Acusada de torturar e matar jovem em Camacan é presa no interior de MG

Após quase três anos do crime cometido contra a adolescente Ariele Santos Silva, de 16 anos, em junho de 2014, no município de Camacan, a Polícia Civil da Bahia, em parceria com a Polícia Civil de Perdões /MG, conseguiu prender a acusada Patrícia Souza Santos, de 24 anos, condenada a 24 anos de prisão pelo crime de homicídio e tortura. Patrícia será recambiada para a Bahia após os festejos carnavalescos. Segundo o delegado André Aragão, ela deve ser recambiada direto para o presídio de Itabuna, embora tenha um recurso no Tribunal de Justiça para saber se o júri irá manter a pena na qual a acusada foi condenada. Na época do crime, no dia 28 de junho de 2014, Patrícia chegou a ser presa, mas depois foi liberada pela justiça. O mandado de prisão foi expedido pelo Juiz Eros Pereira Cavalcanti, substituto da Vara Criminal de Camacan, mas Patrícia já havia fugido. Os outros envolvidos foram condenados a mais de 20 anos de reclusão. Foram eles: Erlan de Assis Silva, condenado a 28 anos de prisão e Luiz Ricardo Santos Resende, condenado a 26 anos.

COMPARTILHE