Eunápolis: Fiscais fecham consultório odontológico clandestino
Jorge trabalhava como dentista há mais de 20 anos; Ele vai ser indiciado por exercício ilegal da profissão.

Jorge trabalhava como “dentista” há mais de 20 anos.

Um homem foi preso na tarde desta quinta-feira (29), em Eunápolis, por exercício ilegal da profissão. Jorge Oliveira da Silva, 52 anos, mantinha um consultório odontológico clandestino na Rua Cristóvão Colombo, no Pequi. No local, fiscais do Conselho Regional de Odontologia (CRO-BA) apreenderam diversos equipamentos – entre eles uma estufa de esterilização obsoleta, ampolas anestésicas, molduras para prótese, agulhas gengivais, seringas, dentre outros materiais. Também foi encontrado no consultório orçamentos, recebidos e panfletos de publicidade, onde eram oferecidos serviços como clareamento, canal, prótese e extração. Segundo os fiscais, no momento do flagrante Jorge tinha acabado de extrair o dente de um cliente. A apreensão faz parte de uma ação do CRO-BA desencadeada este mês em cidades do extremo sul baiano, como Porto Seguro e Teixeira de Freitas. Em Eunápolis, durante todo o dia, o Conselho – com apoio da Polícia Militar e Vigilância Sanitária, verificou denúncia da existência de cinco consultórios irregulares, mas em quatro locais não foi encontrado nenhum indício. (Radar 64).

COMPARTILHE