SUSPEITO DE HOMICÍDIOS É MORTO EM AÇÃO DA POLÍCIA CIVIL EM SALVADOR
(Cleiton (esq) foi morto em confronto; Willian foi preso | Foto: Divulgação/SSP-BA

(Cleiton (esq) foi morto em confronto; Willian foi preso | Foto: SSP-BA

Um homem identificado como Cleiton de Jesus Santos, 18 anos, foi morto a tiros, na manhã desta quarta-feira (8), após operação da Polícia Civil, no Complexo do Nordeste de Amaralina, em Salvador.  Baleado na região do peito, abdômen, perna direita e tórax, o homem chegou a ser socorrido pelos agentes até o Hospital Geral do Estado (HGE), onde já chegou morto. De acordo com o boletim de ocorrência registrado na unidade de saúde, os policiais do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) estavam em operação com o objetivo de cumprir um mandado de prisão contra Cleiton, também conhecido como “Interior”, quando foram surpreendidos por traficantes armados. A informação da Polícia Civil, ainda de acordo com a ocorrência, era de que o suspeito estava escondido em uma residência na região da Chapada do Rio Vermelho e, ao chegarem no local, por volta de 6h, seis homens armados atiraram contra os agentes.  De acordo com a Secretaria da Segurança  Pública da Bahia (SSP-BA), Willian Batista da Silva, 28 anos, foi preso durante a operação, e uma pistola calibre 9mm e drogas foram apreendidas com a dupla. “Willian, que possuía mandado de prisão em aberto, era investigado desde 2015, após as mortes de Álvaro Arruda Soares, Jônatas dos Reis Cerqueira e Juraci Oliveira Andrade que tiveram como motivação disputa pelo comércio de entorpecentes. Cleiton acumulava passagens pela polícia na adolescência e costumava postar fotos com armas nas redes sociais. Em uma das imagens, ele segura uma submetralhadora, uma pistola e ainda carrega um revólver no colete que vestia”, afirmou a SSP-BA, em nota. Conteúdo reproduzido do Correio 24hs

Comente pelo Facebook
COMPARTILHE