Ibirapitanga: ‘Farra das diárias’ já custou mais de R$150 mil aos cofres públicos, diz vereador

Drº Ravan (PSD) I Foto: Reprodução

O gasto excessivo do dinheiro público com diárias foi denunciado publicamente em uma das sessões da câmara no mês passado. Um dos autores da denúncia, o vereador Guilardo (PP), disse que muito dinheiro tem sido usado injustificadamente para beneficiar o prefeito Drº Ravan (PSD), a primeira dama Maria Cleude dos Santos, Secretária Municipal de Assistência Social e Admilson dos Santos Júnior, Secretário de Saúde do município e cunhado do gestor. Somados os gastos do trio com diárias no período de janeiro de 2013 a outubro de 2016, totalizou exatos R$ 166.300,00 (cento e sessenta e seis mil e trezentos reais). Ainda segundo o edil, se comparado os gastos de outras secretarias, pode ser percebido discrepância de valores.

Todas as informações estão contidas no site do TCM.

De 2015 até outubro de 2016, Admilson Júnior gastou R$ 19.500,00 (dezenove mil e quinhentos reais) com diárias. O prefeito Drº Ravan gastou R$ 39.000,00 (trinta e nove mil) e Maria Cleude R$ 18.000,00 (dezoito mil). Totalizando tudo chega a R$76.500,00. No mesmo período, as Secretarias de Administração, Agricultura, Viação e Obras, juntas, tiveram um gasto de apenas R$ 6.950.00 (seis mil e novecentos e cinquenta reais). Guilardo destacou as coincidências nas viagens do prefeito e da primeira dama, que aconteceram com maior frequência entre os anos de 2013 e 2015. Após uma denúncia feita ao MP – Ministério Público, o número de viagens diminuiu. As saídas com datas coincidentes envolvendo o casal, no ano de 2015 aconteceram nos dias: 20 de janeiro, 04 e 05 de fevereiro, 24 de fevereiro, 24 de abril, 21 de maio, 14 de julho e 18 de novembro. Vale lembrar que na maioria dos processos de viagens realizadas pelo alcaide entre 2013 e 2015, não consta nenhum comprovante da entidade ou órgão visitado. Somente em 2016, após ser denunciado ao MP, ele começou a apresentar os comprovantes. Os vereadores, Everaldo dos Gato (DEM), Ivan Come Sapo (DEM), Nêgo de Antônio Máximo (DEM) e Guilardo (PP), protocolaram representação junto ao TCM – Tribunal de Contas dos Municípios, referente a essas denúncias e segundo os vereadores, Drº Ravan já está respondendo pelas irregularidades. (Redação:Ubaitaba Urgente)

4 Comentários

  1. Itamaraty 5 de abril de 2017
  2. Itamaraty 5 de abril de 2017
  3. Mamadores 3 de abril de 2017
  4. Mamadores 3 de abril de 2017

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esta matemática é de preenchimento obrigatório. * O prazo está esgotado. Digite novamente o valor CAPTCHA.