NALDO BENNY É CONDENADO A QUATRO MESES DE PRISÃO
Para a magistrada, Benny cometeu crime de lesão corporal e ameaça

Para a magistrada, Benny cometeu crime de lesão corporal e ameaça

O cantor Ronaldo Jorge da Silva, mais conhecido como Naldo Benny, 39, foi condenado a quatro meses de prisão por ter agredido e ameaçado a mulher, Ellen Pereira Cardoso, a Mulher Moranguinho, em dezembro de 2017. Procurada, a assessoria do cantor não havia se manifestado até a publicado deste texto. A juíza Ana Paula Melduque Migueis Laviola de Freitas, do 3º Juizado de Violência Doméstica de Jacarepaguá, no Rio, entendeu que o relato de Moranguinho estava “de acordo com a prova pericial e de acordo com a confissão do réu [Naldo Benny] que se mostrou arrependido”. Para a magistrada, Benny cometeu crime de lesão corporal e ameaça. “Destaca-se que restou também comprovada a existência e autoria do crime de ameaça, pois o réu, em desígnio específico, ameaçou a ofendida de morte que provocou profundo temor na ofendida”, diz a decisão, julgada em 30 de maio deste ano.

Naldo Benny, não terá que cumprir a pena, pois foi condenado com direito a sursis -suspensão condicional da pena por dois anos. Esse benefício é concedido pelo juiz a pessoas condenadas a menos de dois anos de detenção e que não sejam reincidentes, de acordo com incisos do artigo 77 do Código Penal. Com isso, o cantor deve comparecer mensalmente em juízo para informar e justificar suas atividades; não deixar o Rio de Janeiro por mais de 30 dias sem prévia autorização, além de “participar em grupo reflexivo para homens, nas situações de violência doméstica e familiar contra a mulher a ser fiscalizado pelo juízo da execução da pena”. Em caso de descumprimento, Benny será obrigado a cumprir a pena. Na noite desta quinta (14), Naldo Benny fez um show com Pablo Jorge, seu filho de 21 anos. Eles cantaram juntos faixas novas e antigas de Naldo.

Comente pelo Facebook
COMPARTILHE