Mundo: Achados destroços de avião que sumiu na Indonésia com 54 a bordo
Foto de arquivo mostra o modelo ATR 42 de hélices, similar ao avião comercial indonésio que caiu.

Foto de arquivo mostra o modelo ATR 42 de hélices, similar ao avião comercial indonésio que caiu.

O avião da companhia Trigana Air desaparecido neste domingo (16) com 54 pessoas a bordo na Indonésia foi encontrado. A aeronave colidiu contra uma montanha em Bintange, no distrito de Oksibil, na província oriental indonésia de Papua, informou o diretor-geral de Transporte Aéreo indonésio, Suprasetyo. Não se sabe se houve sobreviventes.

Os destroços foram encontrados por aldeões. “Temos informação procedente de residentes que o avião da Trigana Air foi achado em uma montanha do subdistrito de Oksibil”, anunciou Suprasetyo. O funcionário declarou que as equipes de resgate chegarão amanhã ao lugar e que ainda não há informações sobre sobreviventes. A aparição dos restos ocorreu pouco depois das equipes de salvamento suspenderem as operações de busca pela chegada da noite.

imagem-01

A aeronave, um modelo ATR 42 de hélices com 49 passageiros e cinco tripulantes a bordo, perdeu o contato com a torre de controle 34 minutos após decolar de Jayapura, capital da província indonésia de Papua, com destino à população sulina de Oksibil. A Trigana foi colocada na lista negra de companhias da União Europeia desde 2007, pelo número de incidentes registrados. As aeronaves da empresa estão proibidas de passar pelo espaço aéreo europeu devido a preocupações sobre padrões de segurança. A Trigana teve 14 sérios incidentes desde que começou a operar em 1991.

imagem-03

O desaparecimento do avião da Trigana Air Service é o segundo acidente aéreo que ocorre na Indonésia em um mês e meio. Um total de 141 pessoas morreram em 30 de junho após a queda de um avião militar em uma área residencial de Medan, capital da província de Sumatra do Norte, pouco após a decolagem.

O presidente indonésio, Joko Widodo, prometeu então que as autoridades empreenderiam uma revisão da frota aérea do país, que os especialistas consideram antiquada.

Comente pelo Facebook
COMPARTILHE