Política







BOLSONARO ACUSA RUI COSTA DE PROIBIR PMS NA INAUGURAÇÃO DO AEROPORTO; PETISTA REBATE

Foto: Folhapress - Sergio Lima/AFP

Foto: Folhapress – Sergio Lima/AFP

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) acusou o governador da Bahia, Rui Costa (PT), de proibir policiais militares na inauguração desta quarta-feira (23) do novo aeroporto de Vitória da Conquista, o petista rebateu.  “Estou de partida para Vitória da Conquista para inauguração de aeroporto. Lamentável a decisão do governador da Bahia que não autorizou a presença da Polícia Militar para a nossa segurança. Pior ainda, passou a responsabilidade de tal negativa ao seu Comandante Geral”, escreveu Bolsonaro, em seu Twitter. Em entrevista à rádio Metrópole, Rui rebateu Bolsonaro. “Eu não posso colocar policiais militares para espancar o povo baiano, que quer conhecer o aeroporto. Quem é impopular e tem medo de ir para ruas, fica no seu gabinete”, disse. “Que as forças federais cuidem do presidente”, acrescentou. Com informações do Bahia Notícias

COMPARTILHE

EM MÉDIA, 15 PESSOAS MORREM DE DESNUTRIÇÃO POR DIA NO BRASIL

Foto: Divulgação/Assessoria de Imprensa de Jair Bolsonaro

Foto: Divulgação/Assessoria de Imprensa de Jair Bolsonaro

Ao todo, 5.653 pessoas morreram de desnutrição no Brasil em 2017 — último dado disponível—, segundo informações do Ministério da Saúde. O número corresponde a uma média de mais de 15 pessoas por dia, segundo reportagem da Folha de S. Paulo. Segundo a publicação, os dados sobre segurança alimentar no país contradizem a fala do presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), que afirmou na manhã desta sexta (19) ser “uma grande mentira” dizer que há fome no Brasil. “Falar que se passa fome no Brasil é uma grande mentira. Passa-se mal, não come bem. Aí eu concordo. Agora, passar fome, não”, disse em café da manhã com correspondentes internacionais. “Você não vê gente mesmo pobre pelas ruas com físico esquelético como a gente vê em alguns outros países pelo mundo”.

À tarde, porém, o presidente recuou e disse que “alguns passam fome”. O Ministério da Cidadania fez, em 2018, o Mapeamento da Insegurança Alimentar e Nutricional (Mapa InSAN). Os dados mostram que, no ano de coleta dos dados (2016), 427.551 crianças com menos de cinco anos que são atendidas pelo Bolsa Família tinham algum grau de desnutrição, que é medido de acordo com o déficit de peso por idade ou de altura por idade. Foram classificadas com desnutrição muito alta 44.462 crianças, e com desnutrição alta 102.947, entre as que são atendidas pelo Bolsa Família.

COMPARTILHE

DEPUTADO QUER PROIBIÇÃO DE BLITZ POR POLICIAIS À PAISANA NA BAHIA

Foto: Reprodução/Jornal Grande Bahia

O deputado estadual Euclides Fernandes (PDT) protocolou, na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), um projeto de lei que estabelece a proibição de blitz por policiais militares e civis à paisana e sem a presença de viaturas que possam identificar a corporação da qual são integrantes.  De acordo com o parlamentar a Agência AL-BA, a proposta tem como objetivo evitar arbitrariedade e abuso de poder por parte da autoridade policial, bem como impedir os agentes estatais de realizarem abordagens por livre e espontânea vontade, fora dos parâmetros operacionais. Fernandes destacou ainda que a proposta não fomenta a impunidade ou facilita a circulação de veículos. “Ao contrário. O intuito da proposição é delinear os parâmetros de segurança e transparência das abordagens aos automóveis nas vias baianas”, justificou.  Conforme destacou o legislador, a vigência da norma deve proporcionar maior segurança para os policiais, assim como para toda a população. “O cidadão deve ter o direito de saber por quem está sendo abordado, o que lhe permitirá maior segurança, clareza e individualização dos atos. Por outro lado, os policiais também terão maior segurança com a efetivação da medida, sobretudo em um período em que o governo federal tem facilitado o armamento do indivíduo”, concluiu.

COMPARTILHE

LÍDER DE GRUPO TERRORISTA REVELA PLANO PARA MATAR BOLSONARO, DIZ REVISTA

Foto: AFP / EVARISTO SA

Há seis meses a Polícia Federal caça os integrantes de um grupo terrorista que já praticou pelo menos três atentados a bomba em Brasília e anuncia como seu objetivo mais audacioso matar o presidente da República, Jair Bolsonaro, de acordo com a revista Veja. Nas duas últimas semanas, a revista entrevistou um dos líderes da Sociedade Secreta Silvestre (SSS), que se apresenta como braço brasileiro do Individualistas que Tendem ao Selvagem (ITS), uma organização internacional que se diz ecoextremista e é investigada por promover ataques a políticos e empresários em vários países. O terrorista identifica-se como “Anhangá”. Por orientação do grupo, o contato foi feito pela deep web, uma espécie de área clandestina da internet que, irrastreável, é utilizada como meio de comunicação por criminosos de várias modalidades. Anhangá garante à reportagem que o plano para matar Bolsonaro é real e começou a ser elaborado desde o instante em que o presidente foi eleito.

Era para ter sido executado no dia da posse, mas o forte esquema de segurança montado pela polícia e pelo Exército acabou fazendo com que o grupo adiasse a ação.  “Vistoriamos a área antes. Mas ainda estava imprevisível. Não tínhamos certeza de como funcionaria”, afirma o terrorista.  Dias antes da posse, a SSS colocou uma bomba em frente a uma igreja católica distante 50 quilômetros do Palácio do Planalto. O artefato não explodiu por uma falha do detonador. No mesmo dia, a SSS postou um vídeo na internet reivindicando o ataque e revelando detalhes da bomba que só quem a construiu poderia conhecer. Nessa postagem, o grupo também anunciou que o próximo alvo seria o presidente eleito, o que levou as autoridades a sugerir o cancelamento do desfile em carro aberto. “Facilmente poderíamos nos misturar e executar este ataque, mas o risco era enorme (…) então seria suicida. Não queríamos isso.” Na ação seriam usados explosivos e armas. “A finalidade máxima seriam disparos contra Bolsonaro ou sua família, seus filhos, sua esposa.”

COMPARTILHE

PREFEITO DIZ QUE AVIÃO COM BOLSONARO CHEGARÁ ÀS 10H DO DIA 23

Foto: Izis Moacyr/bahia.ba

O prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão (PMDB), afirmou que o avião presidencial chegará à cidade no dia 23, às 10h00. “Todo o evento está sendo concebido pelo Cerimonial da Presidência da República em sintonia com o nosso gabinete”, afirmou o prefeito. Recentemente, Herzem e ACM Neto tiveram uma reunião sobre os preparativos para a inauguração e a recepção ao presidente Jair Bolsonaro. “Agradeço a ACM Neto pelo envolvimento nestes preparativos”, afirmou Gusmão. Segundo Herzem Gusmão, está sendo realizada também uma articulação para o despacho de pleitos do Sudoeste da Bahia e do Norte de Minas Gerais junto ao presidente da República. O deputado federal Elmar Nascimento (DEM) também está participando ativamente destas articulações. Com informações do Bahia.ba

COMPARTILHE

ITABUNA: GRUPO DE FERNANDO GOMES INTENSIFICA ARTICULAÇÃO PARA REELEIÇÃO APÓS CONVITE DE BACELAR

Foto: Reprodução/ Blog Na Chapa Quente

O grupo político do prefeito de Itabuna, Fernando Gomes (sem partido), está empolgado com uma possível reeleição do gestor em 2020. Gomes foi convidado pelo deputado federal Jonga Bacelar para se filiar ao PL, mas ainda não confirmou o ingresso na legenda. O bahia.ba apurou que os correligionários do prefeito passaram a intensificar a articulação para a candidatura à reeleição após o convite feito por Bacelar. Eles acreditam que a base da legenda pode fortalecer o nome de Gomes na disputa. Caso se candidate, Fernando Gomes pode enfrentar o ex-deputado estadual Augusto Castro, que deixou o PSDB depois de 15 anos, e ingressou no PSD, presidido na Bahia pelo senador Otto Alencar.

COMPARTILHE

CIRO GOMES CHAMA FILHO DE BOLSONARO DE “IMBECIL”

Foto: José Carlos Daves/Futura Press/Estadão Conteúdo

O candidato do PDT à presidência em 2018, Ciro Gomes, chamou o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL) de “imbecil” ao comentar a hipótese dele ser nomeado embaixador do Brasil nos Estados Unidos. Em entrevista ao Estadão, Ciro disse que o filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL) é despreparado para o cargo. “O Eduardo Bolsonaro é um imbecil, com um português muito ruim, o que quer dizer que o inglês também não deve ser muito bom. Ele vai ter que se expressar sobre temas sofisticados por meio de tradutores, ocupando aos 35 anos mais quatro dias o lugar mais complexo, delicado e difícil da diplomacia de qualquer lugar do mundo: a representação junto aos Estados Unidos. Experiência anterior: policial”, afirmou o ex-ministro. O pedetista ainda comparou Eduardo na embaixada com um “malabarista” fazendo uma cirurgia médica. “Eu, por exemplo, amo os malabaristas. Mas não entregaria a um deles meu filho para fazer uma cirurgia de apendicite”, falou.

COMPARTILHE

DE FÉRIAS, MORO É APLAUDIDO EM VOO PARA OS ESTADOS UNIDOS

Foto: Adriano Machado/REUTERS

De licença das suas atividades no Ministério da Justiça em meio a uma crise de imagem, o ministro Sergio Moro foi moderadamente aplaudido em um voo para os Estados Unidos, onde vai passar o período de férias com a família. De acordo com o colunista do Globo Lauro Jardim, Moro embarcou na sexta-feira (12) à noite com a esposa, Rosângela, e Júlia, filha do casal, no aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP). A família viajou de classe econômica, num voo da Azul, que pousou em Fort Lauderdale, na Flórida. Moro ficará até sexta-feira longe das suas atividades na pasta de Justiça e Segurança Pública.

COMPARTILHE

OTTO ALENCAR GASTOU MAIS DE R$ 65 MIL COM SERVIÇOS DE CARTAS, EM SEIS MESES

Foto: Rodrigo Daniel Silva/ Bahia.ba

Foto: Rodrigo Daniel Silva/ Bahia.ba

Os  81 senadores da República gastaram, nos seis primeiros meses do ano, R$ 852.483, 54 com serviços de correio.  A informação é de um levantamento feito pelo site Metrópoles.  De acordo com o portal, os serviços são compostos por  envio de cartas, malas diretas, encomendas (PACs), Sedex, entre outros. Para ter dimensão do gasto, com o valor usado entre janeiro e junho seria possível enviar mais de 655 mil cartas simples ou cartões-postais ao preço de R$ 1,30. O parlamentar baiano que mais gastou foi Otto Alencar (PSD). Conforme o levantamento, o senador utilizou R$ 65.514,10 com os serviços. O número deixa Otto como terceiro parlamentar que mais torrou dinheiro. Ele fica atrás do senador Humberto Costa, de Pernambuco, e de Ciro Nogueira, do Piauí.

COMPARTILHE

RUI COSTA MANDA ABRIR INQUÉRITO PARA APURAR FAKE NEWS CONTRA ELE

Foto: Carol Garcia/ Jornal Grande Bahia

O governador Rui Costa (PT) disse, nesta quinta-feira (11), que determinou a abertura de inquérito para apurar a disseminação de fake news contra ele.  Mensagens divulgadas “inverídicas” mostram o governador e o deputado federal Nelson Pelegrino (PT) conversando sobre a reforma da Previdência. “Todos sabem o meu posicionamento e o dos governadores do Nordeste sobre a reforma da previdência. Essa fake news vai ser tratada como crime grave”, afirmou Rui Costa. A simulação de notícia utiliza o layout do Bahia Notícias, prática rechaçada pelo editor-chefe do portal, Fernando Duarte. “Infelizmente, os veículos estão sujeitos a este tipo de montagem, porém recomendamos que os leitores busquem a fonte original antes de confiar em prints como esse. Com o dia e o horário, por exemplo, é muito fácil conferir a veracidade da notícia”, sugeriu Duarte.

COMPARTILHE

TEXTO-BASE DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA É APROVADO NA CÂMARA EM PRIMEIRO TURNO

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

O texto-base da reforma da Previdência foi aprovado em primeiro turno na Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (10). Ao todo, 379 parlamentares foram a favor, e outros 131 se posicionaram contra. O presidente da Casa, deputado federal Rodrigo Maia (MDB-RJ), encerrou a votação ao subir no plenário e fazer um longo discurso para anunciar o resultado. A próxima etapa, agora, é a votação em segundo turno na própria Câmara. Haverá a votação dos destaques que podem alterar o texto-base já aprovado. Caso haja a aprovação no próximo turno, a matéria irá ao Senado, que votará também da mesma maneira, em duas etapas. Com informações do Bahia Notícias

COMPARTILHE

TCM ENTRA COM REPRESENTAÇÃO CONTRA PREFEITA CLÁUDIA OLIVEIRA

Foto: Alberto Coutinho/ GOVBA

O Tribunal de Contas dos Municípios determinou nesta quarta-feira (10) que a prefeita de Porto Seguro, Cláudia Oliveira (PSD), seja denunciada ao Ministério Público da Bahia pela prática de improbidade administrativa. A gestora é investigada por supostas irregularidades no exercício de 2015 de sua gestão. Segundo a corte, Cláudia Oliveira contratou à época, por inexigibilidade de licitação, a empresa “Fundação Porto Seguro Promoção e Eventos”. O contrato, destinado a prestação de serviços de assessoria e consultoria técnica em gestão turística, foi firmado a um custo de R$ 1.240.000,00. De acordo com o relator do processo, conselheiro Fernando Vita, os serviços solicitados pela administração, contudo, não possuem natureza de singularidade a ponto de justificar a contratação direta, ou seja, sem a realização de processo licitatório. Além disso, diz Vita, não foi devidamente demonstrada a notória especialização da empresa contratada. Conforme o conselheiro, a prefeita também não apresentou justificativa ou comprovou que os preços contratados estavam compatíveis com os praticados no mercado e no âmbito da administração pública. Cláudia Oliveira foi multada em R$10 mil. Ela, contudo, pode recorrer da decisão. Com informações do Bahia.ba

COMPARTILHE

CÚPULA DO PSDB DISCUTE EXPULSÃO DE AÉCIO DO PARTIDO

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

A cúpula do PSDB quer que tucanos na mira da Polícia Federal (PF) se licenciem do partido até agosto. Segundo o Blog da Andréia Sadi, do G1, o partido até pensa na expulsão de Aécio Neves, mas tem a expectativa de que o deputado se antecipe e peça o afastamento. Sob o comando do ex-deputado federal e ex-ministro Bruno Araújo (PE), o PSDB tenta mudar a imagem da sigla, que tem entre seus caciques o governador de São Paulo, João Doria, que estaria pensando na sucessão presidencial em 2022 e quer afastar se blindar afastando políticos investigados do partido. Na semana passada, Aécio Neves virou réu na Justiça Federal de São Paulo por corrupção e obstrução à Justiça. O empresário Joesley Batista afirma ter pago propina de R$ 2 milhões ao deputado e sua irmã em 2017.A defesa do deputado diz que Aécio foi vítima de ação criminosa. Com informações do G1

COMPARTILHE

HERDEIRO DA OAS SOFRE INFARTO EM AUDIÊNCIA DA LAVA JATO

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

O empreiteiro Cesar Mata Pires Filho, herdeiro do grupo empresarial baiano OAS, passou mal em depoimento, nesta segunda-feira (8), para a Justiça Federal do Paraná. Ele estava depondo quando caiu com o rosto na mesa, desacordado. Foi socorrido inicialmente por advogados presentes, enquanto outros foram à procura de um médico. Ele foi levado de ambulância a um hospital, em Curitiba. Mata Pires Filho é um dos alvos da Lava Jato na ação que investiga desvios em construção da sede da Petrobras, em Salvador. Ele chegou a ser preso, em novembro do ano passado, mas foi solto no mês seguinte após pagar R$ 29 milhões de fiança. O depoimento de Mata Pires Filho era um dos mais esperados no processo que investiga os desvios na construção do prédio da Petrobras, na Bahia. Ele vinha sendo incriminado por outros envolvidos no caso. Os executivos do setor de propinas da OAS, que assinaram acordo de delação premiada com a Lava Jato, disseram que os pagamentos de suborno foram feitos com a concordância do herdeiro da empreiteira. Cesar Mata Pires Filho tenta um acordo de delação premiada com a força-tarefa da Lava Jato, mas, segundo a reportagem a apurou, a negociação não avançou até o momento. Segundo a PF, os contratos do empreendimento foram direcionados e superfaturados para que houvesse pagamento de ao menos R$ 68,3 milhões em vantagens indevidas. Com informações do BNews

COMPARTILHE

DEFESA ENTRA COM NOVO PEDIDO PARA REVOGAR PRISÃO DE GEDDEL

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

A defesa do ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB) recorreu mais uma vez ao ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), para tentar revogar sua prisão. O novo pedido foi protocolado nesta sexta-feira (5) pelo advogado Gamil Föppel. Detido desde o dia 8 de setembro de 2017 no caso do bunker de R$ 51 milhões, Geddel está a cerca de dois meses de completar dois anos no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília. O período de mais de 660 dias atrás das grades faz do ex-ministro baiano o preso da Lava Jato com o maior tempo de prisão preventiva entre todos os outros políticos implicados na operação. Diferentemente dos demais alvos da força-tarefa que ficaram reclusos por mais de 1 ano, o emedebista nem sequer foi julgado, o que deve ocorrer ainda neste segundo semestre. Com informações do Bahia.ba

COMPARTILHE

BOLSONARO ANUNCIA IDA À CANONIZAÇÃO DE IRMÃ DULCE EM SALVADOR

Foto: Marcos Corrêa/PR

Foto: Marcos Corrêa/PR

O presidente Jair Bolsonaro afirmou em transmissão ao vivo feita em seu Facebook que foi convidado para participar da cerimônia de canonização de Irmã Dulce. A celebração vai ser realizada no dia 20 de outubro, na Arena Fonte Nova, em Salvador. O presidente esteve reunido nesta quinta-feira, por 15 minutos, com Dom Murilo S.R. Krieger, arcebispo de São Salvador da Bahia e Primaz do Brasil, e com Maria Rita Lopes Pontes, superintendente das Obras Sociais Irmã Dulce. “Recebi a visita hoje de católicos, onde me convidaram para 20 de outubro, na cerimônia de canonização da irmã Dulce. A intenção dessas canonizações é que o que a pessoa fez sirva de exemplo para quem está aqui na Terra ainda. Com toda a certeza, estaremos em Salvador”, disse o presidente. (Estadão Conteúdo)

COMPARTILHE

JUIZ ABRE AÇÃO CONTRA AÉCIO POR SUPOSTA PROPINA DE R$ 2 MI DA J&F

Foto: Andressa Anholete / AFP

Foto: Andressa Anholete / AFP

O juiz federal João Batista Gonçalves, da 6.ª Vara Criminal Federal em São Paulo, abriu ação penal contra o deputado Aécio Neves (PSDB-MG) no caso envolvendo supostas propinas de R$ 2 milhões do Grupo J&F. O tucano foi denunciado em 2017, quando era senador, pelo então procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Na ocasião, Aécio virou réu pelos crimes de corrupção passiva e obstrução à Justiça por decisão da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal em abril de 2018. Por não ser mais senador, e os fatos terem ocorrido em mandato anterior, o caso foi enviado pelo Supremo à primeira instância judicial. A denúncia foi ratificada pelo Ministério Público Federal em São Paulo, e, agora, novamente recebida pelo magistrado da 6.ª Vara. A denúncia é decorrente da Operação Patmos, deflagrada em 18 de maio de 2017, com base na delação dos executivos da J&F. Em ação controlada – acompanhamento da suposta prática de delitos por parte de investigados com o fim de obter provas contundentes contra os alvos dos inquéritos -, a Polícia Federal flagrou o primo do tucano, Frederico Pacheco, pegando das mãos do delator Ricardo Saud, da J&F, uma mala de R$ 500 mil – de um total de quatro repasses que estariam acertados. De acordo com a acusação, a irmã de Aécio, Andrea Neves, teria feito o primeiro contato com o empresário. O tucano também foi flagrado supostamente acertando o repasse, em um diálogo que ficou conhecido pela maneira com a qual indicou seu primo para buscar as malas: “Tem que ser um que a gente mata ele antes de fazer delação. Vai ser o Fred com um cara seu. Vamos combinar o Fred com um cara seu porque ele sai de lá e vai no cara. E você vai me dar uma ajuda do c…”, afirmou o tucano, em diálogo com Joesley Batista. (Estadão)

COMPARTILHE

CABRAL ADMITE COMPRA DE VOTOS PARA RIO SEDIAR OLIMPÍADAS EM 2016

Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

O ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral (MDB) admitiu que intermediou a compra de votos junto a membros do Comitê Olímpico Internacional (COI), para que o estado sediasse os Jogos Olímpicos de 2016. As informações são do portal UOL. De acordo com a reportagem, Cabral afirmou em depoimento ao juiz federal Marcelo Bretas, nesta quinta-feira (4), que, entre os votos comprados, está o do nadador Alexander Popov, quatro vezes medalhista olímpico. Segundo o delator, nove dos 95 membros votantes foram comprados ao todo por US$ 2 milhões. O depósito foi feito no exterior, em 2008, pelo empresário Arthur Soares – conhecido como Rei Arthur, devido ao fato de ser o maior fornecedor de mão de obra do estado – ao presidente da Federação Internacional de Atletismo, Lamine Diack, que distribuiria o dinheiro aos membros comprados. Cabral e Soares -o empresário está foragido- são réus no processo oriundo da Operação Unfair Play, desdobramento da Lava Jato no Rio. Ainda de acordo com a reportagem, o ex-governador revelou que Eduardo Paes (hoje no DEM, na época no MDB), ex-prefeito do Rio, e os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Michel Temer (MDB) sabiam da negociação. (UOL)

COMPARTILHE

EUNÁPOLIS: SANDRO RÉGIS ACUSA GOVERNO DE ‘INÉRCIA’ EM CASO DE REINTEGRAÇÃO DE POSSE

Foto: Divulgação

O deputado estadual Sandro Régis (DEM) acusou o governador Rui Costa (PT) de inércia no trato da segurança pública no interior do estado, nesta quarta-feira (3), após receber um vídeo no qual um grupo de sem-terra impede a reintegração de posse obtida na Justiça pela empresa Veracel, no município de Eunápolis.  “A insegurança está tomando conta do interior da Bahia e o governador permanece inerte como se nada estivesse acontecendo”, disse Régis, que também é vice-presidente da comissão de agricultura da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA).  No vídeo, relata o deputado, trabalhadores rurais armados com foices incendeiam os veículos da empresa GPS e expulsam os vigilantes que haviam sido deslocados até o local para garantir a reintegração e a segurança patrimonial da terra invadida. “O governador Rui Costa deveria garantir o estado de direito, mas o que se vê no interior da Bahia é a total sensação de insegurança do cidadão. O Estado precisa intermediar o conflito e garantir os direitos de cada lado. O que não pode é o estado ficar inerte”, avaliou o deputado, que ainda acrescentou: “mandado judicial se cumpre, se houve algo que o impediu de ser cumprido, tem que ser explicado”.  Equipes de Vigilância Patrimonial foram atacadas por homens, na manhã de terça-feira (2), após o processo de reintegração de posse do terreno de uma empresa, na zona rural de Eunápolis, no sul da Bahia. Conforme a Polícia Civil, três vigilantes ficaram feridos e carros foram incendiados. De acordo com o G1, três vigilantes da prestadora de serviço para a empresa de celulose ficaram feridos após serem atingidos por pedras e pedaços de madeiras. Segundo a Veracel, responsável pelo terreno, eles foram medicados e já receberam alta médica.

COMPARTILHE

BOLSONARO É O 2º PRESIDENTE QUE MAIS EDITOU DECRETOS EM 6 MESES DESDE REDEMOCRATIZAÇÃO

Foto: Reprodução/Mauro Pimentel- AFP

Desde que chegou ao Planalto, há seis meses, o governo do presidente Jair Bolsonaro publicou 237 decretos, uma média de 1,3 por dia de governo, segundo apurado pelo portal G1. Os dados levaram em conta atos assinados por Bolsonaro e pelo vice-presidente Hamilton Mourão, que ocupou o cargo de presidente em exercício em razão de viagens do presidente. O levantamento G1 apontou que o número de decretos assinados por Jair Bolsonaro até o momento é menor apenas do total assinado pelo ex-presidente Fernando Collor. Fato que torna Bolsonaro o segundo presidente que mais editou decretos desde a promulgação da Constituição, em 1988. Collor assinou 351 determinações em seis meses de gestão. Depois deles, Lula foi o terceiro que mais assinou atos: em seu primeiro mandato, em 2003, o petista editou 208 decretos. (G1)

COMPARTILHE

EM BRASÍLIA, ATO A FAVOR DA LAVA JATO MIRA MINISTROS DO SUPREMO

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Auxiliados por carros de som, manifestantes se reúnem na manhã deste domingo (30) em frente ao Congresso Nacional, em ato de apoio à Lava Jato e ao ex-juiz e ministro da Justiça, Sergio Moro.Com a tradicional predominância das cores verde e amarelo, o protesto tem como alvo congressistas e ministros do STF (Supremo Tribunal Federal). Uma das pautas mais defendidas é a CPI da lava-toga, para investigar os magistrados. Em frente ao Congresso foram inflados quatro bonecos gigantes. Dois do ex-presidente Lula (ambos com roupa de presidiário), um de Moro vestido de super-homem e um que une Lula, o ministro Gilmar Mendes (STF) e o ex-ministro do PT José Dirceu. Esse boneco associa o STF ao PT. Apesar de ter sido indicado ao Supremo pelo PSDB e de ser historicamente descrito como um adversário do PT, Gilmar é um dos principais alvos dos grupos Bolsonaristas. Movimentos como VPR (Vem pra Rua), MBL (Movimento Brasil Livre) e Nas Ruas, que foram indutores de protestos pelo impeachment de Dilma Rousseff (PT), capitaneiam a organização, ao lado de grupos de menor capilaridade, que mantêm páginas em redes sociais. O VPR contabilizava até a manhã deste domingo (30), concentrações marcadas em 203 cidades e mais de 318 mil pessoas convidadas. A lista incluía atos fora do Brasil, em lugares como Nova York, Lisboa, Genebra e Buenos Aires. Em São Paulo, a manifestação começou  as 14h, na avenida Paulista.

COMPARTILHE

MANIFESTAÇÃO PRÓ-MORO EM SALVADOR COMEÇA COM VAIA CONTRA PREFEITURA

  Foto: Vagner Souza/BNews

Foto: Vagner Souza/BNews

A manifestação em defesa do ministro Sérgio Moro e da Operação Lava Jato, realizada no Farol da Barra na manhã deste domingo (30), começou com duras críticas contra a Prefeitura de Salvador. Os ativistas atacaram a gestão municipal em função do imbróglio envolvendo a liberação do minitrio no ato convocado por ativistas de direita, incluindo o Movimento Brasil Livre (MBL). Segundo Antonio Braga, um dos ativistas presentes no movimento,  a manifestação só está acontecendo em função do mandado judicial concedido ao grupo. As críticas foram especialmente dirigidas ao Secretário Municipal de Esportes, Trabalho e Lazer (Semtel), Alberto Pimentel (PSL). Segundo os militantes, ele agiu politicamente para impedir o ato. Pimentel, por sua vez, nega as acusações. Na abertura do ato, os ativistas puxaram vaias contra a gestão municipal. O trio também é utilizado pelo MPB – Médicos Pelo Brasil, MPB – Movimentos Patriotas do Brasil, Militância Direita Bahia, Nas Ruas – BA e RWR – Republicana Web Rádio.

ENTENDA O CASO

Na última sexta-feira (28), o BNews noticiou que a prefeitura, por meio da Semtel, havia embargado o uso do trio do MBL durante manifestação a favor do governo Bolsonaro, marcada para este domingo. Após a publicação, comprovada por documentos e entrevistas, Alberto e Dayane Pimentel deferiram ataques contra o site por meio de publicações nas redes sociais. Desde então, vereadores, deputados e líderes políticos têm se posicionado contra a postura do PSL, e a favor da imprensa.

COMPARTILHE

IGOR KANNÁRIO LIDERA GASTOS COM ALIMENTAÇÃO ENTRE BAIANOS NA CÂMARA DOS DEPUTADOS

Igor Kannário | Foto: Reprodução

Igor Kannário | Foto: Reprodução

O deputado federal Igor Kannário (DEM) lidera os gastos com alimentação entre os parlamentares baianos da Câmara. Conforme levantamento feito pelo Bahia Notícias, o cantor-político gastou em cinco meses, ao todo, R$ 4.575,32. Bem atrás está Marcelo Nilo (PSB), com consumo de R$ 3.496,20, Jorge Solla (PT), com R$ 3.276,78, e Cajado (PP), com gasto de R$ 3.273,85. Há diversos parlamentares que não gastaram com alimentação. Cada deputado tem direito a uma cota para o exercício da atividade parlamentar. O valor depende do estado de cada deputado. Quem foi eleito pela Bahia recebe R$ 39.010,85. A cota pode ser usada não só com fornecimento de alimentação do parlamentar, mas também para despesas como passagens aéreas, telefonia, serviços postais, manutenção de escritórios, hospedagem (desde que não em Brasília), despesas com locomoção e serviços de segurança. De acordo com a assessoria da Câmara, os deputados devem utilizar a cota para alimentação apenas durante atividades parlamentares, caso seja necessário. A Casa não fornece alimentação gratuita em Brasília. O benefício não prevê o reembolso de despesas com a alimentação de assessores do parlamentar, nem de acompanhantes. (Bahia Notícias)

COMPARTILHE

STF NEGA LIBERDADE A LULA ANTES DE JULGAR SUSPEIÇÃO DE MORO

Luiz Inácio Lula da Silva (PT) | Foto: Reprodução

Luiz Inácio Lula da Silva (PT) | Foto: Reprodução

Os ministros Celso de Mello e Carmem Lúcia, da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), votaram nesta terça-feira (25) contra a libertação provisória do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e foram contra os decanos Gilmar Mendes, relator, e Ricardo Lewandowski, que votaram a favor. “Neste momento, me manifesto pelo indeferimento da concessão da medida cautelar, na linha do ministro relator”, disse Celso de Mello. O julgamento do segundo habeas corpus diz respeito à suspeição do ministro Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública), mas ainda não tem data para acontecer por conta do pedido de vista de Gilmar Mendes, que solicitou mais tempo para analisar o caso. (Bahia Notícias)

COMPARTILHE

STF VAI ADIAR JULGAMENTO DE SUSPEIÇÃO DE MORO NO CASO LULA, DIZ COLUNA

Foto: Leonardo Benassatto/Reuters

Foto: Leonardo Benassatto/Reuters

O julgamento da suspeição do ministro da Justiça, Sergio Moro, no caso do tríplex do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva será adiado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), diz a coluna de Mônica Bergamo, no jornal Folha de S. Paulo. A análise do habeas corpus em que a defesa do petista pede a anulação do julgamento alegando que Moro foi parcial estava marcada para a terça-feira (25). A presidente da Segunda Turma do STF, Cármen Lúcia, colocou o caso, no entanto, no último lugar da fila. Antes dele, 11 processos teriam que ser apreciados. O ministro Gilmar Mendes concluiu que não haverá tempo de debater o caso de Moro. Só o voto dele tem mais de 40 páginas. Segundo a publicação, Mendes decidiu, então, indicar o adiamento da discussão. O caso deverá voltar à pauta no segundo semestre. O pedido dos advogados de Lula foi apresentado antes do escândalo das mensagens revelado pelo site The Intercept Brasil. Nelas, Moro aparece dando pistas, indicando testemunhas, antecipando decisões, acusando a defesa do petista de fazer “showzinho” e discutindo protestos sociais com os procuradores da Lava Jato. O escândalo reforçou a argumentação dos que o acusam de ter sido um juiz parcial e ligado à acusação. A defesa de Lula apresentou novos memoriais ao Supremo relatando oficialmente os fatos.

COMPARTILHE