Geddel: Candidato de oposição sai 15 dias após anúncio de petista escolhido
geddel_vieira_lima
O candidato de oposição ao escolhido pelo PT para concorrer à sucessão de Jaques Wagner em 2014 deve sair até o dia 15 de dezembro. A informação foi confirmada nesta segunda-feira (4) pelo pré-candidato e presidente do PMDB na Bahia, Geddel Vieira Lima, em entrevista na Rádio Metrópole. Apesar da promessa de união dos peemedebistas com o DEM e o PSDB na disputa, Geddel cutucou o ex-governador Paulo Souto, também cotado à vaga no Palácio de Ondina, ao comentar que o democrata não vislumbra outro mandato. “Tenho que levar em conta a sua seriedade, pois ele me disse que não pretende se candidatar”, afirmou. Ainda sobre a relação com o DEM, o pré-candidato reiterou que o prefeito de Salvador, ACM Neto, garantiu participação na campanha oposicionista, mesmo com a política de boa vizinhança que tem adotado com os petistas. “Não vejo como, lançado um candidato da oposição, ele não se envolver. Não tenho dúvidas de que ele será um agente importante”, pontuou. O PT já agendou para o dia 30 de novembro o anúncio do candidato do partido ao governo baiano. Segundo Geddel, a oposição informará o oponente “dez, quinze dias depois”. (Bahia Noticias).
COMPARTILHE