Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Conquista: Pedreiro é procurado por sequestro, tortura e morte de dona de casa

O pedreiro foi contratado para fazer reparos na casa da mulher.
O pedreiro foi contratado para fazer reparos na casa da mulher.

O pedreiro Reginaldo Ferreira de Souza Bonfim, conhecido como Baiano, 30 anos, está sendo procurado pela polícia pelo sequestro, tortura e morte da dona de casa Apolônia de Oliveira Santos, 60. Ele havia sido contratado em julho deste ano, para fazer reparos na casa da mulher, na Rua Cidália Menezes, Conjunto Doron, em Narandiba. A prisão temporária do pedreiro já foi decretada pela Justiça. Desaparecida desde o dia 4 de julho, assim como o suspeito, a mulher foi encontrada morta, em 18 de agosto, em uma fazenda, no distrito de José Gonçalves, em Vitória da Conquista, no Sudoeste da Bahia.  Segundo policiais da 10ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Conquista) e da Polícia Militar, que fizeram as buscas, o corpo estava enterrado em um areal, já em estado de decomposição. A identificação foi feita pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT).  As investigações revelaram que vítima foi vista pela última vez, por vizinhos, acompanhada do pedreiro. De acordo com o delegado Jackson Carvalho da Silva, da 3ª Delegacia de Homicídios (DH/Baía de Todos os Santos), além de levar a mulher para Conquista, Reginaldo ainda roubou um notebook, uma máquina fotográfica, aparelhos celulares e um veículo Pálio prata da mulher. Incendiado, o carro foi encontrado no povoado de Simão, zona rural de Conquista, município onde o suspeito possui familiares. Moradores afirmaram que viram o pedreiro conduzindo o veículo na região. (Correio).

COMPARTILHE

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

Deixe uma resposta

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do UBAITABA URGENTE. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.