Fotos: Veja momentos da prisão dos envolvidos na morte de “Gildásio do Restaurante”.

DSC_0212

Deivinho se entrega a polícia.

Homens da Polícia Militar fizeram campana em frente à residência do Advogado José Elias Reis, para prender seu filho, Davidson Barbosa da Silva Reis, vulgo Deivinho, proprietário do revolver calibre 32, que matou o comerciante Gildásio Coelho Teixeira, 68 anos de idade, que era proprietário do Restaurante Oriente. O crime aconteceu na noite desta segunda feira (08/09), dentro do estabelecimento comercial da vítima, na Avenida Presidente Vargas em Ubaitaba.

Deivinho é revistado pelo PM.

Deivinho é revistado pelo PM.

O disparo que matou o comerciante foi efetuado pelo menor , B. A. S, de 16 anos de idade. Deivinho deu a arma para o menor assaltar o comerciante e ficou esperando na esquina. Após matar Gildasio, Deivinho recebeu a arma de volta e ambos fugiram para lados opostos. A PM conseguiu elucidar o crime após relatos de testemunhas. Após efetuar a apreensão do primeiro elemento, os policiais foram em busca de Deivinho, que estava na residência do pai, no Centro da cidade. Os policiais negociaram a rendição do meliante durante toda a madrugada.

DSC_0286

Deivinho é levado para o “Camburão”.

DSC_0291

DSC_0302

Por voltas das 08hs da manhã desta terça feira (09/09), Deivinho se entregou a polícia acompanhado do pai, que também é advogado. O menor disse que foi praticar o assalto porque estava devendo R$ 80 reais de drogas ao Deivinho, e estava sendo pressionado a pagar. Foi ai que decidiram praticar o assalto e quitar a divida.

DSC_0386

Menor chega á delegacia para ser autuado em flagrante.

DSC_0389

Davidson Barbosa da Silva Reis, foi autuado em flagrante pelo delegado Miguel Francisco Cicerelli e vai responder por porte ilegal de arma de fogo e latrocínio, pegando até 30 anos de prisão. Já o menor B. A. S, pode ficar até 03 anos internado. No Brasil, a punição máxima prevista no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) é de três anos de internação para menores que cometem crimes graves. Gildásio Coelho Teixeira, era comerciante há 42 anos no mesmo local onde funcionou antes com Bar e atualmente como Bar e Restaurante Oriente. Ele era casado com Dona Raimunda, pai de 08 filhos e avô de 03 netos. Sua morte repercutiu nos quatro cantos da cidade e revoltou a população. Veja todas as fotos desta operação clicando em leia mais.

30 Comentários

  1. PARE E PESE 23 de novembro de 2014
  2. ROBERTO 17 de setembro de 2014
  3. thiaginho 14 de setembro de 2014
  4. tmrs 11 de setembro de 2014
    • bambam 13 de setembro de 2014
  5. ANONIMO 11 de setembro de 2014
  6. Anderson 10 de setembro de 2014
  7. patrick 10 de setembro de 2014
  8. ubaitaba 10 de setembro de 2014
  9. ALGUÉM 10 de setembro de 2014
  10. JUSTICEIRO 666 10 de setembro de 2014
    • cleber 14 de setembro de 2014
  11. cristiane 10 de setembro de 2014
  12. ANA 10 de setembro de 2014
  13. Sandra 10 de setembro de 2014
  14. maria clara 10 de setembro de 2014
  15. jose alcantara 10 de setembro de 2014
  16. Ubaitabense observador 10 de setembro de 2014
    • Anonimo 12 de setembro de 2014
  17. Ubaitabense observador 10 de setembro de 2014
    • ubaitaba 10 de setembro de 2014
      • bruna 14 de setembro de 2014
  18. Alana 10 de setembro de 2014
  19. fernando 9 de setembro de 2014
    • Anonimo 10 de setembro de 2014
  20. kabello 9 de setembro de 2014
  21. MARCIO 9 de setembro de 2014
  22. neto viana 9 de setembro de 2014
  23. alguem 9 de setembro de 2014
    • jerfersom 14 de setembro de 2014

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esta matemática é de preenchimento obrigatório. * O prazo está esgotado. Digite novamente o valor CAPTCHA.