Internacional







ITÁLIA BATE MAIS UM RECORDE E TEM 919 MORTES POR COVID-19 EM 24H

A Itália registrou 919 mortes por Covid-19 nesta sexta-feira (27). O país já totaliza 9.143 totais. O último recorde foi no dia 21 de março, quando o país registrou 793 mortes. A região mais atingida da Itália é a Lombardia.

O país reconheceu recentemente que errou ao estimular as pessoas a descartarem as orientações do isolamento social.  O governo brasileiro, no entanto, lançou nesta sexta=feira (27) uma campanha intitulada ‘ O Brasil não pode parar’, estimulando a população a ir para as ruas e descumprir a quarentena.

COMPARTILHE

ESTADOS UNIDOS ACUSAM NICOLÁS MADURO DE ENVOLVIMENTO COM NARCOTRÁFICO

Os Estados Unidos devem anunciar nesta quinta-feira (26) acusações formais contra o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, por envolvimento com o narcotráfico, segundo o senador republicano Marco Rubio.

“Será acusado indiciado pelo Departamento de Justiça e acusado de narcoterrorismo”, disse o parlamentar, que tem grande influência junto ao governo do presidente Donald Trump, para assuntos sobre a América Latica.

Ainda nesta quinta também foi anunciado que o governo norte-americano vai oferecer US$ 15 milhões (R$ 76 milhões) como recompensa por informações que levem à captura do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro. Ficou estipulado valores para a captura e prisão de outros integrantes do alto escalão chavista.

Por Diosdado Cabello, presidente da Assembleia Nacional Constituinte, o Parlamento oficial do país sul-americano, e braço direito do mandatário venezuelano, o valor é de US$ 10 milhões (R$ 50,7 milhões).  (Informações:EFE)

COMPARTILHE

HOMEM MORRE APÓS SE AUTOMEDICAR COM CLOROQUINA NOS ESTADOS UNIDOS

Na tentativa de se tratar do novo coronavírus, um homem na faixa dos 60 anos morreu no estado do Arizona, nos Estados Unidos, após usar sem orientação médica a cloroquina, usado para tratamento de malária, lúpus e atrite.

A sua esposa também se automedicou com a substância e segue internada no Hospital Banner Health.A cloroquina ganhou destaque mundial na última semana por ser um medicamento considerado promissor no tratamendo da Covid-19. O uso, no entanto, ainda necessita de testes e requer cuidados.

“Dada a incerteza em torno da covid-19, entendemos que as pessoas estão tentando encontrar novas maneiras de prevenir ou tratar esse vírus”, disse Daniel Brooks, diretor médico do Centro Banner Poison e Drug Information.

No último sábado (23), o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, publicou no Twitter que hidroxicloroquina e azitromicina, juntas, tinham uma chance real de ser uma das maiores mudanças na história da medicina.

Em território brasileiro, a Anvisa barrou a venda dos medicamentos sem receita. Os resultados positivos geraram uma corrida às farmácias, gerando falta para os que realmente precisam dos medicamentos. (Informações:CNN)

COMPARTILHE

ITÁLIA DESACELERA E TEM MENOS CASOS DE CORONAVÍRUS

Com 63.927 infectados pelo novo coronavírus, a Itália registrou desaleceração no número de casos, nesta segunda-feira (22). A diminuição é progressiva, contabilizando os últimos três dias, segundo o respontável pela pasta da Saúde da Lombardia, Giulio Gallera. A cidade é epicentro da crise na Europa.

A alta no número de casos, nas últimas 24 horas, é de 8,1%, contra os 10% diariamente registrados na semana passada. “Hoje podemos confirmar que a tendência é de desaceleração”, disse Giulio. “Não é ainda hora de cantar vitória, mas podemos ver uma luz no fim do túnel”, completou.

Ao menos 601 pessoas morreram em decorrência do Covid-19 nas últimas 24 horas. Até o momento, são 6.077 mortos.

COMPARTILHE

INTERNACIONAL: ITÁLIA REGISTRA 793 MORTES POR CORONAVÍRUS EM APENAS UM DIA

© Reuters/Remo Casilli/direitos reservados

O número de mortos em decorrência do coronavírus na Itália aumentou em 793 em um dia, chegando a 4.825, disseram autoridades neste sábado, um aumento de 19,6%, o maior crescimento diário em termos absolutos desde o surgimento da epidemia um mês atrás. Na quinta-feira, a Itália ultrapassou a China no número de mortes em decorrência do vírus altamente contagioso.

O número total de casos na Itália subiu para 53.578 em relação aos 47.021 anteriores, um aumento de 13,9%, informou a Agência de Proteção Civil.

A região norte da Lombardia, a mais atingida, permanece em situação crítica, com 3.095 mortes e 25.515 casos. Das pessoas originalmente infectadas em todo o país, 6.072 haviam se recuperado totalmente até sábado, em comparação com 5.129 no dia anterior. Havia 2.857 pessoas em terapia intensiva contra as anteriores 2.655. (Agencia Brasil)

COMPARTILHE

NÚMERO DE MORTOS NA ITÁLIA POR CORONAVÍRUS ULTRAPASSA TOTAL DE VÍTIMAS NA CHINA

O número de mortes causadas pelo novo coronavírus na Ítalia chegou a 3.405 nesta quinta-feira (19), segundo balanço das autoridades italianas divulgado pela agência Reuters. Com isso, ultrapassou o total de vítimas na China pelo vírus, que é de 3.245.

Ainda de acordo com as autoridades, o país europeu registrou 427 mortes em um dia, e já são 41.035 casos confirmados. (Informações: BN)

COMPARTILHE

INTERNACIONAL: PARAGUAI FECHA PONTE DA AMIZADE, EM FOZ DO IGUAÇU (PR)

O governo paraguaio anunciou que, a partir desta quarta-feira (18), está bloqueado o tráfego de pedestres e veículos na Ponte Internacional da Amizade que liga Cidade de Leste, no país vizinho, a Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná. A medida é válida por 15 dias e afeta cerca de 100 mil pessoas que transitam diariamente na via.

Os veículos que transportam mercadorias estão liberados, mas passam por controle sanitário. A medida ainda prevê outras exceções, a serem analisadas caso a caso. Podem deixar o país vizinho, por exemplo, turistas sem documento paraguaio e paraguaios em tratamento médico no Brasil. Mas, só os cidadãos do país podem entrar no Paraguai.

Com as restrições, há relatos em veículos locais de imprensa de que brasileiros que vivem no país vizinhos estão sendo obrigados a pagar propina para atravessar a fronteira. A ordem do governo paraguaio determina ainda que todos que entrarem no país, sejam nacionais ou estrangeiros, devem se manter por 14 dias em quarentena. (Informações: Notícias ao Minuto/FolhaPress)

COMPARTILHE

INTERNACIONAL: TRUMP DECLARA CORONAVÍRUS UMA EMERGÊNCIA NACIONAL

© REUTERS/Jonathan Ernst/Direitos Reservados

O presidente norte-americano, Donald Trump, declarou sexta-feira (13) uma emergência nacional devido ao rápido crescimento do coronavírus, abrindo a porta para fornecer o que ele disse ser cerca de US$ 50 bilhões em ajuda federal para combater a doença. Trump fez o anúncio em uma entrevista coletiva nos jardins da Casa Branca.

O presidente dos Estados Unidos disse que estava declarando emergência nacional para “liberar todo o poder do governo federal”. Ele fez um apelo para que todos Estados criem centros de emergência para ajudar a combater o vírus.

Trump estava sob pressão para declarar uma emergência de doenças infecciosas sob lei de 1988 que permitiria à Agência Federal de Gestão de Emergências (Fema, na sigla em inglês) fornecer fundos de desastres para governos estaduais e municipais e equipes de suporte de implantação. Esse poder raramente é usado. O ex-presidente Bill Clinton, em 2000, declarou tal emergência para o vírus do Nilo Ocidental. Informações da Agencia Brasil/Reuters

COMPARTILHE

TRUMP RECEBE BOLSONARO E DIZ QUE NÃO FARÁ PROMESSA SOBRE TARIFAS IMPOSTAS AO BRASIL

"Donald Trump e Jair Bolsonaro se encontraram nos EUA| Foto: Alan Santos"

“Donald Trump e Jair Bolsonaro se encontraram nos EUA| Foto: Alan Santos”

“O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se encontrou com o presidente Jair Bolsonaro em uma jantar na Flórida no sábado (7). Ao ser questionado por jornalistas se o bom relacionamento com Bolsonaro poderia resultar na retirada de tarifas impostas pela Casa Branca contra o Brasil sobre exportações de aço e alumínio, Trump afirmou que “a amizade é provavelmente maior agora do que no passado.” Perguntado novamente se iria abdicar dos impostos, Trump respondeu: “Eu não faço nenhuma promessa”. Além das tarifas, na pauta estava a situação na Venezuela, acordo comercial bilateral e entrada na OCDE.” Com informações do Gazeta do Povo

COMPARTILHE

KATHERINE JOHNSON, MATEMÁTICA NEGRA QUE AJUDOU A NASA A IR PARA A LUA, MORRE AOS 101 ANOS

Katherine Johnson, uma das matemáticas da Nasa retratadas no filme “Estrelas além do tempo”, morreu nesta segunda-feira (24), informou a agência espacial americana. Ela tinha 101 anos. Katherine “foi uma heroína americana e seu legado pioneiro nunca será esquecido”, escreveu o administrador da NASA Jim Bridenstine no Twitter. As grandes missões científicas são fruto do esforço combinado de grandes equipes em que todas as contribuições contam, como a de Katherine e de outras mulheres afro-americanas, cujo trabalho ficou desconhecido para o grande público durante anos, até a chegada do filme, indicado ao Oscar em 2016. No longa, ela foi interpretada por Taraji P. Henson.

Katherine foi uma das mulheres negras que formavam uma equipe no Centro de Pesquisa Langley para calcular a trajetória dos primeiros lançamentos espaciais, operações que hoje são feitas por computadores. Mas nos anos 1960 os “computadores usavam saias”, segundo suas palavras, recolhidas em vários documentos que a Nasa dedica à cientista especial em seu site na internet. Foram seus cálculos que ajudaram a missão Apolo 11 a ter sucesso e Neil Armstrong a pisar na Lua (1969), mas também os que estabeleceram a trajetória da primeira viagem ao espaço de um americano, Alan Shepard (1961).

Quando a Nasa começou a usar computadores para a missão em que John Glenn orbitou a Terra pela primeira vez (1962), Katherine foi consultada para verificar os cálculos da máquina. “Se ela diz que são bons, então estou pronto para ir”, disse o astronauta, segundo lembrou a própria Katherine. De fato, a Nasa reconhece em seu site que “não teria sido possível fazer essas coisas sem Katherine Johnson e seu amor pela matemática”.

Katherine foi uma menina curiosa e brilhante, nascida em 26 de agosto de 1918 em White Sulphur Springs (Virgínia, EUA), que aos dez anos já cursava o ensino médio. Entrou para a Universidade Estadual de West Virginia onde se graduou em Matemática e Francês com honras máximas em 1937 e aceitou um trabalho como professora em uma escola pública para negros. “Sempre estava cercada de gente que estava aprendendo coisas, eu adoro aprender. Você aprende se quiser”, afirmou. (Com informações do G1)

COMPARTILHE

TIME DE RUGBY HOMENAGEIA MENINO QUE PEDIU PARA MORRER DEVIDO A BULLYING

Time de rugby homenageia menino que pediu para morrer devido a bullying

foto: NRL/Quaden

Os jogadores do time de rugby NRL All-Stars Indígena, da Austrália, homenagearam, neste sábado (22/2), o menino Quaden Bayles, que comoveu o mundo, dias atrás, após sua mãe publicar na internet um vídeo em que ele chora e diz que preferia morrer a continuar sofrendo bullying na escola. Quanden, que tem nanismo, recebeu apoio mundial após o vídeo dele viralizar na internet. A mãe do menino, que tem 9 anos, decidiu publicar as imagens em que o filho chora e chega a pedir uma faca para se matar para mostrar os efeitos do bullying sobre as crianças.

Neste sábado, Quaden Bayles entrou em campo de mãos dadas com o capitão do time, Joel Thompson, e o estádio se comoveu. Ele estava vestindo a camisa dos jogadores e segurando a bola que foi usada no jogo. A partida foi entre o NRL All-Stars Indígena e o Maori All-Stars. A treinadora do time, Laurie Daley, afirmou que todos os atletas querem manifestar apoio e carinho ao menino. “Queremos abraçá-lo e incluí-lo em algumas de nossas atividades nas próximas 48 horas, ele e sua família, para mostrar que nos importamos e que estamos aqui para ele”, declarou.

APOIO DE CELEBRIDADES

Desde que o vídeo do menino em desespero por causa do bullying que sofre foi ao ar, muitas manifestações de apoio a ele surgiram, inclusive de celebridades, como o ator Hugh Jackman. Já o comediante Brad Williams, que também tem nanismo, iniciou uma vaquinha on-line para arrecadar US$ 10 mil para levar Quaden e a mãe dele à Disney, na Califórnia, nos Estados Unidos. (* Com informações da Agência Estado)

COMPARTILHE

CHINA ‘RECRUTA’ 100 MIL PATOS PARA DETER AVANÇO DE 400 BILHÕES DE GAFANHOTOS

China 'recruta' 100 mil patos para deter avanço de 400 bilhões de gafanhotos

foto: PX Here

A Índia enviou drones para pulverizar os gafanhotos no céu. Uganda tentou exterminá-los por terra, usando 2 mil soldados para borrifar pesticida. A China fez diferente: enviou um “exército” de 100 mil patos para combater a nuvem de 400 bilhões de gafanhotos que se aproximam do país, informou na quarta-feira, 19, a emissora estatal CGTN.

Os insetos se aproximam da China por meio da fronteira com o Paquistão. Em um vídeo postado pela CGTN é possível ver “tropas” de patos caminhando por rodovias do país. A emissora afirma que eles estão se reunindo para enfrentar uma “possível emergência”. Vizinho da China, o Paquistão enfrenta a pior infestação de gafanhotos das últimas duas décadas. O país declarou uma emergência nacional por causa dos enxames no início deste mês. Os gafanhotos do deserto, grandes herbívoros, chegaram do Irã e já danificaram algodão, trigo e outras culturas. Condições climáticas favoráveis e uma resposta tardia do governo ajudaram os insetos a atacarem as áreas de cultivo, e seu potencial para destruição em larga escala está aumentando o medo de insegurança alimentar no país.

Khusro Bakhtiar, ministro de Segurança Alimentar do Paquistão, informou que o enxame está atualmente na fronteira entre o país e a Índia. “Foram tomadas medidas contra o inseto em mais de 121 milhões de hectares e 20 mil hectares foram pulverizados”, disse ele. Nos últimos meses de 2019, enxames de gafanhotos do deserto invadiram o leste da África, devastando colheitas, dizimando pastagens e aprofundando uma crise de fome. As Nações Unidas dizem que centenas de milhões de insetos invadiram a região do Chifre da África no pior surto em um quarto de século. (Estadão Conteúdo / Com agências internacionais).

COMPARTILHE

EM 24 HORAS, NOVOS CASOS DE CORONAVÍRUS FORA DA CHINA AUMENTAM 14%

Em 24 horas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) foi notificada de 149 novos casos de coronavírus fora da China, segundo informou nesta sexta-feira, 21. O número representa um aumento de 14% em relação ao total de casos que já tinham sido identificados em outros países. A entidade disse estar preocupada com o potencial do vírus continuar se espalhando, especialmente em países com sistemas de saúde mais frágeis.

O aumento fez com que o Ministério da Saúde do Brasil ampliasse o número de países com alerta e vigilância para doenças respiratórias. A partir desta sexta-feira, além da China, serão considerados casos suspeitos o de pessoas que apresentarem sintomas e tiverem vindo do Japão, Coreia do Norte, Coreia do Sul, Cingapura, Vietnã, Camboja e Tailândia.

Segundo os dados, o caso mais alarmante verificado no último dia foi o da Coreia do Sul que praticamente dobrou o número de casos confirmados em 24 horas. O país tinha 104 casos confirmados e identificou mais 100. A situação de alerta fez com que 9 mil pessoas fossem colocadas em quarentena.

Depois da China e Coreia do Sul, o Japão é o país com o maior número de casos confirmados, já são 706 (nove foram identificados nesta sexta-feira) – incluindo os 634 que estão em quarentena em um cruzeiro. O cruzeiro foi colocado em quarentena com pouco mais de 3.700 pessoas a bordo (entre passageiros e tripulação) em 3 de fevereiro, depois que um passageiro desembarcado foi infectado com o coronavírus COVID-19.

Durante entrevista coletiva em Genebra, na Suíça, a OMS demonstrou preocupação com a situação do Irã, onde 18 casos foram confirmados em apenas dois dias, com 4 mortes. O diagnóstico de uma mulher no Líbano, que recentemente havia estado em solo iraniano, causou temores de que uma nova rede de contagio possa estar sendo formada.

“Nossa preocupação continua a ser com o potencial do vírus de se espalhar em países com sistemas de saúde mais frágeis”, ressaltou o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus. (Notícias ao minuto)

COMPARTILHE

SUCESSOR DE GENERAL IRANIANO MORTO TERÁ MESMO DESTINO SE MATAR AMERICANOS, DIZ ENVIADO DOS EUA

Foto: Reuters/TASNIM NEWS AGENCY

O sucessor do comandante iraniano morto em um ataque de drone dos Estados Unidos sofrerá o mesmo destino se seguir um caminho semelhante de matar norte-americanos, disse o representante especial dos EUA para o Irã, Brian Hook, segundo o jornal Asharq al-Awsat. Os EUA culparam Qassem Soleimani pelos ataques de milícias alinhadas ao Irã contra forças norte-americanas na região. O presidente dos EUA, Donald Trump, ordenou o ataque com drone no dia 3 de janeiro no Iraque após uma escalada iniciada em dezembro com ataques com mísseis que mataram um norte-americano, que, segundo Washington, foi realizado por uma milícia alinhada ao Irã no Iraque.

O Irã respondeu ao assassinato de Soleimani lançando mísseis contra alvos dos EUA no Iraque em 8 de janeiro, sem causar a morte de nenhum soldado dos EUA. Após a morte de Soleimani, Teerã rapidamente nomeou Esmail Ghaani como novo chefe da Força Quds, uma unidade de elite da Guarda Revolucionária que lida com ações no exterior. Ghaani prometeu seguir o caminho de Soleimani. “Se (Esmail) Ghaani seguir o mesmo caminho de matar americanos, ele encontrará o mesmo destino”, disse o enviado dos EUA Brian Hook ao jornal em língua árabe Asharq al-Awsat.

Ele declarou na entrevista em Davos que Trump há muito tempo deixou claro “que qualquer ataque aos interesses americanos ou contra americanos teria uma resposta decisiva”. “Esta não é uma ameaça nova. O presidente sempre disse que sempre responderá decisivamente para proteger os interesses americanos”, disse Hook. “Acho que o regime iraniano entende agora que eles não podem atacar os Estados Unidos e se safar”. Após sua nomeação, Ghaani afirmou que “continuaria neste caminho luminoso” adotado por Soleimani e que o objetivo era expulsar as forças dos EUA da região, política há muito tempo declarada do Irã.

O comandante aeroespacial da Guarda Revolucionária disse que quatro bases militares dos EUA na região foram usadas para implantar aeronaves e drones que desempenharam um papel no ataque de 3 de janeiro que matou Soleimani, incluindo duas bases no Iraque e outra no Kuweit. “A maioria dos drones” decolou do Kuweit, disse Amirali Hajizadeh, chefe da unidade aeroespacial da Guarda, à televisão estatal, embora ele não tenha dito se um drone do Kuweit foi o responsável pelo ataque a Soleimani. As tensões entre Washington e Teerã têm aumentado desde que Trump se retirou do acordo nuclear do Irã com as potências mundiais em 2018 e impôs novas duras sanções que atingiram a economia iraniana. (Reportagem de Nafisa Eltahir e Parisa Hafezi / MSN)

COMPARTILHE

Homem rouba banco e joga dinheiro nas ruas dizendo ‘feliz Natal’

 

Colorado Springs Police Department / Handout via REUTERS

Se Papai Noel não existe, ao menos um homem tentou ser um por um dia. Não da maneira mais correta possível. David Wayne Oliver, de 65 anos, um homem de barba branca, roubou um banco nos EUA dois dias antes do Natal e começou a distribuir todo o dinheiro pelas ruas do Colorado Springs, desejando a todos um “feliz Natal”. Em comunicado, a polícia norte-americana confirmou que um “homem branco idoso” roubou o Academy Bank, depois de ameaçar os funcionários com uma arma não identificada e sair com uma quantia indeterminada de dinheiro na segunda-feira ao meio-dia.

À rede local KKTV 11 News, a testemunha do caso Dion Pascale afirmou: “Ele começou a tirar dinheiro da sacola e jogá-lo e disse ‘Feliz Natal’!”. O homem foi preso sem incidentes em um Starbucks próximo após o evento, confirmou o departamento de polícia do Colorado. Os agentes também disseram à imprensa local que não havia indicação de que o homem estava armado no momento de sua prisão.

COMPARTILHE

MULHER FICA COM CABEÇA PRESA EM PORTÃO APÓS TENTAR ESPIAR CASA DA VIZINHA

Foto: Reprodução

Uma mulher ficou com a cabeça presa, por cinco horas, em um portão após tentar espiar a casa da vizinha. O fato aconteceu na cidade de La Virginia, na Colômbia. A mulher só conseguiu se soltar após a chegada do Corpo de Bombeiros. Segundo a Radio La Roca FM 103.9 no Facebook, a mulher introduziu a sua cabeça para observar se a sua vizinha se encontrava ao interior de sua casa. O nome da colombiana não foi divulgado.

COMPARTILHE

PAI PRENDE FILHA DE 3 ANOS EM CADEIRINHA E TOCA FOGO NO VEÍCULO

Martin disputava a guarda de Zoey com a ex-mulher (Foto: Reprodução)

Martin disputava a guarda de Zoey com a ex-mulher | Foto: Reprodução

A morte de uma menina de 3 anos pelo próprio pai, em Nova York, chocou os Estados Unidos pelo nível de crueldade da ação. Segundo as autoridades locais, o pai colocou a filha dentro do carro, a prendeu na cadeirinha, trancou e ateou fogo no veículo. A polícia afirmou que Martin Pereira estava em uma disputa judicial com a ex-mulher pela guarda de Zoey Pereira, que chegou a ser socorrida imediatamente, mas não resistiu às queimaduras. A morte foi confirmada no hospital. Testemunhas contaram que o pai jogou gasolina e colocou um vasilhame com mais líquido inflamável no banco de trás, onde estava a criança. A polícia ainda investiga se ele também tentou se matar. Isso porque, uma das testemunhas viu o suspeito sair em chamas do carro e o ajudou com um cobertor. Nessa hora, os bombeiros chegaram e o suspeito conseguiu fugir. Martin foi encontrado em um parque só de cuecas tentando encontrar água para diminuir a dor. Em seguida, também foi encaminhado ao hospital. De acordo com o New York Post, ele foi preso e está sob custódia da polícia enquanto se recupera. “Ele matou um bebê. Queimou ela viva. Isso não é um ser humano, é um animal. Covarde”, disse uma tia da menina à publicação.

COMPARTILHE

GUAIDÓ CONVOCA NOVAS MANIFESTAÇÕES CONTRA MADURO

Foto : Cristian Hernández/AFP

Foto : Cristian Hernández/AFP

O autoproclamado presidente interino Juan Guaidó postou logo cedo nesta quarta-feira (1º) uma mensagem no Twitter instando os opositores de Nicolás Maduro a saírem às ruas novamente na Venezuela no Dia do Trabalhador. “Seguimos com mais força que nunca”, diz. A tentativa de novas mobilizações vem na sequência de um dia de distúrbios na Venezuela, em especial na capital Caracas, onde Guaidó tentou liderar um levante militar. Na última terça-feira (30), o presidente autoproclamado apareceu com outro líder oposicionista, Leopoldo López, que estava em prisão domiciliar, e um grupo de soldados desertores, perto da base aérea La Carlota, considerada estratégica para a Venezuela, nas primeiras horas da manhã. O líder oposicionista afirmava que conquistou o apoio dos militares venezuelanos, o que o regime chavista rechaçou. Houve confronto, e dezenas de pessoas ficaram feridas — a imprensa local cita 57. No fim do dia, Maduro afirmou que os militares que apoiaram Guaidó foram pagos pela oposição. O chavista ainda negou que tenha perdido respaldo das Forças Armadas e o controle da base de La Carlota.

COMPARTILHE

Pai sofre infarto e morre 3 meses após acidente de Sala

Foto: Facebook

O pai do ex-jogador Emiliano Sala, Horácio Sala, morreu na na madrugada desta sexta-feira, em Progresso, Santa Fé, na Argentina, vítima de um ataque cardíaco fulminante. O argentino falece três meses depois de seu filho também morrer em um acidente de avião. Segundo o canal de TV argentino C5N, Horacio chegou a receber atendimento, mas quando os médicos chegaram em sua casa já era tarde demais. A informação foi confirmada por Daniel Ribero, presidente do San Martín de Progreso, clube de futebol da cidade. O prefeito de Progreso, Jorge Müller, também confirmou. “Esta madrugada, ele sentiu uma dor no peito. Chamaram o médico, mas, quando chegou, o Horacio já tinha falecido. Tinha estado com ele durante a semana. Cruzei com ele na rua e passamos meia hora falando do cultivo da soja, do caminhão… Eu o notava melhor, com vontade de fala”, disse o presidente O acidente de Emiliano Sala impactou o mundo do futebol. O jogador ficou desaparecido e as buscas pelo seu corpo chegaram a ser financiadas por atletas em atividade. A última aparição pública de seu pai foi quando o corpo do atacante foi encontrado. Na ocasião, Horácio disse estar tendo “um sonho ruim” e que estava “desesperado”. (Conteúdo: Lance)

COMPARTILHE

ATENTADOS EM IGREJAS E HOTÉIS DE LUXO DEIXAM AO MENOS 207 MORTOS NO SRI LANKA

ATENTADOS EM IGREJAS E HOTÉIS DE LUXO DEIXAM AO MENOS 207 MORTOS NO SRI LANKA

Foto: Reprodução

Igrejas e hotéis de luxo no Sri Lanka foram alvos de série de explosões que resultaram na morte de 207 pessoas neste domingo (21). Pelo menos outras 450 pessoas ficaram feridas com os ataques. O Sri Lanka, uma ilha no oceano Índico, sofreu com décadas de uma guerra civil que terminou em 2009. Desde então, sofre com instabilidade política e ataques esporádicos. A responsabilidade pelos atentados ainda não foi assumida, mas a polícia local afirma que eles parecem ter sido coordenados para acontecer simultaneamente. Segundo investigadores, há evidências de que eles podem ter sido ataques suicidas. De acordo com o jornal Folha de S.Paulo, o governo do Sri Lanka decretou um toque de recolher e também bloqueou acesso a redes sociais e aplicativos de mensagens, como Facebook e WhatsApp, com a intenção de evitar o surgimento de boatos. O papa Francisco condenou os atentados. “Gostaria de expressar minha proximidade afetuosa à comunidade cristã, atacada enquanto se reunia para orar, e a todas as vítimas dessa violência cruel”, disse o pontífice, que visitou o Sri Lanka em 2015. A explosão mais violenta aconteceu na igreja de St. Sebastian, em Negombo, uma cidade ao norte da capital, onde 50 pessoas morreram.  As explosões aconteceram por volta das 8h45 (2h30, no horário de Brasília) durante a missa da celebração católica. Em Colombo, na capital do Sri Lanka, foram atacados três hotéis (Shangri-La Colombo, Kingsbury Hotel e Cinnamon Grand Colombo) e a igreja de Santo Antônio.  Outra explosão aconteceu também em uma igreja na província oriental de Batticaloa. “Nosso povo está empenhado em evacuar as vítimas”, disse o porta-voz da polícia. No Twitter, o presidente do Brasil, Jair Bosonaro, também se pronunciou. “Mesmo neste dia sagrado, o extremismo deixa rastros de morte e dor. Em nome dos brasileiros, condeno os ataques que deixaram centenas de vítimas no Sri Lanka, inclusive em igrejas, onde se celebrava a Ressurreição de Cristo. Que Deus possa confortar os que agora sofrem!”, escreveu.

COMPARTILHE

GUAIDÓ CONVOCA VENEZUELA PARA ‘MAIOR MARCHA DA HISTÓRIA’ CONTRA MADURO

Foto : Marcelo Camargo/Agência Brasil

Foto : Marcelo Camargo/Agência Brasil

O autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, convocou hoje (19) uma grande marcha para o dia 1º de maio como parte das ações para pressionar o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, a deixar o poder. O líder opositor foi reconhecido por dezenas de países que rejeitaram a reeleição do presidente Nicolás Maduro em uma votação questionada em 2018. “Convocamos todo o povo para a maior marcha já vista na história da Venezuela, exigindo o fim da usurpação, que se termine essa tragédia”, disse Guaidó. “Os pontos de concentração para a marcha serão onde se juramentaram os comitês de ajuda e liberdade”.

COMPARTILHE

EX-PRESIDENTE DO PERU COMETE SUICÍDIO PARA EVITAR SER PRESO

Foto: Guadalupe Pardo / Reuters

Alan García, ex-presidente do Peru, cometeu suicídio na manhã desta quarta-feira, 17, com um tiro na cabeça quando policiais chegaram em sua residência, na capital do país, para prendê-lo por conexões com uma investigação sobre suborno no caso relacionado à construtora brasileira Odebrecht, informou seu advogado. Ele chegou a ser levado para um hospital onde passou por cirurgia, mas não resistiu e morreu.  “Esta manhã aconteceu este acidente lamentável: o presidente tomou a decisão de atirar”, disse Erasmo Reyna na entrada do Hospital de Emergências Casimiro Ulloa, em Lima. O hospital indicou que García, de 69 anos, tem “um ferimento de bala na cabeça” e está sendo operado. A informação de que o ex-presidente – que comandou o Peru de 1985 a 1990 e de 2006 a 2011 – havia tentado tirar a própria vida foi divulgada mais cedo por fontes policiais que pediram para não ser identificadas. O hospital no qual ele estava internado confirmou a morte por volta das 12h30 (horário de Brasília).  Imagens de emissoras locais de TV mostraram o filho do ex-presidente e apoiadores chegando ao hospital. A polícia fez um cordão de isolamento para garantir a segurança no local. Momentos antes, em comunicado, o Ministério da Saúde peruano informou que o ex-presidente tem um “impacto de bala na cabeça, com entrada e saída” e seu estado de saúde “é delicado e o prognóstico reservado”. Já o diretor do hospital Casimiro Ulloa, Enrique Gutiérrez, afirmou que o ex-mandatário ingressou na unidade de saúde às 7h17 (9h17, em Brasília) e foi levado direto para a sala de cirurgia. “Em três oportunidades, teve paradas cardiorrespiratórias. Eles ainda passa por intervenção médica.” Ele acabou não resistindo. (Conteúdo: Terra / Estadão)

COMPARTILHE

Sobe para 557 o número de mortos por ciclone no sul da África

Foto: Siphiwe Sibeko/Reuters

Foto: Siphiwe Sibeko/Reuters

O ciclone que devastou Moçambique e depois o Zimbábue deixou até o momento 557 mortos, além de provocar inundações, destruir estradas e cortar comunicações no Malauí, afetando pelo menos 1,7 milhão de pessoas. De acordo com a Cruz Vermelha, a cidade portuária de Beira sofreu danos maciços com o rompimento de uma barragem, o que piorou ainda mais a situação.

Os moradores sofrem com escassez de alimentos, água e outros itens essenciais. O ministro da Terra e do Meio Ambiente, Celso Correia, disse ontem (22) que cerca de 15 mil pessoas estão desaparecidas em Moçambique. Há temor de que o número de mortos ainda possa crescer significativamente.

COMPARTILHE

Motorista ateia fogo em ônibus com 51 crianças na Itália

Suspeito é de origem senegalense; autoridades consideram ato ataque terrorista

Autoridades consideram o ato como ataque terrorista || Foto: Reprodução

Um ônibus que levava 51 crianças em uma excursão nos arredores de Milão, na Itália, foi sequestrado e incendiado pelo próprio motorista.. O incidente aconteceu na tarde desta quarta-feira, 20 e é tratado como terrorismo pelas autoridades italianas. Jornais italianos divulgaram a identidade do suspeito. Ousseynou Sy tem 47 anos e é de origem senegalesa. Ele saiu da rota programada e fez as crianças reféns antes de atear fogo no veículo. O ato foi um aparente protesto contra o tratamento de migrantes que vêm da África no Mar Mediterrâneo, segundo autoridades italianas.

Todas as crianças, que estudavam na mesma escola (Valiati di Crema) saíram ilesas. O porta-voz da Polícia de Milão, Marco Palmieri, disse que Ousseynou gritou “Parem com as mortes no mar, vou fazer um massacre”. Segundo a polícia, ele já havia sido condenado por abuso sexual e por dirigir alcoolizado. Os pais de uma das crianças, que conseguiram contato telefônico, chamaram a polícia. Os estudantes precisaram ser retirados pelas janelas do ônibus. As vítimas foram levadas a um hospital da região mas estão estáveis. Com informações da Jovem Pan

COMPARTILHE

Maduro acusa Trump e Bolsonaro de “apologia à guerra”

Foto: Reuters / BBC News Brasil

O governo de Nicolás Maduro “rejeitou fortemente” as “perigosas declarações” do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e seu homólogo brasileiro, Jair Bolsonaro, e acusou os dois líderes de fazerem “apologia da guerra”. Em comunicado divulgado pelo Ministério das Relações Exteriores nesta quarta-feira (20), Caracas criticou a postura de Trump e Bolsonaro após ambos reafirmarem que “todas as opções continuam na mesa” para resolver a crise política e institucional no país latino. Para o regime de Maduro, os dois presidentes representam as ideias mais retrógradas para os povos dos dois países e são uma ameaça à paz e à segurança internacional.

“Nenhuma aliança neofascista vai conseguir derrubar a vontade independente e soberana do povo venezuelano e nem terá sucesso ao semear estratégias de ódio e belicistas entre os países do continente”, acrescenta o texto. Ontem (19), durante o primeiro encontro entre os dois líderes, Bolsonaro não descartou a hipótese de permitir a entrada no país de tropas dos Estados Unidos para uma eventual ação militar na Venezuela. Trump, por sua vez, reiterou que “todas as opções estão abertas” e que ainda pode aplicar sanções mais duras antes de tentar uma alternativa militar. Informações: Terra

COMPARTILHE