Política







CÂMARA DE VEREADORES APROVA AFASTAMENTO DE PREFEITO DE JEQUIÉ, SÉRGIO DA GAMELEIRA

Foto: Reprodução / Jequié Repórter

Por maioria, a Câmara de Vereadores de Jequié aprovou o recebimento de denúncia contra o prefeito Sérgio da Gameleira (PSB). Segundo o site Marcos Cangussu, após a publicação no Diário Oficial desta quarta (17), Gameleira será afastado por 90 dias, e a gestão será assumida pelo vice-prefeito, Hassan Iossef (Podemos).

Gameleira é acusado pelo Ministério Público estadual de improbidade administrativa por causar prejuízos aos cofres públicos em aproximadamente R$ 4,9 milhões. Na sessão desta terça-feira (16), 10 vereadores votaram pelo recebimento da denúncia, enquanto 6 foram contrários.

A Comissão Processante será formada pelos vereadores Admilson Careca, Laninha e Gutinha. Admilson será o presidente, enquanto a relatora será a vereadora Laninha. A Lei Orgânica Municipal define que, com o recebimento da denúncia, o gestor seja afastado por 90 dias, sem prejuízo da remuneração. Caso sejam comprovadas as irregularidades, o gestor pode sofrer impeachment. Com informações do Bahia Notícias

COMPARTILHE

BOLSONARO FALA EM TOMAR ‘MEDIDAS LEGAIS’ APÓS AÇÕES DO STF CONTRA ALIADOS

Foto :Isac Nóbrega/PR

O presidente da República, Jair Bolsonaro, foi ao Twitter ontem, após a operação de busca e apreensão contra apoiadores do seu governo, e disse que não pode “assistir calado” quanto “direitos são violados e ideias são perseguidas”. Por isso, vai tomar “todas as medidas legais” para proteger os brasileiros. Ontem, a PF cumpriu 21 mandados de busca e apreensão por investigação sobre manifestações antidemocráticas.

Foram alvos dirigentes da sigla que o presidente tenta fundar, o Aliança pelo Brasil, blogueiros, deputados e youtubers de direita. As ordens foram do STF e autorizadas no âmbito de um inquérito chefiado pelo ministro Alexandre de Moraes. No final da tarde, Moraes determinou a quebra do sigilo bancário de dez deputados federais e um senador da base de apoio a Bolsonaro no Congresso, ainda sobre os atos considerados antidemocráticos.

Na rede social, o presidente disse que “os abusos presenciados por todos nas últimas semanas foram recebidos pelo governo com a mesma cautela de sempre, cobrando, com o simples poder da palavra, o respeito e a harmonia entre os poderes”. No final da tarde de ontem, o ministro Alexandre de Moraes atendeu pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) e determinou a quebra do sigilo bancário de dez deputados federais e um senador bolsonaristas.

São os deputados Daniel Silveira (PSL-RJ), alvo de mandado de busca e apreensão nesta terça-feira (16), Cabo Junio do Amaral (PSL-MG), Carla Zambelli (PSL-SP), investigada também no inquérito das fake news, Caroline de Toni (PSL-SC), Alê Silva (PSL-MG), Bia Kicis (PSL-DF), General Girão (PSL-RN), Guiga Peixoto (PSL-SP), Aline Sleutjes (PSL-PR) e Otoni de Paula (PSC-RJ). O senador Arolde de Oliveira (PSD-RJ) completa a lista.

COMPARTILHE

MORRE EM ITAPETINGA A EX-DEPUTADA VIRGÍNIA HAGGE

A ex-deputada estadual Virginia Hagge (MDB) morreu neste domingo (14), em sua residência, em Itapetinga. Ela estava enfrentando problemas de saúde já algum tempo e foi montado uma unidade de atendimento médico em sua residência (Home Care).

Virginia Hagge teve um tumor no cérebro e após algumas cirurgias, a doença retornou novamente. Ela é mãe do atual prefeito de Itapetinga, Rodrigo Hagge (MDB) e filha do ex-prefeito e ex-deputado estadual Michel Hagge (MDB). As informações foram apuradas pelo site Sudoeste Hoje.

COMPARTILHE

BOLSONARO CONFIRMA MAIS DUAS PARCELAS DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

Foto: Sérgio Lima/PODER 360

O presidente Jair Messias Bolsonaro afirmou na última quinta-feira (4) durante sua live semanal, que foi acertado o pagamento de mais duas parcelas do auxílio emergencial, mas com valor inferior aos atuais R$ 600.  “Vai ter, também acertado com o Paulo Guedes, a quarta e a quinta parcela do auxílio emergencial. Vai ser menor do que os R$ 600, para ir partindo exatamete para um fim, porque cada vez que nós pagamos esse auxílio emergencial, dá quase R$ 40 bilhões.

É mais do que os 13 meses do Bolsa Família. O Estado não aguenta. O Estado não, o contribuinte brasileiro não aguenta. Então, vai deixar de existir. A gente espera que o comércio volte a funcionar, os informais voltem a trabalhar, bem como outros também que perderam emprego”, disse o presidente. O auxílio emergencial foi aprovado pelo Congresso Nacional em abril e prevê o pagamento de três parcelas de R$ 600 para trabalhadores informais, integrantes do Bolsa Família e pessoas de baixa renda.

O novo valor ainda não foi anunciado pelo governo.  O presidente também antecipou um possível aumento no valor do benefício do Bolsa Família, pago a cerca de 14 milhões de famílias em situação de pobreza e pobreza extrema. O valor do eventual aumento ainda será anunciado, garantiu o presidente, sem especificar uma data.  “Acho que o pessoal do Bolsa Família vai ter uma boa surpresa, não vai demorar. São pessoas que necessitam desse auxílio, que parece que está um pouquinho baixo. Então, se Deus quiser, a gente vai ter uma novidade no tocante a isso aí”, afirmou Bolsonaro. Com informações do Varela Notícias

COMPARTILHE

RECONTAGEM DE CASOS DE COVID-19 VAI INDICAR MAIS MORTES, DIZ TEICH

Foto : Júlio Nascimento/PR

O ex-ministro da Saúde Nelson Teich afirmou hoje (8) que a pasta teve sua posição de liderança enfraquecida com a revisão do método de divulgação de casos e mortes de Covid-19.  “Não acredito que vá haver redução do número de casos. Você tem que mapear as mortes todas. É mais provável que tenham mais mortes do que menos mortes”, afirmou à CNN.

O ex-ministro disse acreditar que a pasta “vai rever a posição”, mas que “a única consequência prática” é que o ministério pode ter “enfraquecido sua posição como liderança”. “Isso é uma coisa que [o ministério] tem que resgatar”, defendeu.

COMPARTILHE

ACM NETO FICA REVOLTADO APÓS GOVERNO BOLSONARO ESCONDER NÚMEROS DA COVID-19: ‘É UM CRIME’

ACM Neto e Jair Bolsonaro I Foto: Reprodução

O prefeito ACM Neto, presidente nacional do Democratas, elevou o tom de voz nesta segunda-feira (8) contra o governo de Jair Bolsonaro pela omissão nos dados oficiais da Covid-19, adotada desde a última semana. O prefeito citou como exemplo que suas reuniões de trabalho diárias com a equipe municipal que atua na linha de frente da crise provocada pelo coronavírus foram prejudicadas pela falta dos números oficiais.

“Isso é um crime, um absurdo, inaceitável. Penso eu que o Ministério da Saúde está revendo essa decisão”, falou Neto, citando reportagem indicando que o governo deve voltar atrás na decisão de esconder os números .“Pior é que versão de que a divulgação não vai acontecer para os telejornais não reproduzam os números. É inaceitável, é brincar com coisa séria, que eu espero que seja revista o quanto antes”, completou ACM Neto.

COMPARTILHE

EMPRESÁRIO CARLOS WIZARD DEIXA GOVERNO APÓS POLÊMICA SOBRE CONTAGEM DE MORTOS DA COVID

Empresário Carlos Wizard Martins I Foto: Reprodução

O empresário Carlos Wizard Martins, ex-dono da escola de inglês que mantém seu nome e hoje à frente de marcas como Pizza Hut e KFC, anunciou neste domingo (7), que deixou seu cargo de conselheiro do Ministério da Saúde e não aceitou o convite feito para outra posição no governo. “Informo que hoje deixo de atuar como conselheiro do Ministério da Saúde, na condição pro bono [sem salário]”, afirmou em rede social. Ele relata na publicação que recebeu outro convite, para assumir a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos da pasta, mas que recusou.

“Agradeço ao ministro [da Saúde] Eduardo Pazuello pela confiança, porém decidi não aceitar para continuar me dedicando de forma solidária e independente aos trabalhos sociais que iniciei em 2018 em Roraima”, disse. “Peço desculpas por qualquer ato ou declaração de minha autoria que tenha sido interpretada como desrespeito aos familiares das vítimas da Covid-19 ou profissionais de saúde que assumiram a nobre missão de salvar vidas”, escreveu.

Neste fim de semana, Wizard causou polêmica ao afirmar, em entrevista ao jornal O Globo, que o governo iria recalcular os mortos pela Covid-19, engrossando as indicações da gestão de Jair Bolsonaro no sentido da omissão e manipulação de informações sobre a pandemia. À Folha de S.Paulo, o empresário recuou em parte, dizendo que a ideia não era “desterrar mortos”, mas olhar para frente, embora tenha mantido a afirmação de que, para ele, os dados podem estar inflados – apesar de especialistas da área citarem o contrário, a subnotificação.

Apesar de citar a área de ciência e tecnologia como a mesma de sua formação na Universidade Brigham Young, instituição ligada a igreja a que é vinculado, Wizard teve a carreira voltada ao mundo empresarial. A primeira experiência foi na escola de inglês, vendida em 2013, com outras do setor, por R$ 2 bilhões. Hoje, está à frente do grupo Sforza, que diz ter deixado com os filhos. Com informações do Jornal Folha de São Paulo

COMPARTILHE

BOLSONARO VAI PRODUZIR CADÁVERES NAS RUAS, DIZ CIRO GOMES SOBRE MANIFESTAÇÕES PRÓ-DEMOCRACIA

Foto: Reprodução/ André Carvalho/CNI

O Brasil tem visto nas últimas semanas cenas de manifestações que pedem intervenção militar e o enfraquecimento das instituições democráticas, assim como aquelas à favor da democracia e do impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).  Mas para o ex-candidato à Presidência, Ciro Gomes (PDT), o momento não é favorável para os atos. Segundo ele, a tensão política pode gerar uma ação violenta do Estado colocando em risco a segurança dos manifestantes.

“Ele [Bolsonaro] vai tentar produzir cadáveres nas ruas. É preciso que a população tenha muito cuidado porque de fato a gente não pode ficar apenas em nota de repúdio. Temos que construir na opinião pública uma base para que, em agosto, quando tudo relapsar, o Congresso perceba o seu dever de dar início ao impeachment de Bolsonaro”, disse em entrevista à rádio Metrópole nesta quinta (4). Ciro também não poupou críticas contra o ex-presidente Lula que, na opinião dele, está tomado por um “ódio contra o povo brasileiro”.

O pedista tem se mostrado publicamente contrário ao petista desde as eleições de 2018. “Ele pensava que o povo brasileiro tinha que ter descido lá em Curitiba, quebrado tudo, atacado Sérgio Moro, e colocado ele no poder de onde apenas sairia morto, para um grande enterro onde toda a nação estaria ajoelhada, o velho caudilhismo da América Latina”, completou.

COMPARTILHE

SEM FORÇAS NO GOVERNO APÓS DIVULGAÇÃO DE ATAQUES AO STF, WEINTRAUB DEVE PEDIR DEMISSÃO DO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

Foto: Arquivo/ Agência Brasil

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, deve pedir demissão até o fim desta semana. A informação é do colunista da Veja, Robson Bonin. Segundo ele, a última polêmica com o Supremo Tribunal Federal (STF) teria feito com que o aliado do presidente Jair Bolsonaro perdesse força no governo.

Weintraub se referiu aos ministros como vagabundos durante a reunião interministerial que teve o vídeo divulgado pela Justiça. Como tem buscado um momento de trégua com os demais poderes, Bolsonaro teria aceitado a saída do ministro, um dos seus maiores defensores.

Dentre os diversos críticos da postura de Weintraub está o presidente do Congresso, o senador Davi Alcolumbre. Segundo a coluna Radar, ele avisou a Bolsonaro que as declarações do ministro minaram a capacidade de atuação política do ministro com o Parlamento, o que prejudicaria o avanço de pautas do governo para a área da Educação junto aos deputados e senadores.

COMPARTILHE

SERGIO MORO FICA PROIBIDO DE ADVOGAR E VAI RECEBER SALÁRIO DE MINISTRO POR SEIS MESES

Foto: Reprodução/Agência Brasil

A Comissão de Ética da presidência da República decidiu hoje (2), por unanimidade, que o ex-ministro da Justiça Sergio Moro não poderá advogar por seis meses, a contar da data em que ele deixou o governo, dia 24 de abril. A informação foi divulgada pela coluna do Lauro Jardim, no site O Globo.

O colegiado identificou potencial conflito de interesses na atividade. Moro terá direito a continuar recebendo salário de ministro, de R$ 31 mil, durante o período de quarentena. A comissão liberou Moro para dar aulas e ser colunista de uma revista.

COMPARTILHE

BILIONÁRIO, LUCIANO HANG RECEBE AUXÍLIO EMERGENCIAL DE R$ 600

Foto : Romério Cunha/VPR

O dono da Havan, Luciano Hang, recebeu o auxílio emergencial de R$ 600. A informação foi revelada com o vazamento de  dados pessoais do presidente Jair Bolsonaro e aliados na noite de ontem (2), pelo grupo de hackers “Anonymous”. Hang foi listado como bilionário pela Forbes.

Segundo a Veja, os hackers tentaram usar nome, CPF, data de nascimento e nome da mãe do empresário para cadastrá-lo na lista do beneficio. Entretanto, na hora de preencher os dados, o sistema da Caixa informou que Hang já estava cadastrado e que recebeu a primeira parcela do auxílio.

O benefício é concedido a microempreendedores individuais, trabalhadores sem carteira, autônomos que contribuem para o INSS e inscritos no Bolsa Família.  Em nota, o dono da Havan condenou o vazamento de dados e pediu que a PF investigue o caso, tanto pela divulgação de informações pessoais como no cadastro indevido ao auxílio. Com informações da revista Veja

COMPARTILHE

GRUPO HACKER ANONYMOUS EXPÕE DADOS DE BOLSONARO, FILHOS E MEMBROS DO GOVERNO

Jair Bolsonaro I Foto: divulgação

Jair Bolsonaro I Foto: divulgação

O grupo hacker Anonymous Brasil iniciou na noite de ontem (1º) a exposição de dados pessoais do presidente Jair Bolsonaro (Sem partido), de seus filhos, da sua ex-esposa e dos ministros da Educação, Abraham Weintraub, e da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves. Algumas das informações já eram de conhecimento público, como a declaração de bens imobiliários. Nenhum dos filhos de Jair Bolsonaro, dos ministros ou o próprio presidente se manifestou sobre o vazamento.

A autenticidade do ataque hacker foi confirmada pelo deputado estadual Douglas Garcia (PSL-SP), que também teve dados divulgados e afirmou pelas redes sociais que vai registrar um boletim de ocorrência sobre o assunto. Mais cedo, ele havia cobrado na internet a publicação de informações similares de membros do movimento antifascismo. Os filhos do presidente que tiveram dados vazados foram o vereador Carlos Bolsonaro e o deputado federal Eduardo Bolsonaro. Todas as divulgações ocorreram pelo twitter do Anonymous Brasil, conta que foi derrubada pouco após a publicação.

Um novo perfil foi criado, desta vez com outro nome, que afirmou que não seria o fim das divulgações. “Não nos importamos, pois somos como uma hydra, corte uma cabeça e nascerá outras duas no lugar”, afirmou a conta, que se disse ligada ao grupo do vazamento.

O grupo Anonymous existe há mais de 15 anos e tem atuação em diversos manifestos e revoltas em escala global. Os hackers tiveram participação na exposição de informações vazadas durante os ataques contra Julian Assange, Occupy Wall Street, na Primavera Árabe e também nas revoltas de 2013 ocorridas no Brasil.

COMPARTILHE

MANIFESTAÇÃO PROVOCA CONFRONTO ENTRE TORCIDAS ORGANIZADAS, BOLSONARISTAS E POLÍCIA EM SP

Manifestação termina em confronto em SP.

Quatro torcidas organizadas, em um ato pró-democracia, neste domingo (31), entraram em confronto com bolsonaristas e polícias militares, na Av. Paulista, localiza no centro de São Paulo. Segundo a publicação do G1, um grupo da Gaviões da Fiel confrontou um grupo rival e a polícia interviu com bombas de efeito moral.

Na ocasião, as torcidas estavam protestando contra o fascismo e acabaram tendo atritos com bolsonaristas, que estavam no local em ato a favor da reabertura do comércio em meio a pandemia do coronavírus.  Nas duas ações, policiais usaram bombas de efeito moral e avançaram contra os manifestantes para dispersar os tumultos.

A publicação ainda aponta que a polícia informou que as pessoas começaram a se reunir pela manhã no vão livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp), e depois caminharam pela Paulista.

COMPARTILHE

JOICE DIZ QUE OPERAÇÃO CONTRA FAKE NEWS CHEGARÁ AO ‘GABINETE DO ÓDIO’

Deputada Federal Joice Hasselmann I Reprodução/Faebook

Deputada Federal Joice Hasselmann I Reprodução/Faebook

A deputada federal Joice Hasselmann (PSL) afirmou nesta quarta-feira (27) que a operação da Polícia Federal contra as fake news deve chegar ao Palácio do Planalto. O principal foco da operação é um grupo suspeito de operar uma rede de divulgação de notícias falsas contra autoridades, além de quatro possíveis financiadores dessa equipe.

Em nota, a parlamentar ressaltou que o esquema de produção de ataques e mentiras contra “adversários políticos e a democracia requer uma estrutura robusta”.

“Conforme denunciei na CPMI das fakes news, o esquema de produção de ataques e mentiras contra adversários políticos e a democracia requer uma estrutura robusta que, além de consumir dinheiro público de gabinetes de políticos ligados a família Bolsonaro, conta com financiamento privado de empresários com trânsito constante no Palácio do Planalto”, salientou.

“O aprofundamento das investigações chegará, inevitavelmente, ao chamado Gabinete do Ódio, uma espécie de “puxadinho” do gabinete presidencial, de onde Carlos Bolsonaro comanda uma verdadeira milícia digital, que inclui políticos, assessores parlamentares, empresários e blogueiros”, acrescentou.

Para Hasselmann, fica também evidente o motivo do “desespero do presidente Jair Bolsonaro em interferir na Polícia Federal” para, segundo ele, proteger seus filhos e amigos de operações em curso, o que, por si só, já se configura em crime de obstrução de justiça”.

COMPARTILHE

ROBERTO JEFFERSON, LUCIANO HANG, DEPUTADO DE SP E BLOGUEIRO DO TERÇA LIVRE SÃO ALVOS DA PF

Roberto Jefferson I Foto: AP Photo/Eraldo Peres

Roberto Jefferson I Foto: AP Photo/Eraldo Peres

O presidente do PTB Roberto Jefferson, o empresário Luciano Hang, o deputado estadual Douglas Garcia (PSL-RJ) e o blogueiro Allan dos Santos, aliados do presidente Jair Bolsonaro, são alvos da operação da Polícia Federal na manhã desta quarta-feira (27) que cumpre 29 mandados de busca e apreensão no inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF) por fake News.

Luciano Hang I Foto: Reprodução/Twitter

Luciano Hang I Foto: Reprodução/Twitter

A  PF está fazendo as buscas na casa de Jefferson e de Luciano Hang, dono da Havan. No caso de Douglas Garcia, as buscas foram realizadas no gabinete dele, na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, onde computadores foram apreendidos. Sobre Allan dos Santos, o mandado foi cumprido na casa dele, em uma área nobre de Brasília. Além de Rio de Janeiro e Brasília, os mandados estão sendo cumpridos em São Paulo, Mato Grosso, Paraná e Santa Catarina.

COMPARTILHE

WITZEL NEGA IRREGULARIDADES E DIZ QUE ESTÁ ‘OFICIALIZADA’ INTERFERÊNCIA DE BOLSONARO NA PF

Foto: Reprodução

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, alvo de uma operação da Polícia Federal nesta terça-feira (26), acusou o presidente Jair Bolsonaro de interferir na PF e negou irregularidades cometidas por ele. Ele citou o fato da deputada Carla Zambelli (PSL), aliada de Bolsonaro, ter mencionado em entrevista a uma rádio nesta segunda-feira possíveis ações da Polícia Federal contra governadores.

“Estranha-me e indigna-me sobremaneira o fato absolutamente claro de que deputados bolsonaristas tenham anunciado em redes sociais nos últimos dias uma operação da Polícia Federal direcionada a mim, o que demonstra limpidamente que houve vazamento, com a construção de uma narrativa que jamais se confirmará. A interferência anunciada pelo presidente da república está devidamente oficializada”, disse o governador em nota.

Ao todo, a PF cumpriu nesta manhã 11 mandados de busca e apreensão em São Paulo e no Rio de Janeiro. A corporação investiga se houve fraude na contratação da organização social Iabas para montagem e gestão de hospitais de campanha no combate ao novo coronavírus.

COMPARTILHE

PF CUMPRE MANDADOS NA RESIDÊNCIA OFICIAL DO GOVERNADOR DO RIO DE JANEIRO

Foto: Domingos Peixoto / Agência O Globo

A Polícia Federal faz uma operação na manhã desta terça-feira (26) no Palácio Laranjeiras, residência oficial do governador do Rio de Janeiro. De acordo com as primeiras informações, não há confirmação sobre cumprimento de mandado no local.

Ainda nesta manhã, outras equipes da PF cumprem mandados em outros três endereços da capital carioca. Um deles é no bairro do Grajaú, na Zona Norte, onde morava o governador antes de assumir o mandato. Segundo o G1, a ação é comandada por agentes da Polícia Federal de Brasília.

COMPARTILHE

SUPREMO ENVIA PEDIDO DE APREENSÃO DO CELULAR DE BOLSONARO À PGR

O Ministro do Supremo Tribunal Federal, Celso de Melo, enviou nesta sexta-feira (22) um pedido a Procuradoria Geral da República onde solicita apreensão do celular de Bolsonaro. A medida partiu após as investigações de uma suposta interferência de Bolsonaro na Polícia Federal.

Entre as medidas solicitadas estão o depoimento do presidente, e a busca e apreensão do celular dele e de seu filho, Carlos Bolsonaro, para perícia. Com informações do G1.

COMPARTILHE

SECRETÁRIA DO PREFEITO DE SALVADOR ESTÁ INFECTADA COM CORONAVÍRUS

Foto : Divulgação

A secretária de Políticas para Mulheres, Mulheres, Infância e Juventude e vereadora licenciada de Salvador, Rogéria Santos, está infectada com o coronavírus. A confirmação partiu da assessoria da Legisladora, na tarde de hoje (21).

“Após realizar teste rápido, com resultado negativo, fez o exame sorológico divulgado no final desta quarta-feira, 20 de maio, como reagente ao vírus. Rogéria encontra-se bem e sem sintomas, mantendo-se em isolamento total, seguindo todas as recomendações médicas, afastando-se fisicamente das atividades da pasta”, disse a assessoria.

Rogéria é a segunda pessoa da equipe do prefeito ACM Neto a contrair a doença. A primeira foi o chefe de gabinete, Kaio Moraes, que está bem e sem sintomas. Além dele, Matheus Simões, subchefe de gabinete, também foi infectado. (Com informações do Metro 1)

COMPARTILHE

ELEIÇÕES PODEM OCORRER EM 15 DE NOVEMBRO OU 6 DE DEZEMBRO, AFIRMA MAIA

Foto: Maryanna Oliveira/Agência Câmara

Presidente da Câmara, o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) adiantou nesta quinta-feira (21) que o Congresso Nacional estuda duas datas para as eleições municipais em caso de adiamento: 15 de novembro ou 6 de dezembro, ambas em um domingo. As informações são do iG.

Maia comentou sobre a questão em entrevista após a reunião do presidente Jair Bolsonaro com governadores, que contou ainda com a presença do presidente da Câmara e de Davi Alcolumbre (DEM/RJ), presidente do Senado e do Congresso.

Na terça-feira,as duas casas do Congresso formaram um grupo para discutir a possibilidade de adiar as eleições. Novas datas serão definidas por mudança na lei. Pelo calendário oficial pré-pandemia, a votação neste ano seria em 4 e 25 de outubro, no caso de segundo turno.

Segundo Maia, caso se confirme a prorrogação, o intervalo para o segundo turno deve ser menor, “para dar tempo de fazer a transição, da prestação de contas”. Rodrigo Maia avalia como arriscada a prorrogação de mandatos dos atuais prefeitos e vereadores. “No futuro alguém pode se sentir muito forte, ter muito apoio do Parlamento e prrorgar seu próprio mandato”, argumentou. ” Sou radicalmente contra.”

COMPARTILHE

MANDETTA DIZ QUE BOLSONARO QUIS ALTERAR BULA DA CLOROQUINA

O ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, revelou que o governo federal tinha a intenção de mudar a bula da cloroquina para incluir a recomendação do uso para o tratamento da Covid-19. Mandetta contou que protocolo recomendando a droga é “distante do razoável” e que a tentativa de mudança aconteceria via decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro.

“O presidente se assessorava ou se cercava de outros profissionais médicos. Eu me lembro de quando, no final de um dia de reunião de conselho ministerial, me pediram para entrar numa sala e estavam lá um médico anestesista e uma médica imunologista, que estavam com a redação de um provável ou futuro, ou alguma coisa do gênero, um decreto presidencial… E a ideia que eles tinham era de alterar a bula do medicamento na Anvisa, colocando na bula indicação para covid-19”, disse, em entrevista à Globo News. Ainda de acordo com Mandetta, ministros, integrantes da Advocacia Geral da União (AGU) e o presidente da Anvisa, Antônio Barra Torres, estavam presentes no evento.

“O próprio presidente da Anvisa se assustou com aquele caminho, disse que não poderia concordar. Eu simplesmente disse que aquilo não era uma coisa séria e que eu não iria continuar naquilo dali, que o palco daquela discussão tem que ser no Conselho Federal de Medicina. Então, é lá que esse debate tem que se dar. Não adianta fazer um debate de uma pessoa que seja especialista na área que for, com um presidente da República que não é médico. A disparidade de armas, já que a frase está tão em voga, é muito difícil”, indicou. Na última quarta-feira (20), o governo federal publicou um protocolo que indica o uso da cloroquina e da hidroxicloroquina em casos de Covid-19. O medicamento, no entanto, não tem eficácia comprovada.

COMPARTILHE

AUXÍLIO EMERGENCIAL PODE SER PRORROGADO, MAS COM VALOR DE R$ 200, ADMITE GUEDES

Foto: Adriano Machado/Reuters

Estimado inicialmente para três meses, o Auxílio Emergencial poderá ser prorrogado. A possibilidade foi admitida pelo ministro da Economia Paulo Guedes. De acordo com o economista, o benefício, voltado principalmente a trabalhadores informais, pode ser estendido por um ou dois meses.

No entanto, Guedes defende que o valor de R$ 600 seja cortado para R$ 200. As informações são da Folha de S. Paulo. O valor de R$200 era o proposto inicialmente pelo governo. Após discussões no Congresso e no governo o valor foi definido comeo R$600.

A reportagem da Folha ressalta que o fato do ministro admitir a possibilidade de prorrogação representa uma mudança de posição da equipe econômica, que antes era contrária à extensão da medida. Mesmo assim, a redução do montante concedido é defendida como fundamental. A justificativa de Guedes para a redução do valor, ainda conforme a Folha, é baseada nas limitações das contas públicas.

COMPARTILHE

GENERAL VAI FICAR ‘POR MUITO TEMPO’ NO MINISTÉRIO DA SAÚDE, DIZ PRESIDENTE

Foto: Reprodução

O general Eduardo Pazuello deverá permanecer no cargo de ministro interino da saúde “por muito tempo”, segundo o presidente da República, Jair Bolsonaro. O general assumiu o posto após o pedido de demissão de Nelson Teich. Como interino, Pazuello assinou o novo protocolo de uso da cloroquina no tratamento da Covid-19, motivo que derrubou os dois ministros anteriores.

A eficácia da cloroquina não é comprovada cientificamente.  O presidente informou ainda que  o general, que não tem formação na área de saúde, vai ser auxiliado no ministério por uma “equipe boa” de médicos. Bolsonaro deu a declaração ao conversar com profissionais de limpeza urbana que trabalhavam em um trevo próximo ao Palácio da Alvorada, em Brasília, diz o G1.

COMPARTILHE

REGINA DUARTE DEIXA SECRETARIA DE CULTURA E ASSUME POSTO FEDERAL EM SP

Foto: Carolina Antunes – PR/JC

A atriz Regina Duarte não é mais a secretaria especial de Cultura do Brasil. Hoje, em anuncio nas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro anunciou a decisão. “Regina Duarte relatou que sente falta de sua família, mas para que ela possa continuar contribuindo com o Governo e a Cultura Brasileira assumirá, em alguns dias, a Cinemateca em SP.

Nos próximos dias, durante a transição, será mostrado o trabalho já realizado nos últimos 60 dias”, escreveu.  Para o posto, está cotado o ator Mário Frias, que recebeu elogios do presidente da República e seus apoiadores.  Durante sua gestão na pasta, Regina foi duramente criticada por colegas por, entre outras coisas, não anunciar nada para a classe durante a pandemia do novo coronavírus. (Metro 1)

COMPARTILHE

RUI CONFIRMA PRESENÇA EM REUNIÃO COM BOLSONARO: ”DEIXAR A POLÍTICA DE LADO E CUIDAR DA VIDA”

Foto: Frame

O governador Rui Costa confirmou participação na reunião com o presidente Jair Bolsonaro, na próxima quinta-feira (21), às 10h da manhã. O chefe do Executivo federal decidiu se reunir com os governadores para discutir, entre as pautas referentes ao novo coronavírus, o auxílio do governo aos estados e municípios.

”Espero que nesta quinta-feira consigamos, de fato, fazer o que outros países já fizeram. Ou seja, deixar a política e o interesse partidário de lado e cuidar da vida e da saúde das pessoas, cuidar do destino da nossa nação. Acho que os políticos têm que se entender. Não pode ficar fazendo guerra política”, disse Rui, durante live nesta terça-feira (19).

Antes da reunião com Bolsonaro, os governadores devem se reunir nesta quarta (20), no Fórum Nacional de Governadores. A ideia é que os chefes das unidades da federação se preparem para a reunião da quinta-feira. Questionado sobre o sentimento dos governadores quanto ao encontro com Bolsonaro, Rui não respondeu.

No entanto, o petista disse esperar que todas as esferas possam definir em conjunto as ações para enfrentar a pandemia do novo coronavírus. ”Sem guerra de versões, fake news e calúnias que estamos vivendo no Brasil”, acrescentou.

COMPARTILHE