“A PITADA DO DIA”
gilberto_andrade
Familiares de Gilberto Andrade, o prefeito de Aurelino Leal que foi assassinado em 5 de maio de 2007, saíram ontem do Tribunal do Júri, no Fórum Ruy Barbosa, decepcionados. Leonardo de Souza, o Leo Peroba, um dos implicados no assassinato, foi julgado pela segunda vez (na primeira, foi absolvido).
Agora, acabou condenado por sete a zero a 13 anos de prisão, mais sanções, pegou 14 anos. Até aí, tudo bem. O problema é que o juiz Oswaldo de Almeida Bonfim ordenou o cumprimento da pena em regime semiaberto. Evocou os três anos em que Leo Peroba ficou preso antes. A família não se conforma. Acha que foi uma injustiça da Justiça. O promotor David Gallo prometeu recorrer para corrigir.
Da coluna Tempo Presente (A Tarde)
COMPARTILHE