Gongogi







DOIS MORTOS EM CONFRONTO COM A RONDESP SUL NA CIDADE DE GONGOGI

Rondesp Sul I Foto: Jackson Cristiano

Rondesp Sul I Foto: Jackson Cristiano

Dois suspeitos de tráfico morreram em confronto com a Rondesp Sul na manhã desta segunda-feira (18), na cidade de Gongogi. Os homens foram identificados como sendo João Vitor Carneiro, vulgo “Pão de Sal” e Adenilson Santana dos Santos, vulgo “Pinga”. Ambos estavam armados e receberam a polícia a tiros. Os elementos foram socorridos ao Hospital Municipal de Gongogi, mas não resistiram. Os corpos foram encaminhados para o DPT da cidade de Ilhéus. (Redação: Jackson Cristiano/Ubaitaba Urgente)

COMPARTILHE

GONGOGI: DAVIDSON MAGALHÃES ENTREGA APARELHO DE RAIO-X E DESTACA AÇÕES NO ANIVERSÁRIO DE 56 ANOS DO MUNICÍPIO

Davidson entrega aparelho de Raio-X para o município de Gongogi

Davidson entrega aparelho de Raio-X para o município de Gongogi.

O deputado federal Davidson Magalhães entregou, na última quinta-feira (12), um aparelho de Raio-X ao prefeito de Gongogi, Kaçulo, durante as comemorações do aniversário de 56 anos de emancipação política do município. “Estamos entregando esse equipamento, evitando que as pessoas saiam daqui para outros locais em busca de uma radiografia – procedimento médico básico, mas importante para a saúde da população”, comunicou o parlamentar.

Davidson ainda destacou outras conquistas para o desenvolvimento local. “Fiz questão de estar aqui, estou lutando em Brasília contra a Reforma da Previdência, que se aprovada quebra os pequenos municípios. Também entregamos uma ambulância, trouxemos o PELC, com atividades de esporte e lazer. Colocamos mais de um milhão em emendas para Saúde e Urbanização, estamos providenciando a iluminação da entrada da cidade, vamos continuar trabalhando para a prosperidade de Gongogi”, enfatizou.

O deputado federal ainda participou de um missa celebrada pelo padre Genário Medrado, na paróquia de Sant’Ana. Davidson parabenizou a todos os munícipes e agradeceu a parceira de representantes locais. “Quero saudar o povo de Gongogi, o prefeito Kaçulo, os vereadores Neto, Betão, Toi, Wilson, Josimar, Nena e Nego, também todos os secretários”, concluiu.

COMPARTILHE

Prefeitura de Gongogi abre Licitação para contratação de agência de publicidade

Prefeitura Municipal de Gongogi I Foto: Reprodução

O Diário Oficial do Município de Gongogi, divulgou na terça-feira (27/2) um edital de Licitação Pregão Presencial para contratação de empresa para a veiculação dos serviços de comunicação e divulgação das ações do Governo Municipal. A abertura para receber as propostas está marcada para o dia 09 de março, às 13h, no prédio da Prefeitura Municipal. (Redação: Prefeitos da Bahia)

COMPARTILHE

Davidson Magalhães destaca ações importantes durante lançamento do Pelc em Gongogi

Foto: Divulgação

O deputado federal Davidson Magalhães destacou, na última sexta-feira (2), durante lançamento do Programa de Esporte e Lazer da Cidade (Pelc), em Gongogi, ações importantes de seu mandato para o município. “Já entregamos uma ambulância, vamos fazer a reforma do estádio, colocamos uma emenda, para este ano, em obras e na saúde”, enfatizou. O parlamentar também anunciou a liberação do Luz para Todos na região rural de Esquina. Durante o evento no Centro Cultural, Davidson ainda destacou a importância do Pelc, principalmente para os mais jovens e idosos. “Esse projeto também tem sido um sucesso para pessoas da terceira idade que podem fazer o exercício. Uma das formas de evitar a doença é ter uma vida não sedentária. Um programa permanente para a saúde e de graça é muito importante para todos”, disse o deputado. O prefeito Kaçulo definiu “hoje é mais um momento de alegria e felicidade”. Para o vereador Betão essa é uma conquista importante para o município. “Gongogi foi contemplada com esse projeto maravilhoso, com 400 beneficiários, públicos infantil, juvenil e adulto. Temos seis monitores capacitados para dar aulas. Através do esporte a gente interage e socializa as pessoas”, destacou. O núcleo 45 do Pelc conta com as modalidades esportivas: futsal, recreação, dança, ginástica e vôlei. De acordo com o coordenador Alex Batista “com o término do período de férias, as pessoas estão participando mais ativamente do programa. Temos pessoas vinculadas ao CRAS e outros programas sociais do município. As crianças frequentam as atividades em horário oposto ao da escola. Ainda temos vagas para interessados”. Entre os presentes durante o evento estavam também o vereador Nena de Tapimara; o ex-prefeito Milton; o ex-vice-prefeito Reis; além de secretários e secretárias municipais.

COMPARTILHE

Jovem de 17 anos é encontrado morto no Trevo de Gongogi

Foto: Reprodução/Ubatã Noticias

Um menor de 17 anos identificado como Marcos Souza Matos foi assassinado com um tiro na cabeça às margens da BR-330, próximo ao trevo que dá acesso ao município de Gongogi, à cerca de 3 km de Ubatã. Segundo informações da Polícia Militar, o corpo do jovem foi encontrado por populares por volta das 11h:40 deste domingo (4). A PM foi acionada e confirmou a informação. O corpo do menor foi encontrado com perfurações visíveis no braço e na cabeça, provavelmente causadas por arma de fogo. Segundo informou populares à Polícia, o jovem era envolvido com o tráfico de drogas e residia no município de Gongogi. Ainda não há informações sobre o provável horário da execução e tampouco os autores do crime. A Polícia Civil investigará o caso. *Informações do Ubatã Notícias

COMPARTILHE

Menina de 05 anos morre após caminhonete capotar na região de Gongogi

Foto: Reprodução

Uma criança de 5 anos morreu em um acidente na BR-030, registrado no final da tarde dessa terça-feira (13), na divisa entre os municípios de Gongogi e Aurelino Leal. De acordo com informações de testemunhas, a vítima estava na carroceria da caminhonete modelo Toyota Bandeirante, placa final 3399. O condutor do veículo teria perdido o controle da direção após uma curva. Moradores da localidade afirmaram que ele estava dirigindo em alta velocidade. A caminhonete saiu da estrada e capotou numa ribanceira de mais quatro metros de altura. A menina identificada como Sara Rocha dos Santos, chegou a ser socorrida para o Hospital de Gongogi, mas não resistiu e faleceu. A mãe dela e outros ocupantes do veículo ficaram feridos e foram socorridos para hospitais em Gongogi e Ubatã. Não foi informado o estado de saúde dos feridos. As causas do acidente serão investigadas. Com informações do Giro Ipiaú

COMPARTILHE

Homem é morto a facadas e pauladas em Gongogi

Foto: Reprodução/Giro em Ipiaú

Um homem conhecido pelos apelidos de “Sapucaia” e “Jal” foi morto a facadas e a pauladas na madrugada desse sábado (27), no povoado de Tapirama, distante de Ipiaú, cerca de 15 km. A área é pertencente ao município de Gongogi. Segundo informou um morador ao GIRO, a vítima foi morta por volta da meia noite e meia. O autor do homicídio, conhecido pelo apelido de “Pé no Chão”, foi detido em seguida por populares que o amarraram até que a Polícia Militar de Gongogi chegasse ao local. Até às 09h da manhã, o Departamento de Polícia Técnica de Ilhéus ainda não tinha removido o corpo. A motivação do homicídio ainda não foi esclarecida. Ainda conforme os moradores, Sapucaia era considerada uma pessoa querida pela comunidade local. O autor e vítima tinham uma ligação de amizade e sempre eram vistos bebendo juntos, segundo informou um dos habitantes de Tapirama. O caso será investigado pela delegacia do município de Gongogi. Com informações do Giro Ipiaú

COMPARTILHE

Escola de Gongogi é alvo de suposta tentativa de incêndio

Foto: Reprodução

Funcionários da Escola Municipal Clemente Mariani, localizada na Rua Castro Alves, centro de Gongogi, foram surpreendidos na manhã desta quinta-feira (25) ao chegarem à Unidade Escolar, isso porque uma das portas da Unidade Escolar tinha marcas de fogo. Os servidores ainda relataram que encontraram um pouco de querosene ao lado da porta, o que levanta a hipótese de que a tentativa de incêndio possa ter sido criminosa. Segundo um professor ouvido da Unidade Escolar, a Direção da Clemente Mariani prestará queixa do ocorrido na Polícia Civil, que será responsável por conduzir as investigações. Com informações do Ubatã Notícias

COMPARTILHE

Juiz de Ubaitaba recebe membros do Comitê Popular de Gongogi

O Comitê Popular de Olho nas Contas Públicas protocolou junto à Justiça baiana, na Comarca de Ubaitaba, nesta terça-feira (23), um documento requerendo celeridade nos processos judiciais ajuizados por funcionários contra o município de Gongogi, por causa dos atrasos salariais e suspensão de direitos estatutários. A coordenação do Comitê formada por integrantes da APLB/Sindicato, SSPG e ACS/Endemias, acompanhados do vereador Adriano Mendonça, foram recebidos pelo Juiz de Direito, Dr. Pedro Godinho, que disse que seriam tomadas as medidas necessárias. Segundo os líderes sindicais, foram ajuizadas em 2017, quase 100 ações contra o município de Gongogi para coibir as violações dos direitos trabalhistas cometidas pelo atual gestor Edvaldo dos Santos, o Kaçulo. “Reconhecemos que a quantidade de processos é enorme na Comarca de Ubaitaba e é desumano para um só juiz, mas a fome não espera, pois servidores estão sem salários ou com direitos cortados. Acreditamos que os problemas serão resolvidos quando reivindicamos no coletivo”, disse Jones da Silva, presidente do Sindicato de Servidores Públicos de Gongogi. O Comitê marcará uma audiência com o Ministério Público do Estado da Bahia, para pedir a tutela estatal no sentido de evitar o abuso de poder praticado pela administração pública municipal. (Por Eudes Siqueira/Portal Gongogi)

COMPARTILHE

Davidson Magalhães entrega ambulância ao prefeito de Gongogi

O deputado federal Davidson Magalhães (PCdoB) entregou, na tarde da última sexta-feira (19), uma ambulância para o município de Gongogi. O equipamento entregue é resultado de articulação do parlamentar junto ao Governo do Estado.  Na ocasião, Davidson e o governador Rui Costa entregaram as chaves do veículo ao prefeito Kaçulo. O vereador Betão também estava presente. Para o deputado federal, ações como esta melhoram o atendimento de saúde, ajudando a salvar vidas, especialmente em municípios menores. “Entregamos hoje uma ambulância para Gongogi, mas continuamos na luta para contemplar a localidade em outras áreas “, garante Davidson.

COMPARTILHE

Entidades de Gongogi criam Comitê popular para fiscalizar contas públicas

Foto: Reprodução/Portal Gongogi

Preocupados com o desenvolvimento do município de Gongogi, entidades reuniram-se neste sábado (6/1), na sede da APLB/Sindicato, com o objetivo de criar um Comitê fiscalizador para acompanhar as contas públicas do município. Participaram da formação do grupo fiscalizador, a APLB/Sindicato, SSPG, ACAPEB, Portal Gongogi, Rádio Web Gongogi e os Conselhos Municipais do FUNDEB, EDUCAÇÃO e CULTURA. Segundo os membros do comitê, o acompanhamento da aplicação das verbas públicas do município é uma forma de exercer a cidadania, ajudar no desenvolvimento da cidade, garantir o fortalecimento dos Conselhos Municipais e atuar junto aos órgãos competentes, a exemplo do Ministério Público (MP). Segundo o blog local, Portal Gongogi, a iniciativa não é tão nova assim, pois foi criada em Gongogi, no ano de 2001, formada por um coletivo de entidades que participavam da campanha “Quem não deve não teme” e tinha assessoria da FASE e do CEAS. O Comitê Popular de Olho nas Contas Públicas, pretende promover cursos, workshops, palestras sobre controle social de contas públicas, licitações e contratos administrativos com o objetivo de participar ativamente da administração publicas apontando os erros e acertos e contribuindo com propostas alternativas, sendo uma ferramenta para reforçar o cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal.

COMPARTILHE

Prefeitura de Gongogi ainda não pagou o 13º da maioria dos servidores públicos

Foto: Reprodução

A Prefeitura de Gongogi, sob a gestão Edvaldo Santos (PR), o Kaçulo, ainda não pagou o 13º salário da maior parte dos servidores públicos municipais. Há inclusive, diversos registros de servidores que receberam o benefício ‘depenado’. Até o momento só registros do pagamento do 13º – ‘retalhado’ – aos profissionais da educação. Aos servidores concursados, a gestão municipal não quitou ainda o salário de dezembro e deve novembro e dezembro aos servidores contratados. “Estamos vivendo um caos administrativo e sofrendo com atrasos salariais e ausência de serviços públicos importantes”, resumiu um professor ao Ubatã Notícias. Segundo apurou o blog Ubatã Notícias, a gestão Kaçulo torrou 74% da receita corrente líquida do município com pagamento de pessoal em 2017 quando o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) limita este tipo de despesa a 54%. Por ora, servidores aguardam o capilé cair na conta. 

COMPARTILHE

Adolescente de 12 anos morre afogada no Rio Gongogi

Foto: Reprodução

Uma adolescente identificada como Kimberly Histefanne da Silva Correia, de 12 anos, morreu afogada por volta das 13h desta segunda-feira (1º) no Rio Gongogi, num local conhecido como ‘Cabana Grande’. Segundo informações da Polícia Militar, Kimberly estava no rio acompanhada de familiares quando eles sentiram falta da vítima. Minutos depois ela foi encontrada boiando. A adolescente foi levada ao Hospital de Gongogi, mas já chegou à Unidade Hospitalar sem os sinais vitais. Ainda de acordo com a PM, a menor é natural de São Paulo e estava em Gongogi visitando familiares. Não há informações sobre velório e sepultamento. Com informações são do Ubatã Notícias

COMPARTILHE

Sem salários no Natal e no Revelion, prefeito de Gongogi deixa servidores na via-crúcis do desespero

Foto: Reprodução/Portal Gongogi

Os servidores públicos do setor de educação do município de Gongogi, apresentaram nova denúncia ao Portal Gongogi alegando não ter recebido o 13º Salário e o mês de dezembro e não compreende a atitude do prefeito Kaçulo (PR), uma vez que todos as prefeituras da região estão quites com as suas obrigações salariais, segundo as notícias. Em entrevista ao blog, o Secretário de Finanças, Binho Reis, afirmou que o problema estaria resolvido antes de findar o ano, todavia, no limiar do réveillon os funcionários continuam com os bolsos vazios na caminhada de uma verdadeira via-crúcis. Indignados a categoria foi às ruas e recebeu promessa do pagamento. Uma professora revoltada expressou:  “Quando eu digo em matéria de pagamento não dá pra acreditar em nada (…)”. Acusando ainda a gestão de promover desmandos, professores se perguntam porque o prefeito não justificou a ausência do pagamento no prazo, sendo que tinha dinheiro em conta desde o dia 26/12. “Vocês estão nos testando? Não façam isso vocês viram a última vez, e a próxima manifestação, meu amigo, vai abalar Gongogi, não somos palhaços. Respeito é para todos”, desabafa outra professora nas redes sociais. Representantes da APLB/Sindicato reafirmaram que iriam tentando novos diálogos com o prefeito municipal.

COMPARTILHE

Esposa de Servidor da Justiça sofre acidente automobilístico em Gongogi

Foto: Reprodução/Portal Gongogi

De acordo com o blog Portal Gongogi, a professora Juciara Perminio, esposa do servidor da justiça, José Jorge, sofreu um acidente de carro na manhã desta quarta-feira (13/12), por volta das 07h, quando trafegava na Rua 12 de Abril, centro de Gongogi. Juciara colidiu o veículo Ágile de placa policial OUG 2956, contra uma residência e uma garagem e em seguida o carro virou. A vítima sofreu ferimentos leves e foi encaminhada para o hospital da cidade. (Redação: Jackson Cristiano/Ubaitaba Urgente)

COMPARTILHE

Corpo encontrado em Piabanha já foi identificado; vítima morava em Gongogi

O corpo encontrado na manhã desta quarta-feira ( 29/11), na região de Piabanha, município de Maraú (relembre aqui), foi identificado a poucos instantes como sendo Élisson Oliveira Cardoso, 17, vulgo Bê. Segundo informações da Polícia Civil, o menor era envolvido com o mundo da criminalidade e morava na cidade de Gongogi. A PC de Maraú vai investigar o crime.(Redação: Jackson Cristiano / Ubaitaba Urgente)

COMPARTILHE

Prefeito de Gongogi atrasa salários de servidores contratados

Edvaldo Santos (PR) I Foto: reprodução

A gestão do prefeito Edvaldo Santos (PR), o Kaçulo, vem sem alvo de críticas por parte dos servidores municipais, principalmente dos servidores contratados, que vem sendo castigados com atrasos no pagamento dos salários. Os atrasos, em algumas categorias possuem dois meses, são registradas nas pastas de educação, saúde, infraestrutura. A comunidade reclama que o gestor ‘inflou’ a folha de pagamento com servidores contratados e tem tido dificuldade até mesmo para pagar os vencimentos dos profissionais concursados da educação, exemplo disso é que os salários de outubro só foram pagos no dia 08 de novembro após pressão da APLB. “Falta rumo ao governo”, disse um professor ao blog Ubatã Notícias. Em tempo, Kaçulo substituiu a gestão desastrosa do ex-prefeito Sapão, mas até o momento a sua gestão não conseguiu emplacar em Gongogi.

COMPARTILHE

Prefeito de Gongogi se recusa a dialogar com servidores e tranca a porta da prefeitura; assista

Kaçulo (PR) I Foto: Reprodução

Sem receber os salários de dezembro de 2016, os profissionais da educação de Gongogi fizeram ato para chamar a atenção da população nesta quinta-feira (9/11). Uma assembléia da APLB/Sindicato foi realizada no período da manhã como uma tentativa de negociação com o prefeito municipal Kaçulo (PR), que não compareceu. Sem saída, após a reunião da categoria, os servidores públicos do setor educacional do município saíram em caminhada em direção à prefeitura da cidade, onde pressionaram para que um canal de diálogo e negociação com o prefeito Kaçulo fosse aberto, mas surpreendentemente, os manifestantes encontraram a sede administrativa da prefeitura municipal fechada com um aviso “Trabalho Interno”, sem nenhuma comunicação prévia, embora às quintas-feiras são reservadas para o atendimento ao público e foram proibidos de conversar com o gestor. Segundo a direção da APLB/Sindicato, o movimento é legítimo para toda a categoria, porque além da luta incansável pelo pagamento do salário de dezembro de 2016, que o prefeito anterior deixou depositado, embora foi criada uma comissão especial para apuração do implemento de condições para liquidação das despesas e até o presente momento não foi apresentado o relatório final da auditoria. Segundo o blog local Portal Gongogi, nesta sexta-feira (10/11), não haverá aula em nenhuma escola, porque todos os trabalhadores da educação municipal estarão em atividades na paralisação nacional contra a reforma trabalhista, a partir das 08:30 h da manhã e haverá concentração em frente ao prédio da prefeitura.

COMPARTILHE

Delegado Adelino Loyola palestrou no Colégio Estadual de Gongogi

O delegado substituto de Gongogi, Drº Adelino Loyola, palestrou no Colégio Estadual de Gongogi, José Araújo Pereira, sobre o tema: violência e repercussão das drogas na atualidade. O evento aconteceu na tarde desta terça-feira (24/10), e contou com a participação de alunos e pais, como também do corpo diretivo e professores, rendendo uma interação da comunidade escolar que compareceu em massa ao evento.

“Agradeço o convite e a participação de todos no evento. Momentos como esse fortalecem a interação entre a Polícia Civil e a comunidade cumprindo o papel de informar”, disse Loyola. O evento foi uma ação do Programa Saúde na Escola (PSE), um programa intersetorial que une Saúde e Educação. (Redação: Jackson Cristiano/Ubaitaba Urgente)

COMPARTILHE

Clima esquenta na política de Gongogi após prefeito gravar áudio para adversários

Kaçulo (PR) I Foto: Reprodução/Ubatã Realidade

O clima esquentou na política da cidade de Gongogi após o prefeito Kaçulo (PR), gravar um áudio com ameaças e ofensas pessoais contra desafetos políticos e espalhar nas redes sociais. Na cidade não se fala em outra coisa. Segundo comentários, o áudio caiu como uma bomba na região. No áudio o prefeito de Gongogi usa palavras de ‘baixo calão’ para ofender desafetos. Segundo informações de um vereador que pertence à base do prefeito, o áudio foi gravado na última sexta-feira (21/10), como forma de desabafo. Na gravação, o prefeito Kaçulo ainda faz acusações e ameaças contra algumas pessoas. (Redação: Jackson Cristiano/Ubaitaba Urgente)

COMPARTILHE

Gongogi: Funcionários protestam contra atraso do pagamento de três meses de salário

Kaçulo (PR) I Foto: Reprodução

Os últimos dias foram sinônimos de pressão para o prefeito Kaçulo (PR),  que se rendeu às revoltas dos servidores municipais e reconheceu o débito tentando negociar através do diálogo. Os funcionários efetivos e contratados de vários setores da administração pública, inclusive, da Secretaria de Educação, acusam o prefeito Kaçulo de atrasar mais de três meses de salários, sem falar no 13º Salário e o 1/3 de férias depositados pelo gestor anterior. A insatisfação pelo atraso salarial rendeu uma manifestação na porta do almoxarifado da prefeitura no povoado de Nova Palma, na última segunda-feira (16/10), além de uma reunião com a presença do gestor no distrito de Tapirama para deliberar sobre o mesmo problema, na semana passada. O vice-presidente da APLB, prof. Eudes Siqueira, disse em entrevista a Radio Web Gongogi FM, que a situação do governo é insustentável, porque o governo já começou errando. “O prefeito não acertou quando decidiu não pagar o mês de dezembro que a gestão anterior deixou em caixa e, nós do sindicato, vamos negociar o pagamento, mas se a gente perceber que estão protelando vamos tomar outras medidas”, disse Eudes Siqueira.

JUSTIFICATIVA

O Chefe do Departamento Pessoal do município, Sr. Roberto Carlos Fernandes de Brito, em entrevista ao Portal Gongogi, disse que “só tem dois meses” em atraso os contratados e alguns funcionários efetivos dos distritos. “O motivo do atraso de pagamento é por causa dos bloqueios da verba para pagamento de precatórios e recolhimento previdenciário incidido na receita do dia 10/09, desestabilizando as finanças do município”, justifica Roberto Brito que ainda acrescentou: “Os contratados da educação sofreram as conseqüências da redução de receita do FUNDEB em mais de 100.000,00 por mês, (…) mas, independentemente de qualquer coisa, estamos tendo transparência e as providências estão sendo tomadas e estimamos resolver o problema até o final do ano“, conclui o diretor. De acordo com o Portal Gongogi, o prefeito Kaçulo está demonstrando uma grande inexperiência administrativa, porque esses problemas deveriam ser identificados no período de transição de governo e, em seguida, a procedida definição de metas e estratégias para o exercício da governabilidade. Com informações do Portal Gongogi

COMPARTILHE

Sandro Régis consegue recursos para obras em Gongogi

Sempre atento e empenhado em atender os pleitos do povo baiano, o deputado estadual Sandro Régis (DEM) articulou, em viagem a Brasília, no dia 10 de agosto, juntamente com o presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Silvio Pinheiro, recursos para obras que serão realizadas no município de Gongogi, localizado a 395 km da capital baiana. No último sábado (02/09), o parlamentar participou da assinatura dando ordem de serviço referente às obras que serão feitas na cidade. “Participei da assinatura de ordem de serviço referente à quadra coberta no assentamento Santa Irene, zona rural de Gongogi, no valor de aproximadamente R$509.000,00, juntamente com o amigo e prefeito Kaçulo, vereadores, secretários municipais e amigos. Gostaria de agradecer ao amigo e presidente do FNDE, Silvio Pinheiro, por ter me dado a oportunidade de viabilizar essa obra para o município”, ressaltou Sandro. O deputado salientou que esse é um momento de grande importância para o assentamento Santa Irene. “Há outra quadra esportiva coberta no valor de R$509.000,00, no qual o recurso já se encontra em conta. Além disso, temos um termo de compromisso no valor de R$300.000,00 que está sendo trabalhado para ser viabilizado e diz respeito aos aparelhos de climatização e mobiliários para as escolas do município”, complementou. Estiveram presentes secretários de governo; representantes da Associação das Mulheres da Santa Irene; os vereadores Nena, Betão, Wilson e o presidente da Câmara de Vereadores João Neto; o presidente do assentamento, Hélio Batista; os ex-prefeitos Milton Pereira e Valter Reis, os vereadores de Ubatã, Devinho Muniz e Juliano; o prefeito Kaçulo, e diversas pessoas da comunidade. (Ascom do deputado estadual Sandro Régis)

COMPARTILHE

Gongogi: Ex-prefeito é exonerado 2 vezes em menos de 20 dias por atual gestor

Foto: Reprodução/Ubatã Realidade

O ex-prefeito de Gongogi, Milton Pereira, conseguiu a façanha de ser  exonerado duas vezes em apenas 17 dias pela gestão do prefeito Edvaldo Santos (PR), o Kaçulo, informa o Portal Gongogi. Segundo publicação feita pela Prefeitura no Portal Oficial do Município, Milton ocupava o cargo de Diretor de Departamento de Apoio Administrativo da Secretaria Municipal de Educação e foi exonerado no dia 04 de agosto. De imediato, o ex-gestor foi nomeado para a função de Diretor do Departamento de Administração na mesma data. Duas semanas depois – dia 21 de agosto – nova exoneração. A situação intriga os moradores e a gestão Kaçulo tampouco emitiu comunicado para explicar as razões das constantes exonerações de Milton, que enquanto foi prefeito de Gongogi – entre 2005 a 2008 – teve as 04 contas reprovadas pelo TCM e foi condenado a ressarcir o município em mais de R$ 5 milhões. Com informações do Ubatã Notícias

COMPARTILHE

Gongogi: Mulher foi presa dentro de ônibus após denúncia de tráfico de drogas

Policiais Militares do 5º Pelotão da PM de Gongogi, na tarde desta segunda-feira (31), interceptaram um ônibus que vinha da cidade de Itapitanga com destino a Gongogi, por volta das 16hs e aprenderam certa quantidade de drogas em poder de uma mulher. Segundo a PM, eles receberam uma denúncia anônima informando que uma mulher estava transportando drogas no referido veículo.

O ônibus foi interceptado pela policia e durante a abordagem os policiais aprenderam 410g de maconha, 37g de crack e uma quantia de R$ 122,10 em dinheiro. A droga estava em poder de Ademildes dos Santos Nascimento, que foi presa em flagrante e confessou ter trazido a droga para Gongogi a mando de um traficante que se encontra custodiado no presídio de Itabuna.

Ademildes dos Santos Nascimento foi autuada em flagrante pelo crime de tráfico de drogas pelo delegado substituto de Gongogi, Drº Adelino Loyola, o qual representou pela conversão da prisão em preventiva. Ademildes segue custodiada na DT de Ubatã. (UbaitabaUrgente)

COMPARTILHE

Prefeituras de Gongogi e Dário Meira estão com dívidas na Justiça do Trabalho

Cerca de 30 cidades baianas estão com dívidas na Justiça do Trabalho, entre elas Gongogi e Dário Meira. Depois de Ilhéus, que deve quase R$ 131 milhões a funcionários da prefeitura e acumula 998 processos, aparecem com maior acúmulo de dívidas, Santa Bárbara, com R$ 5,8 milhões; Floresta Azul, com R$ 3,1 milhões, e Camacan, com R$ 2 milhões. Segundo a TV Bahia, a lista com débitos com precatórios inclui ainda: Urandi, Itajuípe, Campo Alegre de Lourdes, Feira de Santana, Rio do Antônio, Sento Sé, Itapitanga, Morro do Chapéu, Euclides da Cunha, Sátiro Dias, Mulungu do Morro, Aurelino Leal, Nova Canaã, Sobradinho, Itambé, Ponto Novo, Planalto, Caetanos, Barro Preto, Camaçari, Camamu, Água Fria, Miguel Calmon, Jussara. A matéria exibida pela TV Bahia não informou os valores das dívidas das prefeituras de Gongogi e Dário Meira.

COMPARTILHE