Bahia: Geddel ameaça processar jornalista após ser relacionado com operação da PF

002

O presidente do PMDB baiano, Geddel Vieira Lima, prometeu processar o jornalista Paulo Henrique Amorim após ser relacionado com o caso de corrupção nas obras de Transposição do Rio São Francisco. A operação Vidas Secas deflagrada pela Polícia Federal na manhã dessa sexta-feira (11) investiga o superfaturamento em obras de engenharia por empresas em dois dos 14 lotes da transposição. Empresários do consórcio OAS/Galvão/Barbosa Melo/Coesa utilizaram empresas de fachada para desviar cerca de R$ 200 milhões das verbas públicas. Em seu blog, Amorim fez uma postagem questionando: “A PF vai pra cima do Geddel, o do impítim? (sic)”. No texto, o jornalista relaciona o caso com o período em que Geddel esteve à frente do Ministério da Integração Nacional, responsável pelas obras, e lembra que o ex-ministro Ciro Gomes idealizou o projeto e o peemedebista baiano executou. Nas redes sociais, a notícia gerou repercussão. O ator Zeca de Abreu, petista, compartilhou a notícia em seu perfil no Twitter se dirigindo a Geddel: “E aí, @geddel_ ? Vai pra cadeia!”. De imediato, o ex-ministro reagiu: “Só se for para visitar sua mãe”. Os internautas saíram em defesa do peemedebista baiano e sugeriram que Paulo Henrique Amorim fosse acionado na Justiça. “Já vou fazer”, prometeu Geddel. (Bocão News).

COMPARTILHE