anton Morozov, do Partido Liberal-Democrático da Rússia à agência russa RIA Novosti. Ele fez parte de uma comitiva que visitou esta semana Pyongyang, onde teria visto cálculos que indicavam que os mísseis norte-coreanos poderiam chegar à costa oeste dos Estados Unidos. Segundo Morozov, seus interlocutores lhe disseram que Pyongyang tem a tecnologia que permitiria que os mísseis resistissem aos obstáculos atmosféricos. Ele teriam apresentado “cálculos matemáticos que provariam que o míssil é capaz de atingir a Costa Oeste dos EUA”. Com informações do Estadão Conteúdo

COMPARTILHE

Tiroteio deixa pelo menos 50 mortos e 200 feridos em Las Vegas

Subiu para 50 o número de mortos durante um atentado no festival de música country Route 61 Harvest, realizado no Mandalay Bay Resort e Cassino, em Las Vegas, ocorrido na noite deste domingo. O número de feridos também foi elevado de 100 para 200. O suspeito, que está entre os mortos, foi identificado: Stephen Paddock, 64 anos. Ele estava no 32º andar do hotel, de onde atirou contra o público, sendo abatido pela polícia em seguida.

O chefe de polícia de Las Vegas, Joseph Lombardo, divulgou que uma mulher que estava acompanhando o suspeito e estava sendo procurada foi localizada. “Estamos confiantes, mas não 100% certos de que localizamos a mulher”. Até o momento, não há evidências que liguem Paddock a um grupo terrorista. O ataque começou no início do show do cantor Jason Aldean.

O tiroteio já superou o ataque à boate Pulse, em Orlando, na Flórida, e se tornou o maior atentado a tiros ocorrido nos Estados Unidos. O presidente do país, Donald Trump, se pronunciou sobre o caso pelo Twitter e prestou “calorosas condolências e pesâmes às vítimas e famílias deste terrível ataque a tiros”. “Deus os abençoe”, afirmou.

COMPARTILHE

Coreia acusa Trump de ‘declarar guerra’ e ameaça derrubar jatos dos EUA

O ministro das Relações Exteriores da Coreia do Norte, Ri Yong-ho, disse agora há pouco que Donald Trump declarou guerra e que o país tem todo o direito de tomar medidas contra os Estados Unidos, inclusive derrubar jatos americanos fora do espaço aéreo norte-coreano.  Ri ressaltou que a declaração de guerra significa que todas as opções estarão na mesa para a liderança norte-coreana. “O mundo inteiro deve se lembrar claramente que foram os EUA que primeiro declararam guerra ao nosso país”, disse Ri a repórteres em Nova York. Ele prosseguiu afirmando que Trump declarou a guerra à Coreia do Norte ao dizer que a “liderança da República Popular Democrática da Coreia não estará aqui [no mundo] por muito mais tempo”, em referência a uma postagem do presidente norte-americano no Twitter, nesse domingo (24). Trump fez o comentário ao criticar o discurso de Ri Yong na Assembleia Geral da ONU. Segundo o republicano, o ministro repetiu os pensamentos do líder supremo, Kim Jong-un. O presidente também passou a trocar ofensas com Pyongyang logo em seguida, referindo-se ao líder da Coreia do Norte como “pequeno homem foguete”.

TENSÕES AUMENTARAM ENTRE PYONGYANG E WASHINGTON.

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, acusou o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de exibir “comportamento mentalmente perturbado” e ameaçou Washington com uma resposta áspera às últimas ações estadunidenses contra Pyongyang. A declaração de Kim veio após o primeiro grande discurso da ONU de Trump, durante o qual ele chamou o líder norte-coreano de um “homem foguete” em “missão suicida” e novamente alertou o norte-coreano que o país seria totalmente destruídos e atacassem os Estados Unidos ou seus aliados.  A Coreia do Norte vem realizando lançamentos de mísseis e testes nucleares continuamente, todos conduzidos em violação das resoluções do Conselho de Segurança da ONU. O teste mais recente foi feito em 15 de setembro, quando um míssil balístico voou sobre o Japão antes de cair no Pacífico cerca de 20 minutos após o lançamento. (Sputnik)

COMPARTILHE

China anuncia que vai limitar fornecimento de petróleo para Coreia do Norte

A China anunciou neste sábado que vai limitar o fornecimento de petróleo para a Coreia do Norte a partir do dia 1º de outubro. A medida vai ao encontro das sanções impostas pelo Conselho de Segurança da ONU diante dos recentes testes nucleares feitos por Pyongyang. O Ministério do Comércio chinês também anunciou a proibição geral das importações de têxteis norte-coreanos, uma das principais fontes de investimentos para o país liderado por Kim Jong-un. A China é um tradicional parceiro econômico e político da Coreia do Norte, mas nos últimos meses aceitou a aprovação de sanções aprovadas pelo Conselho de Segurança da ONU contra o governo de Pyongyang. No último dia 3 de setembro, a Coreia do Norte realizou um forte teste nuclear que foi amplamente condenado pela ONU.

COMPARTILHE

Ameaças de Trump tornam ataque aos EUA inevitável, diz ministro norte-coreano

Foto: Reprodução/Reuters

Em meio à escalada de tensão e troca de ameaças entre o presidente Donald Trump e o líder norte-corano Kim Jong-un, o ministro Exterior da Coreia do Norte disse que um ataque aos EUA é inevitável. “Caso se perdam vidas nos Estados Unidos, será por sua culpa, por culpa dessa missão suicida de Trump”, ameaçou Ri. “A Coreia do Norte é um Estado nuclear responsável, mas adotaremos medidas preventivas necessárias e implacáveis (…) se os Estados Unidos e seus vassalos quiserem avançar (com ataques contra o país)”. “Estamos agora apenas a alguns passos de completar nossa capacidade nuclear. É absurdo pensar que nosso país vai desviar um milímetro de seu rumo por mais restritas que sejam as sanções que nos impõem”, prosseguiu. “Devido a sua falta de conhecimento comum básico e sentimento adequado, ele tentou insultar a dignidade suprema do meu país ao se referir (a Kim Jong-un) como um foguete. Ninguém, além de Trump, está numa missão suicida”.

COMPARTILHE

Músico americano Charles Bradley morre aos 68 anos

O músico americano Charles Bradley morreu neste sábado, aos 68 anos, após uma batalha contra o câncer. A notícia foi confirmada pela página oficial do cantor no Facebook. “O senhor Bradley era muito grato por todo o carinho que ele recebeu de seus fãs e esperamos que sua mensagem de amor seja lembrada e levada adiante. Obrigado por seus pensamentos positivos e orações nesse momento difícil”, diz o texto. Ele que tinha passagem pelo Brasil marcada para setembro – ia se apresentar em São Paulo e no Rio de Janeiro, no Rock in Rio –, cancelou toda a sua agenda no começo do mês. Na ocasião, ele anunciou que precisaria dar um tempo na carreira para tratar um câncer no fígado. Bradley foi diagnosticado com câncer no estômago em 2016 e se tratou, recebendo autorização médica para voltar ao trabalho. A doença, porém, se espalhou para o fígado, apesar de não ter voltado ao estômago. O cantor de R&B, que chegou a ser comparado com James Brown por sua animação no palco – ele, inclusive, imitava o músico em algumas apresentações –, começou a carreira tardiamente, há apenas oito anos. Ele trabalhou por décadas como chef de cozinha, ao mesmo tempo em que se apresentava em casas de shows. Depois de No Time for Dreaming (2011) e Victim of Love (2013), lançou Changes, seu terceiro álbum de estúdio, em 2016. “Vou dizer que tudo bem sonhar, mas trabalhe – faça com que ele se torne realidade”, disse Bradley após o lançamentos de seu primeiro disco. “Demorou 62 anos para alguém me descobrir, mas eu agradeço a Deus. Algumas pessoas nunca são descobertas.” (Veja.Abril)

COMPARTILHE

Novo terremoto de magnitude 6,2 atinge região central do México

Um terremoto de magnitude 6,2, com epicentro em Unión Hidalgo, a 562 km da Cidade do México, foi quase imperceptível na capital, mas fez soar os alarmes, tirando muitos da cama na manhã deste sábado (23).  Enrolados em cobertores, descalços ou sem camisa, hóspedes dos hotéis ao longo da rua Luis Moya, no centro da metrópole, deixaram seus quartos e aguardam no meio da via a autorização para voltar ao prédio. Nervosos com o tremor da última terça (19), que arrasou partes do país e matou pelo menos 291 pessoas, alguns gritavam de medo.  O novo tremor aconteceu às 7h53 no horário local (9h53 em Brasília). Mesmo quase não sendo sentido na capital, o abalo levou autoridades a realizarem testes nas últimas horas. O metrô e o aeroporto da Cidade do México pararam de funcionar por alguns minutos até que se verificassem suas estruturas. Esse abalo, no entanto, fez suspender as operações de busca que ainda estão em curso nos destroços de muitos dos cerca de 50 prédios que vieram abaixo na cidade com o terremoto de magnitude 7,1 da terça. Algumas dessas operações, no entanto, agora já cinco dias depois do abalo, estão sendo encerradas pelas equipes, que julgam não haver chance de encontrar mais pessoas com vida entre os escombros em pontos distintos da cidade. Com informações da Folhapress.

COMPARTILHE

Terremoto é detectado na Coreia do Norte perto de zona de testes nucleares

Um terremoto de magnitude 3,4 foi detectado neste sábado na Coreia do Norte. Segundo o G1, o tremor teria ocorrido perto de uma zona onde sismos semelhantes já haviam sido registrados durante a realização de testes nucleares. Sismólogos chineses disseram se tratar de “uma explosão suspeita”. Mas a Coreia do Sul informou que pode ser um terremoto natural. Ainda segundo a publicação, no último dia 3 de setembro, a Coreia do Norte realizou um potente teste nuclear que foi amplamente condenado pela ONU. A potência do terremoto deste sábado é menor do que a usualmente detectada quando a Coreia do realiza testes nucleares. Depois do último teste, dados do Serviço Geológico dos Estados Unidos indicaram se tratar, inicialmente, de um terremoto de magnitude 5,6 a uma profundidade de 10 km. Mais tarde, o tremor foi classificado como de magnitude 6,3 a 0 km. O terremoto deste sábado foi registrado em uma profundidade de 0 km na província de Hamgyong do Norte, onde se localiza a zona de testes nucleares conhecida como Punggye-ri, disse a agência meteorológica da Coreia do Sul. As autoridades sul-coreanas afirmaram acreditar que se tratou de um terremoto natural porque ondas sonoras específicas geradas por tremores artificiais não podem ser detectadas, informou a agência de notícias Reuters.  Analistas da Organização do Tratado de Proibição Total de Testes Nucleares (CTBT, na sigla em inglês) estão analisando “a atividade sísmica atípica de pequena magnitude” na Coreia do Norte, disse o secretário-executivo da entidade, Lassina Zerbo, no Twitter. Ele afirmou que o terremoto ocorreu “a 50 km dos testes anteriores”.

COMPARTILHE

Na ONU, Trump ameaça “destruir completamente a Coreia do Norte”

Em seu primeiro discurso na Assembleia Geral da ONU nesta terça-feira (19), o presidente dos EUA, Donald Trump, classificou o governo da Coreia do Norte como “depravado”, uma “ditadura corrupta”, e afirmou que, se for ameaçado, não terá outra escolha a não ser “destruir completamente a Coreia do Norte”. De acordo com o portal UOL, o presidente norte-americano também defendeu a sua ideia de “América em primeiro lugar”. Trump afirmou que os países-membros da ONU devem trabalhar juntos para enfrentar países hostis. “Se os justos não enfrentarem os perversos, então o mal triunfará”, disse. Ele ainda aproveitou o seu discurso para mandar recados para a Rússia e a China, afirmando que todos devem “rejeitar as ameaças contra a soberania desde a Ucrânia até o Mar do Sul da China”. O presidente dos EUA disse ainda que o acordo nuclear com o Irã é uma vergonha para os EUA.

COMPARTILHE

Forte terremoto atinge México em aniversário do tremor mortal de 1985

Um forte terremoto de magnitude 7,1 atingiu o México nesta terça-feira, sacudindo edifícios na capital, Cidade do México, e provocando a saída de pessoas de edifícios e casas para as ruas. O tremor ocorreu apenas algumas horas depois de muitos participarem de treinamentos sobre terremotos em todo o país no aniversário do sismo devastador que matou milhares na Cidade do México em 1985.  O terremoto aconteceu 8 km a sudeste de Atencingo, no Estado central de Puebla, a uma profundidade de 51 km, de acordo com o Serviço Geológico dos Estados Unidos. Luis Felipe Puente, chefe da agência de proteção civil do México, disse em sua conta no Twitter que não havia relatos imediatos de danos. Imagens de televisão mostraram pessoas sendo retiradas dos escritórios nas principais cidades. Testemunhas disseram que havia cenas de pânico e pessoas choravam nas ruas depois de deixar suas casas. Um poderoso terremoto de magnitude 8,1 atingiu o México no início deste mês, matando pelo menos 98 pessoas.

COMPARTILHE

Coreia do Norte diz que vai afundar Japão e reduzir EUA a cinzas

Uma agência estatal afirmou que a Coreia do Norte ameaçou nesta quinta-feira (14) usar armas nucleares para “afundar” o Japão e reduzir os Estados Unidos a “cinzas e escuridão” por apoiar uma resolução e sanções do Conselho de Segurança da das Nações Unidas (ONU). As resoluções vieram após o mais recente teste nuclear do regime norte-coreano, segundo a Reuters.  De acordo com o portal G1, o Comitê da Coreia para a Paz na Ásia-Pacífico, que lida com os laços externos e propaganda da Coreia do Norte, também pediu pela dissolução do Conselho de Segurança, que chamou de uma “ferramenta do mal” constituída por países “subornados” que avançam sob ordem dos Estados Unidos. “As quatro ilhas do arquipélago devem ser afundadas no mar por uma bomba nuclear do Juche. O Japão não é mais necessário para existir perto de nós”, disse o comitê, em comunicado divulgado pela agência de notícias estatal norte-coreana. O Juche é a ideologia governista da Coreia do Norte que mistura marxismo com uma forma de nacionalismo isolado pregado pelo fundador do Estado, Kim Il Sung, avô do atual líder norte-coreano, Kim Jong Un, ainda de acordo com a agência Reuters.

COMPARTILHE

Coreia do Norte diz que vai acelerar programa de armas após novas sanções

O Ministério das Relações Exteriores da Coreia do Norte emitiu nota na manhã desta quarta-feira (hora local) na qual critica a nova rodada de sanções impostas pelo Conselho de Segurança da ONU e que afirma que o país dará ainda mais incentivo para “o trabalho de consolidação da capacidade de defesa de soberania”. “A RPDC (República Popular Democrática da Coreia) condena severamente as sanções do Conselho de Segurança da ONU, que foi fabricada com todos os meios e métodos vis e perversos pelos Estados Unidos, como o produto de provocação cruel para privar o direito justo a autodefesa da RPDC e com o objetivo de asfixiar totalmente o Estado e o povo coreanos mediante bloqueio econômico”, diz a nota, que foi publicada no site da agência estatal KCNA. Diante disso, a diplomacia de Pyongyang disse que vai lutar pelo “direito do país existir” bem como “garantir a paz e a estabilidade da região por meio de um equilíbrio de forças com os Estados Unidos”. Na noite de segunda-feira, o Conselho de Segurança da ONU aprovou de forma unânime um novo pacote de sanções contra o regime de Kim Jong-un. Ao contrário do desejo da diplomacia dos Estados Unidos, as restrições foram menos drásticas e não incluíram o banimento às importações de petróleo nem o congelamento de ativos do governo norte-coreano ou do presidente do país. Com informações do Estadão

COMPARTILHE

Papa é ferido no rosto durante passagem por Cartagena

Durante sua passagem pela cidade de Cartagena, na Colômbia, o papa Francisco foi ferido levemente no rosto. Ao passar pelo bairro de San Francisco, onde abençoou a construção de moradias populares, o Pontífice levou a mão ao rosto em um momento.  Ao parar o “papamóvel”, um segurança lhe deu um lenço para se limpar e foi possível ver marcas de sangue no pano e na roupa branca. No rosto, é visível um corte acima do olho e um inchaço em parte da bochecha.  No entanto, Francisco continuou seu caminho pelo bairro como se nada tivesse ocorrido e continuou saudando as milhares de pessoas que estavam no local. Não se sabe até o momento o que causou a lesão – se foi algum fiel ou se ele se machucou sozinho. O incidente ocorreu após Jorge Mario Bergoglio abençoar a pedra fundamental de um conjunto residencial para pessoas sem tento na cidade colombiana. “Bendito seja, Senhor, Deus de Misericórdia, que em seu Filho nos deu um admirável exemplo de caridade e por ele nos recomendou a viver o mandato de amor, digne-se a dar suas benção a esses servidores seus, que se dedicam na ajudam aos outros”, disse durante a benção.

COMPARTILHE

EUA prometem resposta militar “esmagadora’ se Coreia do Norte atacar

O secretário de Defesa dos Estados Unidos, Jim Mattis, ameaçou neste domingo (3) com uma “resposta militar maciça” para qualquer ataque contra os EUA e seus aliados depois de a Coreia do Norte realizar seu mais potente teste nuclear até agora, informou a agência Reuters. Falando do lado de fora da Casa Branca, Mattis disse: “qualquer ameaça aos Estados Unidos ou seus territórios, incluindo Guam ou nossos aliados, terá uma resposta militar maciça, uma resposta tanto efetiva quanto esmagadora”. Mattis disse que Washington não está buscando a “aniquilação total de um país, especificamente a Coreia do Norte”. “Mas, como eu disse, temos muitas opções para fazer isso”, completou. O secretário enfatizou que todos os integrantes do Conselho de Segurança da ONU, que se reunirá nesta segunda-feira para avaliar o novo teste nuclear norte-coreano, estão unidos “de maneira unânime” diante da crescente “ameaça” que representa Pyongyang. As declarações ocorrera depois que Trump alertou que está avaliando suspender o comércio com qualquer país que faça negócios com a Coreia do Norte e insinuou que não descarta um ataque ao país asiático, após novo teste do regime de Kim Jong-un com uma bomba atômica. O presidente deixava uma igreja próxima da Casa Branca, onde assistiu a um serviço por causa do Dia de Oração pelas vítimas do furacão Harvey, quando um jornalista lhe perguntou se ele tinha planos de atacar a Coreia do Norte. “Já veremos”, respondeu Trump de forma evasiva. Há menos de um mês, no início de agosto, Trump já havia advertido à Coreia do Norte que poderia responder às suas ameaças com “fogo e fúria jamais vistos no mundo”, após a publicação de informações de que Pyongyang tinha fabricado uma ogiva nuclear miniaturizada que poderia ser instalada em um dos seus mísseis balísticos. O regime norte-coreano, por sua vez, revelou que preparava um plano para disparar dois mísseis de médio alcance que impactaria em águas territoriais de Guam, um território americano no Pacífico Ocidental e sede de uma base naval estratégica.

COMPARTILHE

Mundo: Furacão Harvey deixa 44 mortos e ao menos 19 desaparecidos

Ao menos 44 pessoas morreram ao longo de uma semana de tempestades na região metropolitana de Houston, no Sul do estado do Texas, nos Estados Unidos (EUA), segundo o último balanço das vítimas do Furacão Harvey. Pelo menos 19 pessoas estão desaparecidas, de acordo com o governo local.  Mais de 770 mil moradores do estado receberam orientação para deixar as casas e quase 1 milhão (980 mil) deixaram suas residências por causa do risco de inundações, devido ao transbordamento de rios e reservatórios. Cerca de 40 mil estão em abrigos improvisados. A tempestade já não está sobre a cidade de Houston, mas as inundações continuam.  Segundo o Centro Nacional de Furacões, o furacão se move e está no norte do Mississipi, Tennesse e Lousiana. Nestas regiões já há registro de algumas enchentes. Alguns estados também estão em alerta como Arkansas e Ohio. Uma das preocupações é com a contaminação das águas. O governo procura formas de garantir água potável à população afetada. O preço da gasolina disparou no país. O galão de gasolina (3,8 litros) subiu em média 60 centavos do começo da semana até agora em várias regiões. Em Atlanta, o preço no final de semana passado variava entre US$ 2,10 e US$ 2,20. Agora, é possível encontrar gasolina a US$ 3 dólares o galão. Com as refinarias fechadas, não houve produção nem distribuição de gasolina aos estados vizinhos. O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que vai doar US$ 1 milhão de seu patrimônio pessoal para socorrer as vítimas do furacão. As estimativas de prejuízos apontam que o valor pode chegar a US$ 160 bilhões, o que faz do desastre, o mais caro da história dos Estados Unidos. Com informações da Agência Brasil.

COMPARTILHE

Mundo: Após sofrer infarto, campeã mundial de boxe morre aos 26 anos

Morreu nesta terça-feira, na cidade de Perpinhã, na França, a campeã mundial peso-pluma da WBF (Federação Mundial de Boxe), Angélique Duchemin. A boxeadora de 26 anos estava internada desde o último dia depois que sofreu um infarto durante o treinamento. Após a internação, Angélique teve uma embolia pulmonar, que a levou à morte. A francesa era uma estrela em ascensão na modalidade. Campeã europeia desde dezembro, ela sagrou-se campeã mundial há três meses. Angélique treinava em um clube da cidade de Thur quando sofreu o infarto. A atleta tinha um cartel de 14 vitórias (três nocautes) e nenhuma derrota. (GE)

COMPARTILHE

Rússia: Ônibus cai no Mar Negro e deixa ao menos 14 mortos e oito feridos

Ao menos 14 pessoas morreram e oito pessoas ficaram feridas após um ônibus cair no mar do sul da Rússia, de acordo com informe do departamento de Defesa Civil da região do Krasnodar. “O acidente resultou na morte de 14 pessoas. Os socorristas resgataram 24 pessoas, das quais oito tiveram que ser hospitalizadas”, afirmou um porta-voz da Defesa Civil. Segundo informações da Agência EFE, o veículo caiu no mar por motivos ainda desconhecidos.

O coletivo desceu de um cais em construção na região do estreito de Kerch, entre o Mar Negro e o Mar de Azov, que está situado entre a Península da Crimeia e a região de Krasnodar. De acordo com a Defesa Civil, um grupo de operários estava a bordo. Eles trabalhavam na construção de um cais para petrolífera Tamaneftegaz.

COMPARTILHE

Eclipse escurece o sol em várias partes do mundo

Em grande trecho dos EUA foi possível ver eclipse total.

O eclipse total que aconteceu nesta segunda-feira (21) nos EUA deixou milhões de americanos posicionados com óculos de proteção em busca do melhor ângulo para ver o fenômeno, que acontece pela primeira vez em 99 anos no país. Em outros pontos do planeta, o eclipse foi mais modesto – em Salvador, foi de apenas 12%. No Brasil, o melhor ponto de observação foi na região Norte. Nos EUA, o sol foi “coberto” inteiramente pela lua.  Cerca de 12 milhões de pessoas moram na zona de 113 quilômetros de largura e 4 mil quilômetros de extensão em que o fenômeno foi visto em sua totalidade. Com informações do Correio

COMPARTILHE

Mundo: Terremoto deixa ao menos uma vítima na Itália

Um terremoto de magnitude 3.6 na escala Richter sacudiu na noite desta segunda-feira (21) a ilha de Ischia, situada na região metropolitana de Nápoles, sul da Itália, e matou pelo menos uma pessoa.  Segundo policiais, a vítima é uma idosa atingida por destroços caídos da igreja de Santa Maria del Suffragio, em Casamicciola Terme, a cidade mais afetada pelo tremor. O sismo ocorreu às 20h57 (horário local) e fez moradores e turistas correrem para as ruas. O terremoto foi percebido em diversos pontos da ilha, um famoso balneário que atrai milhares de visitantes todos os anos – a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, é presença frequente em Ischia. Em Casamicciola Terme, na parte setentrional da ilha, foram registrados danos em vários imóveis, incluindo uma igreja e algumas casas que desabaram, além de diversos feridos. Já na vizinha Lacco Ameno, um hospital teve de ser quase totalmente evacuado por causa das rachaduras causadas pelo terremoto – apenas cinco pacientes intubados foram mantidos na estrutura. “Vi rachaduras ao longo de uma parede do hotel onde estamos. No momento do tremor, saímos correndo para a rua. Senti muito medo”, contou à ANSA um italiano que passa férias em Lacco Ameno. “O terremoto foi breve, mas intenso”, acrescentou. A ilha já foi palco de um forte sismo que deixou mais 2 mil mortos em 28 de julho de 1883, destruindo Casamicciola Terme. Além disso, em 1980, um tremor de 6.5 matou quase 3 mil pessoas na região de Irpinia, a 150 quilômetros de distância da ilha. Atividade intensa – Ao longo do dia, outras zonas da Itália sentiram pequenos terremotos, o mais forte deles, de magnitude 2.9 na escala Richter, na província de Perúgia, capital da Úmbria, centro da península – essa é a mesma área que vem sofrendo com uma sequência sísmica desde 24 de agosto de 2016.Também na Itália Central, em Arquata del Tronto, cidade que teve um distrito devastado pelo tremor de um ano atrás, foi registrado um sismo de 2.3 às 5h37 (horário local). Mais para o norte, moradores da região metropolitana de Florença, na Toscana, se assustaram de madrugada com um terremoto de 2.3.Nenhum desses eventos provocou perdas humanas ou danos em infraestrutura. Tremores de terra são frequentes na Itália, país situado sobre as placas tectônicas eurasiática e africana, que se chocam constantemente.Essa intensa atividade sísmica provocou uma sequência no centro da península que já dura um ano e deixou pelo menos 333 mortos, além de ter causado mais de 20 bilhões de euros em danos. Com informações da Ansa.

COMPARTILHE

Chega a quase 500 número de mortos em deslizamento de terra em Serra Leoa

Voluntários enterram vítimas de deslizamentos I Foto: Manika Kamara / AP

Cerimônias religiosas foram realizadas em várias localidades de Serra Leoa neste domingo (20) em memória das vítimas de deslizamentos de terra e inundações que atingiram na segunda-feira a capital do país, Freetown, e seus arredores. De acordo com funcionários de hospitais, quase 500 corpos foram retirados dos escombros e da lama desde o início das operações de resgate, na terça-feira. Além disso, mais de 600 pessoas continuam desaparecidas e equipes de resgate já avisaram que as chances de encontrar sobreviventes diminui a cada dia. Vários enterros coletivos ocorreram nesta semana, em meio a chuvas que ameaçavam provocar novos deslizamentos. Nos últimos dias, o governo do país alertou moradores para deixarem uma área de montanha onde uma grande fenda se abriu. Milhares de pessoas vivem em áreas de risco e a prioridade é garantir que elas deixem esses locais antes que aconteça um novo desastre, disseram autoridades. Grupos de ajuda humanitária estão fornecendo água potável para diminuir o risco de epidemias.

COMPARTILHE

Gritando ‘Alá é grande’, homem esfaqueia pessoas na Finlândia

Diversas pessoas ficaram feridas a facadas nesta sexta-feira (18) no centro de Turku, na Finlândia, segundo informou as autoridades locais. O suspeito foi detido após ser atingido na perna, de acordo com a polícia, que pediu para as pessoas evitarem o centro da cidade, que fica no sudoeste do país a cerca de 140 quilômetros da capital Helsinki. No Twitter, as autoridades informaram que o ataque ocorreu às 16h40 locais. “Várias pessoas foram esfaqueadas no centro de Turku. Uma pessoa foi presa”, escreveu. Segundo a TV sueca “Yle”, citando testemunhas, haviam três agressores e durante o atentado a facas os homens gritaram “Allahu Akbar” (“Deus é grande” em árabe). Até o momento nenhum grupo terrorista assumiu a autoria do ataque. Em uma imagem divulgada pela TV, um corpo está esticado no chão. No entanto, ainda não há o número correto de vítimas. (ANSA)

COMPARTILHE

Polícia mata suspeitos em operação em Cambrils, ao sul de Barcelona, por possível ataque terrorista

A polícia da Catalunha matou cinco suspeitos de promover um novo ataque terrorista em uma operação em Cambrils, cidade a 120 km de Barcelona, menos de 10 horas depois que um atropelamento deixou 13 mortos e mais de 100 feridos na capital da Catalunha (relembre aqui). Um deles chegou a receber atendimento médico, mas não resistiu. “Trabalhamos com a hipótese de que os fatos em Cambrils correspondem a um ato terrorista. Matamos os suspeitos”, afirmou a polícia da Catalunha. Segundo a polícia, quatro suspeitos foram mortos e um quinto ficou ferido na operação, morrendo depois. Os serviços de emergência divulgaram que um policial e 6 civis ficaram feridos, dois em estado grave. Eles foram levadas para quatro hospitais da região. Com informações do G1

COMPARTILHE

Ataque terrorista deixa mortos e feridos em Barcelona; Estado Islâmico reivindica

Foto: Sergio Perez/Reuters

O motorista de uma van atropelou várias pessoas em La Rambla, via que fica em uma das regiões mais turísticas de Barcelona, na Espanha, nesta quinta-feira (17). Segundo o governo da Catalunha, foi um ato terrorista que matou 13 pessoas e deixou mais de 100 feridos – sendo 15 deles em estado grave. As vítimas são de, ao menos, 18 nacionalidades. A agência do Estado Islâmico afirma que o grupo extremista reivindicou a autoria do ataque. As investigações não confirmaram a informação nem quantas pessoas teriam participado do atentado. Dois suspeitos foram presos: um espanhol e um marroquino. Mas nenhum deles era a pessoa que dirigia a van, segundo a polícia. O jornal “El País” noticiou que três alemães estão entre os mortos. Também haveria vítimas gregas e belgas. A EFE informou que dois argentinos – uma mulher de 67 anos e um homem de 37 – estão entre os feridos. O Itamaraty disse que ainda não há notícias de brasileiros entre as vítimas do atentado. Este é o sexto atentado terrorista com atropelamento ocorrido neste ano. Só em Londres, foram três ataques do tipo. No início da madrugada desta sexta (18) – horário da Espanha –, a polícia catalã realizava uma operação em Cambrils, cidade a 117 km de Barcelona, pela suspeita de mais um atentado. Quatro suspostos terroristas foram mortos e um ficou ferico. Ao menos seis civis e um policial ficaram feridos na tentativa de ataque. A polícia investigava se eles carregavam explosivos. A investigação da polícia da Catalunha busca determinar se o incidente em Cambrils e a explosão de um prédio ocorrida na noite anterior em Alcanar, que matou uma pessoa e feriu sete, têm relação com o atropelamento em Barcelona.

O ATAQUE

Segundo o “El País”, o motorista avançou com a van sobre os pedestre em La Rambla por cerca de 600 metros. No centro da via fica a parte exclusiva para pedestres e, nas laterias, a passagem de carros. O local é muito movimentado, com artistas de rua, restaurantes e vendedores ambulantes.

COMPARTILHE