Desembargador autoriza Geddel ser liberado de presídio sem tornozeleira eletrônica

O desembargador Ney Bello, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF), autorizou o ex-ministro Geddel Vieira Lima a deixar o presídio da Papuda, em Brasília, sem tornozeleira eletrônica. De acordo com a decisão, diante da ausência do equipamento na capital federal, Geddel receberá a tornozeleira na Superintendência da Polícia Federal na Bahia, no prazo de 48 horas. Nesta quarta (12), o mesmo desembargador autorizou o ex-ministro a cumprir prisão domiciliar (leia aqui). 

COMPARTILHE

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esta matemática é de preenchimento obrigatório. * O prazo está esgotado. Digite novamente o valor CAPTCHA.