Eunápolis: Polícia desmantela quadrilha de assaltantes, traficantes e homicidas
Maxuel, no destaque, foi preso no começo da manhã de segunda juntamente com outras quatro pessoas

Maxuel liderava o bando e foi o primeiro a ser preso.

Preso na manhã de segunda-feira (6) em Itabela, Maxuel Fernandes Santana, 19 anos, confessou que matou o agenciador de cargas Antônio Paulo Deió, 60 anos. Biro-Biro, como era mais conhecido, foi executado a tiros, em maio deste ano, no pátio de um posto de combustível no centro da cidade. Os policiais militares Alexandre e Paulo Henrique, lotados no 4º Pelotão da PM, disseram que Maxuel vinha sendo monitorado na festa do café por outro crime.

integrante1

Foto: Radar 64.

Havia suspeita que ele trazia drogas de um esconderijo às margens da BR-101 para vendê-las no circuito do evento. Foi montada uma campana perto do casebre e no fim da madrugada os policiais invadiram o local, onde encontraram, além de Maxuel, outras quatro pessoas – que segundo a polícia também faziam parte da quadrilha. No interior da residência foram apreendidas grande quantidade de drogas, dinheiro e um revólver calibre 38.

itegrante3

Foto: Radar 64.

A arma pode ter sido a utilizada na morte de Biro-Biro, o que pode ser confirmado pelo exame de balística. No depoimento que prestou ao delegado titular de Itabela, Hermano Costa, Maxuel declarou ainda que a morte do agenciador de cargas foi uma encomenda, mas o criminoso negou-se a revelar o nome do mandante.

integrante5

Foto: Radar 64.

O bandido é natural de Porto Seguro, onde já tinha sido preso por tráfico de drogas. O delegado o autuou em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico, porte ilegal de arma de fogo e pela morte de Biro-Biro. Por este último crime, Hermano já pediu a sua prisão preventiva.

integrante4

Sabrina Marques, reside em Porto Seguro

Os demais presos foram Fábio do Carmo Bremenkamp, 27 anos, de Eunápolis, já com condenação no município de Alcobaça, Sabrina Pereira Marques, 19 anos, de Porto Seguro, Jhonni Fripz Brito Ferraz, de Guaratinga e um adolescente de 17 anos. Eles também foram autuados por tráfico de associação para o tráfico. Os acusados não quiseram prestar declaração.

O adolescente de 17 anos fazia parte do grupo.

O adolescente de 17 anos fazia parte do grupo. Fonte: Radar 64.

COMPARTILHE