Uma das vítimas de João de Deus cometeu suicídio nesta quarta, diz ativista
Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

A ativista social Sabrina Bittencourt, que recebeu as primeiras denúncias contra João de Deus, afirma que uma das vítimas do médium cometeu suicídio nesta quarta (12), informa Bruna Narcizo. A informação é da colunista Mônica Bergamo, da Folha.  “Ela se desesperou quando viu que ele foi trabalhar hoje de manhã”, diz a ativista. Sabrina afirma que seu advogado a orientou a não divulgar nenhum detalhe sobre a morte. “A família da vítima nunca acreditou nos relatos de abuso. São todos seguidores do médium”.  De acordo com a coluna, Sabrina está sendo medicada desde que soube da notícia que a deixou em choque.

O Ministério Público de Goiás pediu a prisão preventiva do médium na tarde desta quarta (12), após a série de acusações de abuso sexual feitas por mulheres nos últimos dias.  João de Deus nega as acusações.  “Agradeço a Deus por estar aqui. Ainda sou irmão de Deus. Quero cumprir a lei brasileira. Estou nas mãos da lei. João de Deus ainda está vivo”, afirmou a fiéis na primeira vez que apareceu em público após as denúncias virem à tona. O médium falou com a imprensa na Casa Dom Inácio de Loyola, espécie de hospital espiritual criado por ele em Abadiânia, no interior de Goiás.

Comente pelo Facebook
COMPARTILHE