ENCONTRO COM MANUELA D’ÁVILA REÚNE MAIS DE MIL PESSOAS EM ITABUNA
O evento contou com a participação de diversas lideranças da Bahia.

O evento contou com a participação de diversas lideranças da Bahia.

Na manhã deste sábado (9), o encontro com Manuela D’Ávila, no Instituto de Cultura Espírita de Itabuna (ICEI), reuniu mais de mil participantes. Na ocasião, a pré-candidata à presidência da República, pelo PCdoB, avaliou a grave situação que passa o Brasil e apresentou seu projeto para o desenvolvimento nacional. Manuela relatou que sua vinda ao sul da Bahia, acontece em um momento muito difícil para o povo brasileiro. “Vivemos no Brasil uma crise, com que faz, que cada dia mais, a pobreza seja visível aos olhos de cada brasileiro e cada brasileira, se a gente juntar o número de desempregados hoje, que são quase 14 milhões, com os subocupados, nós temos 25 milhões de pessoas, em situação difícil,  isso representa 30% da população economicamente ativa no Brasil”, lamentou.

Para D’Ávila o atual cenário de retrocesso no país é consequência de um impeachment, sem crime de responsabilidade, que classificou como golpe. “Isso tinha uma razão de ser, diante de uma crise muito grave que ocorre no mundo, eles tinham um projeto de garantir que, a elite brasileira continuasse ganhando. Enquanto aumenta o desemprego, com o Temer, aumenta o lucro dos bancos. A razão principal do golpe foi instalar um projeto antinacional e não melhorar a vida do povo”, enfatizou.

Davidson Magalhães e Manuela D’Ávila

Davidson Magalhães e Manuela D’Ávila.

“Nós do PCdoB, estamos no momento de apresentar saídas para crise, porque a eleição para alguns, é um momento de debate com os seus partidos, para nós, é um momento de debate da agenda do povo. O próximo presidente do Brasil, eu espero que seja a próxima, porque eu espero que seja eu, enfrente os problemas relacionados ao nosso povo. Temos que superar essa crise com um projeto nacional de desenvolvimento, um país livre para seguir o seu caminho, por isso que o nosso manifesto é ‘Liberdade para o Brasil’, que garanta o desenvolvimento e gere emprego”, defendeu Manuela. Davidson Magalhães, presidente do PCdoB na Bahia, definiu que a greve dos caminhoneiros foi a maior demonstração do fracasso do golpe – que trouxe a crise social e o retorno do país ao mapa da fome, acima de tudo o desmantelamento da nação.

“Diante desse contexto, entendo que, as eleições presidenciais, que o PCdoB definiu no seu congresso, com o lançamento de Manuela, é dizer o que pensa o partido para a saída da crise e o esforço de buscar a unidade das forças políticas para impedir o retrocesso econômico, político e social do Brasil”, concluiu. O evento contou com a participação de diversas lideranças do sul e extremo sul do estado, militantes, políticos, entre outros. Estavam presentes também, os deputados federais Daniel Almeida e Alice Portugal, ambos do PCdoB, o presidente da Bahiagás, Luiz Gavazza, a secretária estadual de Políticas para as Mulheres, Julieta Palmeira, além de vereadores, prefeitos e dirigentes partidários da região.

Comente pelo Facebook
COMPARTILHE