Após se despedir de neto falecido, Lula volta à prisão

Foto: AFP

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva retornou neste sábado (2) à prisão onde cumpre uma condenação por corrupção, após comparecer emocionado ao funeral de seu neto Arthur, em São Bernardo do Campo, com uma permissão para deixar por algumas horas a prisão sob uma forte escolta. O ex-presidente (2003-2010) voltou à sede da Polícia Federal, em Curitiba, por volta das 15h45, quase nove horas depois de iniciar a sua viagem para o cemitério de São Bernardo do Campo, onde se despediu de seu neto, que faleceu repentinamente devido a uma meningite aos sete anos. Com um gesto cansado, Lula chegou às 11h00 à cerimônia em um comboio de automóveis pretos, do qual desceu escoltado por agentes armados.

Usando um terno escuro e uma camisa clara, cumprimentou com muito sério os militantes que o aguardavam na porta aos gritos de “Lula, guerreiro do povo brasileiro”. Quase duas horas depois, deixou o local aplaudido por seus partidários. Apoiando a família do patriarca da esquerda também estiveram vários representantes de movimentos sociais e do Partido dos Trabalhadores, como a ex-presidente Dilma Rousseff e Fernando Haddad, candidato derrotado nas últimas eleições. Numerosos ramos de flores adornavam a sala onde ocorreu o velório, fechado à imprensa, incluindo uma coroa enviada pelo presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, informou o jornal Folha de São Paulo. Sem conseguir conter as lágrimas, o ex-líder sindical, de 73 anos, se dirigiu aos seus parentes durante a cerimônia que antecedeu a cremação do menino, pouco antes de ter que ir embora. “As palavras de Lula ao se despedir emocionaram a todos”, contou depois João Pedro Stedile, do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), ao portal G1.

Comente pelo Facebook
COMPARTILHE