Áudio: Jackson Cristiano entrevista Drº Antonio Cafezeiro

antonio_cafezeiro_entrevistado_jackson_cristiano

Drº Antonio Cafezeiro (Bioquímico).

A fibromialgia, considerada uma das doenças mais dolorosas da nossa época, afeta drasticamente a vida dos pacientes, pois há mudanças em todo o sistema músculo-esquelético. Alguns dos sintomas são fatiga persistente, distúrbios do sono, ansiedade e depressão. A fibromialgia foi reconhecida como doença pela Organização Mundial da Saúde apenas em 1992. Segundo o Bioquímico do Laboratório Controle, Drº Antônio Cafezeiro, adefinição mais aceita atualmente diz que a fibromialgia é uma dor generalizada, crônica, no sistema músculo esquelético, devido a um transtorno do sistema nervoso central na percepção da dor, ocasionando hiperalgesia e alodinia. Em termos mais simples, a hiperalgesia ocorre quando um estímulo, que normalmente é doloroso, provoca uma dor ainda maior no paciente; a alodinia, por sua vez, significa sentir dor por estímulos que normalmente não deveriam provocá-la.

EXAMES DE LABORATÓRIO PODEM AJUDAR O PACIENTE?

Drº Antônio Cafezeiro — Ainda que não haja biomarcadores específicos para indicar a presença da fibromialgia, é útil pedir um hemograma completo, que inclua a velocidade de sedimentação globular e o nível de proteína C reativa. Esta se eleva quando há inflamação no organismo, ainda que não haja indicação de sua localização exata. Também convém pedir outros exames, como teste da função da tireoide, nível da vitamina D, painel metabólico completo, testes-padrão de detecção do câncer (antígeno específico da próstata, por exemplo). Um eletrocardiograma, em caso de fatiga extrema, assim como uma tomografia articular, se houver suspeita de sinovite, ou seja, irritação na membrana que cobre as articulações.

Ouça entrevista aqui:

COMPARTILHE

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esta matemática é de preenchimento obrigatório. * O prazo está esgotado. Digite novamente o valor CAPTCHA.