Bahia: Homem é morto com mais de 100 golpes de tesoura e pedradas em Feira de Santana
Edmilson de Jesus Alves foi morto a pedradas e mais de 100 golpes de tesoura em Feira de Santana (Foto: Acorda Cidade)

Edmilson de Jesus Alves foi morto a pedradas e mais de 100 golpes de tesoura em Feira de Santana
(Foto: Acorda Cidade)

O corpo de um homem morto com mais de 100 tesouradas e pedradas foi encontrado nesta terça-feira (1º) em uma cova rasa, em um matagal no bairro Campo do Gado, em Feira de Santana. A vítima foi identificada como Edmilson de Jesus Alves, 39 anos.

De acordo com a 1ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), o rapaz foi amarrado e agredido com pedras e tijolos no rosto por quatro homens, que gravaram o crime no celular. O vídeo da execução de Edmilson foi compartilhado em vários grupos do WhatsApp.

No vídeo, os suspeitos podem ser ouvidos entoando os gritos de guerra da facção criminosa Katiara. Dois dos quatro suspeitos foram presos em flagrante pela polícia na segunda-feira (29): Tiago Santos Gomes, 19 anos, mais conhecido como Zoi, e  Antônio Carlos Machado Santos, 21 anos, o ‘Júnior Pato’.

Tiago Santos Gomes (esq) e Antônio Carlos Machados Santos (dir) foram presos em flagrante (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Tiago Santos Gomes (esq) e Antônio Carlos Machados Santos (dir) foram presos em flagrante
(Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Os outros dois suspeitos seguem foragidos. O grupo estava escondido na cidade de Santo Amaro da Purificação, no Recôncavo Baiano, desde o dia do crime. A vítima teria sido morta na última quinta-feira (25). Edmilson foi agredido pelos quatro rapazes, que o atacaram com tijoladas na cabeça, além de o atingirem com mais de 100 golpes de tesoura.

“Ele estava vivo no momento do ataque, e morreu quando um dos golpes furou a sua jugular”, relatou o delegado João Rodrigo Uzzum, titular da 1ª Coorpin,

“É como se eles tivessem tentando arrancar a cabeça da vítima com tesouradas. Eles apedrejaram e deformaram o rosto da vítima. Pela distância, eles tiveram dificuldades de levar o corpo do local onde foi praticado o crime até onde o corpo foi enterrado. Acredito que tenham usado animais para conduzir o corpo, uma vez que percebemos a presença de muitos cavalos por aqui”, disse o titular da Delegacia de Homicídios da cidade, Jean Souza, para o site Acorda Cidade.

O corpo de Edmilson foi resgatado com o auxílio do Corpo de Bombeiros da cidade, e encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT). Ao ser preso, Tiago Santos Gomes, o Zoi, confessou o crime e revelou o local onde o corpo da vítima tinha sido abandonado.

Ainda segundo a polícia, ele também revelou o local onde os seus comparsas estavam escondidos, mas só Antônio Carlos Machado Santos foi localizado. Tiago também estava de posse o celular onde o crime foi filmado. Ao ser preso, os suspeitos alegaram legítima defesa, e disseram que estavam sendo ameaçados de morte por Edmilson, que era ex-presidiário. Ainda segundo informações do delegado Uzzum, eles vão responder pelo crime de homicídio doloso qualificado, com requintes de tortura.

Fonte: Correio da Bahia

COMPARTILHE