Brasil: Feliciano diz mídia deu a entender que papa ‘liberou o que a Bíblia proibiu’
marcos_feliciano
Presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Federal, o deputado Marco Feliciano (PSC-SP) afirmou nesta segunda-feira (29), em seu Twitter, que a imprensa foi “desonesta” sobre a declaração do papa Francisco de que os gays “não devem ser marginalizados, mas integrados à sociedade” e que não se sente em condição de julgá-los. Segundo o parlamentar, “ao fazerem uma matéria com o tema que fizeram a mídia é desonesta, dá-se a entender que o papa liberou o que a bíblia proibiu”. E completou: “A imprensa só deveria ser mais honesta e colocar com letras garrafais que, entretanto o papa disse que a igreja não muda seus posicionamentos. Ou seja, ela ama o pecador, mas não ama o pecado. Aceita o homossexual, mas não aceita o ato homossexual. A igreja não muda o que a bíblia diz”. Fonte:Bahia Noticias
COMPARTILHE