Mulher achada morta e sem roupa em Salvador desapareceu após sair de casa para ir ao mercado

Foto: Reprodução/Facebook

A mulher que foi encontrada morta e sem roupa, na manhã do domingo (9), na estrada CIA – Aeroporto, em Salvador, desapareceu após sair de casa, em Itapuã, para ir ao mercado no mesmo bairro, cerca de 3 horas antes do crime. As informações foram passadas ao G1 pelo companheiro da vítima, Eviton Gomes, de 36 anos. O caso é investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). De acordo com o rapaz, Nadjane Santos tinha 30 anos e saiu de casa acompanhada do cachorro de estimação do casal, por volta das 6h30, e não voltou mais. Segundo Eviton, um vizinho foi a última pessoa conhecida a ver a mulher com vida. Ele informou que Nadjane retornava para casa com o cahorro e compras, por volta das 7h15, quando os dois se encontraram em um local a menos de 100 metros da casa onde o casal morava, na Rua Santos Soares. Segundo a Polícia Civil, o corpo da vítima foi localizado por volta das 9h55. O companheiro da vítima contou que só começou a procurar pela mulher após o cachorro do casal voltar para casa sozinho e Nadjane demorar a retornar. O corpo de Najane foi identificado pelo companheiro dela e familiares no Instituto Médico Legal (IML), por volta das 16h do domingo, cerca de 8h após buscas em hospitais e postos de saúde de Salvador. Conforme o companheiro da vítima, o laudo cadavérico indica que Nadjane morreu vítima de traumatismo craniano. “O laudo diz que teve traumatismo craniano encefálico, com pancada no rosto. [Um atendente do DPT] disse que o corpo tinha sinais de estupro e marcas de tiros, mas eu não posso afirmar, relatou Eviton. Segundo informações da Delegada Milena Calmon, que investiga o caso, um carro que pode ter sido usado pelos criminosos foi identificado pela polícia, após análise de câmeras de segurança instaladas entre o lugar onde o corpo foi encontrado e a casa da vítima. No entanto, a identidade dos suspeitos ainda não foi determinada.

COMPARTILHE