BBRASIL – EX-BAIXISTA DA LEGIÃO URBANA É MORADOR DE RUA HÁ CINCO ANOS

Músico nos anos 80 e atualmente | Foto: Reprodução/ Record

O ex-baixista da Legião Urbana, Renato Rocha, é morador de rua há cinco anos. Em entrevista concedida ao Domingo Espetacular, da Rede Record, o antigo astro não lembra o ‘Negrete’, como era apelidado na época áurea do grupo. Como foi parar nas ruas, Renato não sabe precisar, mas assume os excessos no uso de álcool e outras drogas mais pesadas. O ex-baixista fez parte da formação original do grupo e participou dos três primeiros discos: ‘Legião Urbana’ (1985), ‘Dois’ (1986) e ‘Que País É Este’ (1987). Mas o uso de entorpecentes e o comportamento rebelde culminaram em sua expulsão da banda. Na época, Dado Villa-Lobos explicou, em entrevista, os motivos que fizeram Renato Russo tomar essa decisão. “Basicamente ele saiu porque era muito louco. Ele perdia um vôo aqui, um ensaio ali, até que chegou um dia que a gente disse ‘chega’ e ele teve que sair”, contou. Na reportagem, Renato falou apenas que os integrantes da Legião não eram amigos, muito menos unidos. Nas ruas, o músico sobrevive apenas com o dinheiro pago pelo Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad). “Como é que pode um disco vender mais de 12 milhões de cópias e eu ficar na rua?”. De acordo com informações do Ecad, nos últimos dez anos, ele recebeu R$109.953,53, cerca de R$916 ao mês.

O antigo astro não lembra o 'Negrete', como era apelidado na época áurea do grupo

Comente pelo Facebook
COMPARTILHE