Política







JOICE DIZ QUE OPERAÇÃO CONTRA FAKE NEWS CHEGARÁ AO ‘GABINETE DO ÓDIO’

Deputada Federal Joice Hasselmann I Reprodução/Faebook

Deputada Federal Joice Hasselmann I Reprodução/Faebook

A deputada federal Joice Hasselmann (PSL) afirmou nesta quarta-feira (27) que a operação da Polícia Federal contra as fake news deve chegar ao Palácio do Planalto. O principal foco da operação é um grupo suspeito de operar uma rede de divulgação de notícias falsas contra autoridades, além de quatro possíveis financiadores dessa equipe.

Em nota, a parlamentar ressaltou que o esquema de produção de ataques e mentiras contra “adversários políticos e a democracia requer uma estrutura robusta”.

“Conforme denunciei na CPMI das fakes news, o esquema de produção de ataques e mentiras contra adversários políticos e a democracia requer uma estrutura robusta que, além de consumir dinheiro público de gabinetes de políticos ligados a família Bolsonaro, conta com financiamento privado de empresários com trânsito constante no Palácio do Planalto”, salientou.

“O aprofundamento das investigações chegará, inevitavelmente, ao chamado Gabinete do Ódio, uma espécie de “puxadinho” do gabinete presidencial, de onde Carlos Bolsonaro comanda uma verdadeira milícia digital, que inclui políticos, assessores parlamentares, empresários e blogueiros”, acrescentou.

Para Hasselmann, fica também evidente o motivo do “desespero do presidente Jair Bolsonaro em interferir na Polícia Federal” para, segundo ele, proteger seus filhos e amigos de operações em curso, o que, por si só, já se configura em crime de obstrução de justiça”.

COMPARTILHE

ROBERTO JEFFERSON, LUCIANO HANG, DEPUTADO DE SP E BLOGUEIRO DO TERÇA LIVRE SÃO ALVOS DA PF

Roberto Jefferson I Foto: AP Photo/Eraldo Peres

Roberto Jefferson I Foto: AP Photo/Eraldo Peres

O presidente do PTB Roberto Jefferson, o empresário Luciano Hang, o deputado estadual Douglas Garcia (PSL-RJ) e o blogueiro Allan dos Santos, aliados do presidente Jair Bolsonaro, são alvos da operação da Polícia Federal na manhã desta quarta-feira (27) que cumpre 29 mandados de busca e apreensão no inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF) por fake News.

Luciano Hang I Foto: Reprodução/Twitter

Luciano Hang I Foto: Reprodução/Twitter

A  PF está fazendo as buscas na casa de Jefferson e de Luciano Hang, dono da Havan. No caso de Douglas Garcia, as buscas foram realizadas no gabinete dele, na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, onde computadores foram apreendidos. Sobre Allan dos Santos, o mandado foi cumprido na casa dele, em uma área nobre de Brasília. Além de Rio de Janeiro e Brasília, os mandados estão sendo cumpridos em São Paulo, Mato Grosso, Paraná e Santa Catarina.

COMPARTILHE

WITZEL NEGA IRREGULARIDADES E DIZ QUE ESTÁ ‘OFICIALIZADA’ INTERFERÊNCIA DE BOLSONARO NA PF

Foto: Reprodução

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, alvo de uma operação da Polícia Federal nesta terça-feira (26), acusou o presidente Jair Bolsonaro de interferir na PF e negou irregularidades cometidas por ele. Ele citou o fato da deputada Carla Zambelli (PSL), aliada de Bolsonaro, ter mencionado em entrevista a uma rádio nesta segunda-feira possíveis ações da Polícia Federal contra governadores.

“Estranha-me e indigna-me sobremaneira o fato absolutamente claro de que deputados bolsonaristas tenham anunciado em redes sociais nos últimos dias uma operação da Polícia Federal direcionada a mim, o que demonstra limpidamente que houve vazamento, com a construção de uma narrativa que jamais se confirmará. A interferência anunciada pelo presidente da república está devidamente oficializada”, disse o governador em nota.

Ao todo, a PF cumpriu nesta manhã 11 mandados de busca e apreensão em São Paulo e no Rio de Janeiro. A corporação investiga se houve fraude na contratação da organização social Iabas para montagem e gestão de hospitais de campanha no combate ao novo coronavírus.

COMPARTILHE

PF CUMPRE MANDADOS NA RESIDÊNCIA OFICIAL DO GOVERNADOR DO RIO DE JANEIRO

Foto: Domingos Peixoto / Agência O Globo

A Polícia Federal faz uma operação na manhã desta terça-feira (26) no Palácio Laranjeiras, residência oficial do governador do Rio de Janeiro. De acordo com as primeiras informações, não há confirmação sobre cumprimento de mandado no local.

Ainda nesta manhã, outras equipes da PF cumprem mandados em outros três endereços da capital carioca. Um deles é no bairro do Grajaú, na Zona Norte, onde morava o governador antes de assumir o mandato. Segundo o G1, a ação é comandada por agentes da Polícia Federal de Brasília.

COMPARTILHE

SUPREMO ENVIA PEDIDO DE APREENSÃO DO CELULAR DE BOLSONARO À PGR

O Ministro do Supremo Tribunal Federal, Celso de Melo, enviou nesta sexta-feira (22) um pedido a Procuradoria Geral da República onde solicita apreensão do celular de Bolsonaro. A medida partiu após as investigações de uma suposta interferência de Bolsonaro na Polícia Federal.

Entre as medidas solicitadas estão o depoimento do presidente, e a busca e apreensão do celular dele e de seu filho, Carlos Bolsonaro, para perícia. Com informações do G1.

COMPARTILHE

SECRETÁRIA DO PREFEITO DE SALVADOR ESTÁ INFECTADA COM CORONAVÍRUS

Foto : Divulgação

A secretária de Políticas para Mulheres, Mulheres, Infância e Juventude e vereadora licenciada de Salvador, Rogéria Santos, está infectada com o coronavírus. A confirmação partiu da assessoria da Legisladora, na tarde de hoje (21).

“Após realizar teste rápido, com resultado negativo, fez o exame sorológico divulgado no final desta quarta-feira, 20 de maio, como reagente ao vírus. Rogéria encontra-se bem e sem sintomas, mantendo-se em isolamento total, seguindo todas as recomendações médicas, afastando-se fisicamente das atividades da pasta”, disse a assessoria.

Rogéria é a segunda pessoa da equipe do prefeito ACM Neto a contrair a doença. A primeira foi o chefe de gabinete, Kaio Moraes, que está bem e sem sintomas. Além dele, Matheus Simões, subchefe de gabinete, também foi infectado. (Com informações do Metro 1)

COMPARTILHE

ELEIÇÕES PODEM OCORRER EM 15 DE NOVEMBRO OU 6 DE DEZEMBRO, AFIRMA MAIA

Foto: Maryanna Oliveira/Agência Câmara

Presidente da Câmara, o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) adiantou nesta quinta-feira (21) que o Congresso Nacional estuda duas datas para as eleições municipais em caso de adiamento: 15 de novembro ou 6 de dezembro, ambas em um domingo. As informações são do iG.

Maia comentou sobre a questão em entrevista após a reunião do presidente Jair Bolsonaro com governadores, que contou ainda com a presença do presidente da Câmara e de Davi Alcolumbre (DEM/RJ), presidente do Senado e do Congresso.

Na terça-feira,as duas casas do Congresso formaram um grupo para discutir a possibilidade de adiar as eleições. Novas datas serão definidas por mudança na lei. Pelo calendário oficial pré-pandemia, a votação neste ano seria em 4 e 25 de outubro, no caso de segundo turno.

Segundo Maia, caso se confirme a prorrogação, o intervalo para o segundo turno deve ser menor, “para dar tempo de fazer a transição, da prestação de contas”. Rodrigo Maia avalia como arriscada a prorrogação de mandatos dos atuais prefeitos e vereadores. “No futuro alguém pode se sentir muito forte, ter muito apoio do Parlamento e prrorgar seu próprio mandato”, argumentou. ” Sou radicalmente contra.”

COMPARTILHE

MANDETTA DIZ QUE BOLSONARO QUIS ALTERAR BULA DA CLOROQUINA

O ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, revelou que o governo federal tinha a intenção de mudar a bula da cloroquina para incluir a recomendação do uso para o tratamento da Covid-19. Mandetta contou que protocolo recomendando a droga é “distante do razoável” e que a tentativa de mudança aconteceria via decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro.

“O presidente se assessorava ou se cercava de outros profissionais médicos. Eu me lembro de quando, no final de um dia de reunião de conselho ministerial, me pediram para entrar numa sala e estavam lá um médico anestesista e uma médica imunologista, que estavam com a redação de um provável ou futuro, ou alguma coisa do gênero, um decreto presidencial… E a ideia que eles tinham era de alterar a bula do medicamento na Anvisa, colocando na bula indicação para covid-19”, disse, em entrevista à Globo News. Ainda de acordo com Mandetta, ministros, integrantes da Advocacia Geral da União (AGU) e o presidente da Anvisa, Antônio Barra Torres, estavam presentes no evento.

“O próprio presidente da Anvisa se assustou com aquele caminho, disse que não poderia concordar. Eu simplesmente disse que aquilo não era uma coisa séria e que eu não iria continuar naquilo dali, que o palco daquela discussão tem que ser no Conselho Federal de Medicina. Então, é lá que esse debate tem que se dar. Não adianta fazer um debate de uma pessoa que seja especialista na área que for, com um presidente da República que não é médico. A disparidade de armas, já que a frase está tão em voga, é muito difícil”, indicou. Na última quarta-feira (20), o governo federal publicou um protocolo que indica o uso da cloroquina e da hidroxicloroquina em casos de Covid-19. O medicamento, no entanto, não tem eficácia comprovada.

COMPARTILHE

AUXÍLIO EMERGENCIAL PODE SER PRORROGADO, MAS COM VALOR DE R$ 200, ADMITE GUEDES

Foto: Adriano Machado/Reuters

Estimado inicialmente para três meses, o Auxílio Emergencial poderá ser prorrogado. A possibilidade foi admitida pelo ministro da Economia Paulo Guedes. De acordo com o economista, o benefício, voltado principalmente a trabalhadores informais, pode ser estendido por um ou dois meses.

No entanto, Guedes defende que o valor de R$ 600 seja cortado para R$ 200. As informações são da Folha de S. Paulo. O valor de R$200 era o proposto inicialmente pelo governo. Após discussões no Congresso e no governo o valor foi definido comeo R$600.

A reportagem da Folha ressalta que o fato do ministro admitir a possibilidade de prorrogação representa uma mudança de posição da equipe econômica, que antes era contrária à extensão da medida. Mesmo assim, a redução do montante concedido é defendida como fundamental. A justificativa de Guedes para a redução do valor, ainda conforme a Folha, é baseada nas limitações das contas públicas.

COMPARTILHE

GENERAL VAI FICAR ‘POR MUITO TEMPO’ NO MINISTÉRIO DA SAÚDE, DIZ PRESIDENTE

Foto: Reprodução

O general Eduardo Pazuello deverá permanecer no cargo de ministro interino da saúde “por muito tempo”, segundo o presidente da República, Jair Bolsonaro. O general assumiu o posto após o pedido de demissão de Nelson Teich. Como interino, Pazuello assinou o novo protocolo de uso da cloroquina no tratamento da Covid-19, motivo que derrubou os dois ministros anteriores.

A eficácia da cloroquina não é comprovada cientificamente.  O presidente informou ainda que  o general, que não tem formação na área de saúde, vai ser auxiliado no ministério por uma “equipe boa” de médicos. Bolsonaro deu a declaração ao conversar com profissionais de limpeza urbana que trabalhavam em um trevo próximo ao Palácio da Alvorada, em Brasília, diz o G1.

COMPARTILHE

REGINA DUARTE DEIXA SECRETARIA DE CULTURA E ASSUME POSTO FEDERAL EM SP

Foto: Carolina Antunes – PR/JC

A atriz Regina Duarte não é mais a secretaria especial de Cultura do Brasil. Hoje, em anuncio nas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro anunciou a decisão. “Regina Duarte relatou que sente falta de sua família, mas para que ela possa continuar contribuindo com o Governo e a Cultura Brasileira assumirá, em alguns dias, a Cinemateca em SP.

Nos próximos dias, durante a transição, será mostrado o trabalho já realizado nos últimos 60 dias”, escreveu.  Para o posto, está cotado o ator Mário Frias, que recebeu elogios do presidente da República e seus apoiadores.  Durante sua gestão na pasta, Regina foi duramente criticada por colegas por, entre outras coisas, não anunciar nada para a classe durante a pandemia do novo coronavírus. (Metro 1)

COMPARTILHE

RUI CONFIRMA PRESENÇA EM REUNIÃO COM BOLSONARO: ”DEIXAR A POLÍTICA DE LADO E CUIDAR DA VIDA”

Foto: Frame

O governador Rui Costa confirmou participação na reunião com o presidente Jair Bolsonaro, na próxima quinta-feira (21), às 10h da manhã. O chefe do Executivo federal decidiu se reunir com os governadores para discutir, entre as pautas referentes ao novo coronavírus, o auxílio do governo aos estados e municípios.

”Espero que nesta quinta-feira consigamos, de fato, fazer o que outros países já fizeram. Ou seja, deixar a política e o interesse partidário de lado e cuidar da vida e da saúde das pessoas, cuidar do destino da nossa nação. Acho que os políticos têm que se entender. Não pode ficar fazendo guerra política”, disse Rui, durante live nesta terça-feira (19).

Antes da reunião com Bolsonaro, os governadores devem se reunir nesta quarta (20), no Fórum Nacional de Governadores. A ideia é que os chefes das unidades da federação se preparem para a reunião da quinta-feira. Questionado sobre o sentimento dos governadores quanto ao encontro com Bolsonaro, Rui não respondeu.

No entanto, o petista disse esperar que todas as esferas possam definir em conjunto as ações para enfrentar a pandemia do novo coronavírus. ”Sem guerra de versões, fake news e calúnias que estamos vivendo no Brasil”, acrescentou.

COMPARTILHE

PESQUISA MOSTRA QUE 57% DOS BRASILEIROS ACHAM QUE BOLSONARO ESTÁ NO CAMINHO ERRADO NO COMBATE À COVID-19

Foto: Marcos Corrêa/PR

Uma pesquisa do instituto francês Ipsos mostra que 57% dos brasileiros acham que o presidente Jair Bolsonaro está no caminho errado no combate à COVID-19. Os outros 43% consideram que o país está na direção correta nas ações de enfrentamento à pandemia. Com 1.1179 mortes registradas somente nesta terça-feira (19) – recorde de óbitos desde o início do surto no país, – o Brasil vê crescer exponencialmente o número de casos e óbitos.

De acordo com o levantamento “O que preocupa o mundo”, realizada entre março e abril com entrevistados de 27 países, o maior temor dos brasileiros em particular é o coronavírus. Em seguida, o medo de ter algum problema de saúde e não encontrar vagas nos hospitais (46%). Por último, 39% citaram o desemprego como maior ameaça. A Ipsos entrevistou 19.500 pessoas entre 16 e 74 anos. A pesquisa foi feita online e tem uma margem de erro de 3,1 pontos percentuais.  As informações são da coluna Radar, da Veja.

COMPARTILHE

COMISSÃO MISTA DO CONGRESSO NACIONAL VAI DEBATER ADIAMENTO DAS ELEIÇÕES


Foto: Reprodução/Agência Senado

Uma comissão mista composta por deputados e senadores vai debater a possibilidade de se mudar a legislação para adiar as eleições deste ano. A medida foi anunciada pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e segue a direção do poscionamento do ministro do Supremo Tribunal Federal, Luís Barroso.

Com posse marcada para a próxima semana, o próximo presidente do Tribunal Superior Eleitoral tem admitido em seguidas declarações a mudança da data, mas pelo mínimo tempo possível e sem alterar os mandatos dos atuais prefeitos e vereadores.

“A maioria dos parlamentares entende que podemos ter o adiamento da data, mas não a prorrogação dos mandatos”, endossa o presidente da Câmara. Segundo Maia, embora a mudança na legislação seja atribuição do Congresso, o texto de um eventual adiamento será construído em comum acordo com o TSE.

Para o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), “vamos constituir um grupo de trabalho ou uma comissão especial formada por deputados e senadores. A participação do TSE, naturalmente, é fundamental, já que há esse sentimento de construir uma alternativa, uma saída diante da pandemia que nós estamos vivendo”. (Com informações do Bahia.ba)

COMPARTILHE

ILHÉUS: MP REQUER À JUSTIÇA PERDA DO MANDATO DO VEREADOR LUKAS PAIVA

Foto: Reprodução

O Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) requereu à Justiça que declare a perda do mandato do vereador de Ilhéus, Lukas Paiva (PSB), ou, em segundo plano, a manutenção do afastamento dele das atividades na Câmara Municipal de Jequié, com suspensão do pagamento do salário.

O vereador foi acusado pelo MP, durante a Operação Xavier, por improbidade administrativa, enriquecimento ilícito e desvio de recursos públicos. Lukas Paiva está afastado do cargo desde novembro do ano passado, mas continua recebendo salário.

Segundo a promotora de Justiça, Mayanna Ribeiro Floriano, autora do pedido, o vereador recebeu aproximadamente R$ 60,1 mil dos cofres públicos neste período, mesmo sem exercer a função pública. (Com informações do BNews)

COMPARTILHE

PESQUISA APONTA QUE 61% DOS BAIANOS QUEREM ADIAMENTO DAS ELEIÇÕES PARA NOVEMBRO OU DEZEMBRO

Foto: Nelson Junior – ASICS/TSE

A maioria dos baianos defende que as eleições municipais deste ano sejam adiadas de outubro para novembro ou dezembro por causa da pandemia do novo coronavírus. Sessenta e um por cento dos eleitores do estado acham que a data do pleito deve ser postergada, contra 20% que acreditam que ela precisa ser mantida. Em Salvador, os índices são parecidos: 59% dos soteropolitanos querem o adiamento, enquanto 16% dizem que as eleições devem acontecer mesmo em 4 de outubro.

Os números são da terceira rodada da pesquisa A Tarde/DataPoder360, parceria entre o grupo e o jornal digital Poder360, com patrocínio da Associação Comercial da Bahia (ACB). O levantamento ouviu 2.500 pessoas em 200 municípios baianos, entre os dias 11 e 13 de maio. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos, e o intervalo de confiança, de 95%.

Em Salvador, a pesquisa entrevistou 800 pessoas. Na capital baiana, a margem de erro é de 3,5 pontos percentuais; o intervalo de confiança, de 95%. O adiamento do pleito começou a ser pauta no meio político e na Justiça Eleitoral devido ao avanço da pandemia no País. Como o dia de votação gera filas nas seções eleitorais, o temor de que as aglomerações causem a proliferação da doença suscitou questionamentos sobre se a eleição poderia ocorrer mesmo em outubro.

COMPARTILHE

VICE PRESIDENTE MOURÃO TESTA NEGATIVO PARA O COVID-19

Foto: Terceiro / Bruno Batista /VPR

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, e a sua esposa, Paula Mourão, testaram negativo para o novo coronavírus. O resultado do exame foi divulgado na manhã deste domingo (17) pela assessoria da vice-presidência.

Mesmo com o resultado negativo, Mourão vai seguir em isolamento até a contraprova, que deve ser realizada na próxima terça-feira (19). Mourão fez o exame e entrou em isolamento social após ter contato com um servidor infectado na última quarta-feira (13) (relembre aqui).

COMPARTILHE

APÓS CONTATO COM INFECTADO, MOURÃO FAZ TESTE DO CORONAVÍRUS E ENTRA EM ISOLAMENTO

Foto: Reprodução/Antonio Milena

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, entrou em isolamento social após um servidor com quem teve contato na quarta-feira (13) ter confirmado positivo para o novo coronavírus, segundo a assessoria de comunicação da Vice-Presidência.

Ele fez o teste para o novo coronavírus neste sábado (16). Segundo o portal G1, Mourão e a mulher, Paula, que também foi submetida ao exame, estão no Palácio do Jaburu, residência oficial da Vice-Presidência, em Brasília. Por meio de nota, a assessoria afirmou que Mourão não cumprirá expediente na segunda-feira (18) aguardando os resultados dos testes, previstos para esse dia.

LEIA A ÍNTEGRA DA NOTA:

Na manhã de hoje, sábado, 16 de maio, foi confirmado o teste positivo para o covid-19 de um servidor que esteve próximo ao Senhor Vice-Presidente da República na quarta-feira, dia 13.

Imediatamente, o Vice-Presidente Hamilton Mourão e sua esposa Paula Mourão foram submetidos a teste para o covid-19, permanecendo isolados na residência oficial do Jaburu. O senhor Vice-Presidente da República não cumprirá expediente na próxima segunda- feira, dia 18 de maio, aguardando os resultados dos testes, previstos para esse dia.

COMPARTILHE

EDUARDO PAZUELLO ASSUME SAÚDE; PASTA FINALIZA PROTOCOLO PARA HIDROXICLOROQUINA

Foto: Mário Oliveira/SECOM

Foto: Mário Oliveira/SECOM

Secretário executivo do Ministério da Saúde na gestão de menos de um mês de Nelson Teich, o general Eduardo Pazuello assume a pasta. A princípio, interinamente. Com o militar a frente, o ministério prepara um novo protocolo recomendando o uso da hidroxicloroquina no tratamento de pacientes com Covid-19.

As novas orientações de assistência aos pacientes estão sendo finalizadas. Defendido pelo presidente Jair Bolsonaro, o uso da substância enfrentou resistências dos ex-ministros Luiz Henrique Mandetta – demitido em abril – e Nelson Teich, que entregou o cargo nesta sexta-feira.

“O objetivo é iniciar o tratamento antes do seu agravamento e necessidade de utilização de UTI (Unidades de Terapia Intensiva). Assim, o documento abrangerá o atendimento aos casos leves”, argumentou o ministério. Segundo a pasta, as orientações buscam dar suporte aos profissionais de saúde do SUS e acesso aos usuários mais vulneráveis “às melhores práticas que estão sendo aplicadas no Brasil e no mundo”. Com informações do UOL, R7 e Estadão

COMPARTILHE

MINISTRO DA SAÚDE NELSON TEICH PEDE DEMISSÃO DO GOVERNO BOLSONARO

Foto: Júlio Nascimento/PR

O ministro da Saúde Nelson Teich pediu demissão na manhã desta sexta (15) do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Ele deverá falar numa coletiva nas próximas horas. A saída do oncologista ocorre menos de um mês após ele substituir Luiz Henrique Mandetta na pasta. No momento em que Teich anunciou sua saída, Bolsonaro participava do lançamento de uma campanha de conscientização contra a violência doméstica feita pelo Ministério da Mulher e da Família.

O presidente estava acompanhado de sua mulher, Michelle Bolsonaro, dos ministros Onyx Lorenzoni e Damares Alves e não falou no evento. A defesa do agora ex-ministro para que o país seguisse as recomendações da OMS (Organização Mundial da Saúde) para brecar a proliferação da doença no país gerou atrito com Bolsonaro, que é a favor da tese de que a economia não pode parar e que apenas uma parcela da população deveria ficar em isolamento.

Na última segunda (11), Teich foi surpreendido ao descobrir, durante uma coletiva, que Bolsonaro havia publicado no Diário Oficial um decreto que estendeu entre os serviços essenciais durante a pandemia o funcionamento de academias e salões de beleza. O apoio público do presidente para o uso da cloroquina no tratamento contra o coronavírus também foi outro motivo de discordância entre os dois.

Em uma publicação no Twitter, Nelson Teich chegou a fazer uma alerta sobre as contraindicações do medicamento. Ao ser questionado sobre o posicionamento do então auxiliar, o presidente disse que ministros são indicações políticas dele e que devem estar “afinados” com suas ideias. (Com informações da Globo News e do portal UOL)

COMPARTILHE

MANDETTA DIZ QUE PANDEMIA DE CORONAVIRUS NO BRASIL ESTÁ APENAS COMEÇANDO

Foto: REUTERS/Adriano Machado

O ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, acredita que o surto do novo coronavírus no Brasil está “apenas começando”. Em entrevista à americana CNN, o médico não descartou a possibilidade do país registrar mil casos por dia.

Na última quarta-feira (13), foram 749 óbitos contabilizados. No total, são mais de 12 mil mortos. Mandetta também fez um alerta para a relação do Brasil com a China, que sofreu um desgaste durante a pandemia. Nas últimas semanas, o chanceler Ernesto Araújo passou a criticar a China por conta da crise internacional.

“A impressão que eu tenho é que, num local cheio de pólvora, o Itamaraty entra fumando”, disse. “Cadê as máscaras? Estamos perdendo enfermeiros”, disse. “Respiradores não chegam”, lamentou Mandetta.

COMPARTILHE

PF CONCLUI INQUÉRITO SOBRE FACADA EM BOLSONARO NAS ELEIÇÕES DE 2018

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

A Polícia Federal (PF) concluiu que não houve mandantes na facada contra o então candidato à presidência da República Jair Bolsonaro em 2018. O inquérito presidido pelo delegado Rodrigo Morais foi entregue nesta quarta-feira (13) à Justiça Federal, em Juiz de Fora.

De acordo com o G1, as investigações concluíram que Adélio Bispo de Oliveira atuou sozinho, por iniciativa própria, tendo sido responsável pelo planejamento da ação criminosa e por sua execução, não contando, a qualquer tempo, com o apoio de terceiros.

A investigação analisou todo o material apreendido com Adélio Bispo, como um computador portátil, aparelhos celulares e documentos. Ainda este ano, em março, após a demissão do ex-ministro Sergio Moro, Bolsonaro declarou que gostaria que a PF investigasse “quem mandou matar Jair Bolsonaro”. Segundo o presidente, a PF não estava focada em encontrar um mandante.

COMPARTILHE

EXAME COMPROVA QUE AUGUSTO CASTRO ESTÁ CURADO DA COVID-19

Foto: Reprodução

O ex-deputado estadual Augusto Castro (PSD) está completamente curado do novo coronavírus. Um novo exame não detectou mais a presença da Covid-19 no corpo do ex-parlamentar baiano, que  recebeu alta médica do Hospital Calixto Midlej Filho, em Itabuna, no último dia (9). Ele ficou 45 dias internado, parte desse período entubado.

Augusto Castro foi um dos primeiros pacientes diagnosticados com o novo coronavírus em Itabuna. Internado na UTI e entubado por quase 20 dias, ele passou ao tratamento intensivo já no segundo dia no hospital, onde chegou caminhando e alegando desconforto no dia 24 de março. O quadro se agravou um dia depois e ele foi levado no início da tarde daquele dia 25 de março à UTI. (Informações: Pimenta blog)

COMPARTILHE

LAUDO DA FIOCRUZ APRESENTADO POR BOLSONARO NÃO TEM CPF, RG NEM DATA DE NASCIMENTO

Foto : Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Um dos três exames de Covid-19 apresentados pelo presidente Jair Bolsonaro ao Supremo Tribunal Federal (STF) não possui CPF, RG, data de nascimento nem qualquer outra informação que vincule o laudo médico ao chefe do Executivo ou a qualquer outra pessoa, de aocrdo com a coluna de Fausto Macedo, do jornal Estadão.

No papel da Fiocruz, atribuído pela Advocacia-Geral da União (AGU) a Bolsonaro, aparece apenas uma identificação de nome: “paciente 5”. O mesmo não ocorre nos outros dois laudos, feitos pelo laboratório Sabin.

Nos dois exames do Sabin, constam codinomes (Airton Guedes e Rafael Augusto Alves da Costa Ferraz), mas esses documentos informam dados pessoais do presidente da República – a data de nascimento, RG e CPF são do próprio Bolsonaro.

Segundo a Sociedade Brasileira de Análises Clínicas, a legislação “impõe a correta identificação do paciente no momento da coleta de amostra biológica e da entrega do laudo, inclusive com a apresentação de documento de identidade civil”.

A resolução 302/2005 da Anvisa exige que o laboratório clínico e o posto de coleta laboratorial solicitem ao paciente documento que comprove a sua identificação. O cadastro do paciente deve incluir número de registro de identificação do paciente gerado pelo laboratório, o nome dele; idade, sexo e procedência, entre outras informações.

COMPARTILHE

CHEFE DE GABINETE DO PREFEITO DE SALVADOR ESTÁ COM CORONAVÍRUS

Foto : Divulgação

O prefeito de Salvador, ACM Neto, afirmou hoje (13), que o chefe de gabinete da prefeitura da capital baiana, Kaio Moraes, foi diagnosticado com coronavírus. “Hoje, ao saber que o meu chefe de Gabinete, Kaio Moraes, pessoa que trabalha diretamente comigo, testou positivo para o coronavírus, suspendi a minha agenda na Prefeitura, nos eventos de rua e ficarei trabalhando de casa”, disse, no Twitter.

O prefeito disse que após saber da situação, fez o teste hoje à noite.  “Estou sem nenhum sintoma, mas decidi ficar trabalhando em isolamento até que saia o resultado. Desta forma, cumpro o protocolo exigido nesses casos. Determinei que toda a equipe do Gabinete também seja testada”, completou. Segundo a prefeitura, na última terça-feira, o subchefe de gabinete, Matheus Simões, também foi diagnosticado com a doença. (Informações: Metro 1)

COMPARTILHE