Feira de Santana: suspeito de estuprar criança de 9 anos é preso

001

Policiais militares da viatura Sertão 21 da 66ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), sob o comando do soldado Danilo Santos, recebeu um comunicado do Cicom de que um homem estava sendo espancado por populares daquele bairro. Ao chegar, encontrou o suspeito com o nariz e a boca sangrando. Paulo Santos foi socorrido pelos policiais para o Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA) e, após receber atendimento, foi encaminhado à Delegacia para o Adolescente Infrator (DAI), onde foi autuado em flagrante pela delegada Milena Calmon. Ao site Acorda Cidade, Paulo Santos negou a acusação. Ele disse que o menino sempre ia à casa dele após os cultos e que os pais da criança não sabiam. “Ele falou que eu fiz, só que eu não fiz nada. Ele queria que eu fizesse. O errado foi eu que aceitei ele na minha casa, mas não fiz nada. Ele ia na minha casa de noite quando acabava o culto e me pediu para não falar com a mãe dele. Outras pessoas da igreja também iam na minha casa após o culto para tomar café. Sou evangélico da igreja pentecostal no bairro Mangabeira”, afirmou.

002

Já em depoimento para a delegada Milena Calmon, o suspeito confirmou que praticava o crime. Ela afirma que não há dúvidas de que houve o abuso. “Ele foi apresentado em flagrante, ouvimos a vítima, que contou detalhadamente a ação criminosa e, ao ser interrogado, o suspeito confirmou a versão da vítima e admitiu ter abusado da criança. O que se percebe é que a criança já estava acostumada. Foram mais de quatro relações e o menino já encarava como uma coisa normal, mas sem dúvida houve o abuso”, afirmou. A mãe da vítima, de acordo com a delegada, compareceu à delegacia desesperada e chorando muito, onde contou como descobriu que o filho estava sendo abusado. “Ela teria descoberto, através da própria da vítima, que teria chegado por volta das 22h de ontem em casa sem o sapato, após voltar da igreja. A mãe indagou onde estava o sapato e de quem era a sandália que ele estava usando. A vítima informou que era do Paulo. A mãe o pressionou e ele acabou dizendo o que aconteceu”, relatou a delegada, acrescentando que o suspeito será encaminhado ao presídio regional de Feira de Santana. Fonte: Acorda Cidade.

COMPARTILHE