Membro do grupo gay da cidade de Cachoeira é assassinado

Lili era presidenta da Associação Grupo Gay de Cachoeira I Foto: Reprodução

O membro do grupo gay da cidade de Cachoeira (distante a 110 km de Salvador), Alexandre Brito Pinto, de 41 anos, também conhecido como Lili, foi morto a tiros na noite de domingo, 28. Conforme a Polícia Civil, as investigações preliminares apontam que Lili foi assassinada por três homens, que estavam em um carro modelo Honda Civic, de cor prata. As buscas pelos suspeitos já foram iniciadas, mas ainda não há informações sobre a motivação do crime. De acordo com os dados divulgados no site do Grupo Gay da Bahia (GGB), esse é o 25° homossexual morto este ano no estado da Bahia. “Cobraremos as autoridades agilidade nas investigações sobre a morte de Lili. Esses crimes não podem ficar impunes,” declarou o presidente do GGB, Marcelo Cerqueira. A professora da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), Simone Brandão, publicou na sua página do Facebook um desabafo sobre o acontecimento. Com informações do Jornal A Tarde

COMPARTILHE