ADOLESCENTE DIZ EM DEPOIMENTO QUE DEU PARTIDA EM JET SKI QUE MATOU CRIANÇA

Grazielly, 3, que morreu após ser atropelada por um jet ski em Bertioga, no litoral de São Paulo

O adolescente V.A.C., 13 anos, confessou em depoimento nesta sexta-feira (24) que deu partida no jet ski que atropelou e matou a menina Grazielly Almeida Lames, de 3 anos, no litoral de São Paulo. Ao Ministério Público e à polícia, ele disse que ligou e montou no veículo no último sábado, dia do acidente.

O garoto foi ouvido em uma oitiva informal, tipo de depoimento previsto pelo Estatuto da Criança e do Adolescente para menores de 18 anos. Durante a fala, na Vara da Infância e Juventude de Bertioga, o adolescente chorou muito. Ele ainda disse que estava com outro garoto de 13 anos na garupa do jet ski.

Segundo a promotora Rosana Colletta, que ouviu o adolescente na presença dos pais e do advogado de defesa, “ele não negou os fatos” e disse que tinha autorização dos empresários José Augusto Cardoso e Ana Júlia Campos Cardoso, padrinhos dele, para sair com o jet ski. Antes, o advogado do adolescente, Maurimar Chiasso, nega que ele pilotou o jet ski.

Para a família da menina, o que agrava o caso é o fato do adolescente e seus pais sequer terem prestado socorro.  “Até o momento nenhum (contato), nenhum telefonema. Isso é o que mais deixa a gente triste. Eles não prestaram nenhum tipo de socorro no momento.

Comente pelo Facebook
COMPARTILHE