PT aprova resolução para ‘blindar’ Lula em 2018

O 6.º Congresso Nacional do PT aprovou no sábado uma resolução política que tenta blindar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, réu em cinco processos por corrupção. A ideia inicial era aproveitar o evento para lançar a pré-candidatura de Lula ao Planalto em 2018, mas o próprio ex-presidente vetou o lançamento. A saída encontrada foi dizer que o PT “lutará para impedir que interditem o direito de Lula ser candidato”. Com isso, segundo dirigentes petistas, o partido pretende criar uma blindagem a Lula pois, a partir de agora, se o petista for condenado pela Justiça, o PT poderá argumentar que a decisão é uma tentativa de interditar a candidatura do líder nas pesquisas de opinião. O PT também aprovou boicote a um possível Colégio Eleitoral para escolher de forma indireta eventual substituto do presidente Michel Temer. O partido lançará, ainda, uma campanha pela convocação de diretas-já e vai pedir a antecipação das eleições não só para presidente como para a Câmara dos Deputados e o Senado. Além disso, o projeto de resolução que passou pelo crivo do 6.º Congresso do PT propõe uma Assembleia Nacional Constituinte para realizar a reforma do Judiciário, regulamentar a mídia, promover mudanças tributárias e adotar “medidas de emergência” que revoguem iniciativas “antipopulares” do governo Michel Temer. O Congresso do PT foi realizado de quinta-feira, 1º, até sábado, 03, em um centro de convenções em Brasília.

COMPARTILHE

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esta matemática é de preenchimento obrigatório. * O prazo está esgotado. Digite novamente o valor CAPTCHA.