Homem invade velório de suspeito de matar PM em Ilhéus, atira no defunto e deixa bilhete

Danilo foi preso suspeito de envolvimento no assassinato do PM Tyrone Thomaz

Um homem invadiu o velório de um suspeito de envolvimento na morte do policial militar Tyrone Thomaz de Aquino Araújo, e atirou no caixão onde o corpo dele estava, em Ilhéus. Segundo informações da Polícia Civil, Danilo José Silva dos Santos, mais conhecido como Gago, de 22 anos, era velado na noite de terça-feira (25), quando o integrante de um grupo rival invadiu a cerimônia, assustou familiares e ainda deixou um bilhete com uma ameaça para a família dele. O jovem foi morto a tiros pouco tempo depois de depor sobre a morte do policial militar, na segunda-feira (24). De acordo com a polícia, ele foi surpreendido por homens armados no caminho para casa. Durante o ataque, a mulher dele também foi baleada e ficou ferida. Não há informações sobre o estado de saúde dela. Ninguém foi preso suspeito do assassinato de Danilo.

Bilhete teria sido deixado por um integrante do grupo rival do defunto.

O crime é investigado. De acordo com a delegada Andréia Oliveira, que investiga o assassinato do policial militar, no bilhete deixado para a família de Danilo, o criminoso “ordenou” que o corpo do suspeito fosse retirado da igreja onde era realizada a cerimônia, no bairro Teotônio Vilela, para que “algo pior não acontecesse”.Segundo a delegada, o bairro é comandado por uma quadrilha que é rival à que Danilo pertencia e os integrantes do grupo não aceitaram que o corpo dele fosse velado lá. Após o ataque, conforme a delegada, o velório foi suspenso e o caixão foi levado de volta para a funerária. O suspeito do ataque fugiu. O tiro disparado pelo criminoso atingiu o corpo de Danilo, na altura do queixo. A polícia informou que ele foi enterrado sob escolta policial na manhã desta quarta-feira (26), no Cemitério São João Batista, em outro bairro de Ilhéus. De acordo com a delegada Andréia Oliveira, a escolta foi feita para garantir a segurança da família de Danilo. Durante a cerimônia, nenhum novo ataque foi registrado. (Redação/Fotos: G1)

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esta matemática é de preenchimento obrigatório. * O prazo está esgotado. Digite novamente o valor CAPTCHA.