POLICIAL ESTARIA ENVOLVIDO EM PLANO PARA MATAR EMPRESÁRIO; MOTIVO SERIA DISPUTA JUDICIAL POR RÁDIO EM GANDU

Uma queixa-crime foi registrada por Joilson Santos Silveira na quarta-feira (28) na delegacia de Valença contra cinco homens acusados de tramar o assassinato do empresário Ruy Souza, meio-irmão do autor da queixa. Em seu depoimento ao delegado Raimundo Nonato Figueiredo, Joilson Silveira relata que se dirigia à casa de Oswaldo Souza, falecido pai de Ruy, no município de Gandu, no baixo-sul da Bahia, quando percebeu que cinco homens estavam dentro da residência e três deles “portavam armas de fogo, tipo pistolas automáticas”. Os outros dois, identificados no depoimento apenas como Rodrigo e o funcionário Virgilhinho. Ainda de acordo com o relato do reclamante, Rodrigo mostrava fotos de seu meio-irmão Ruy Souza para os três homens armados. Momentos depois, diz o depoente, chegou ao local um policial militar a paisana, conhecido por “Elton”, que faria serviço de segurança para Rodrigo. Joilson afirmou que ouviu trechos da conversa como “este, nós temos que cortar no aço” e “desliga o sistema de câmara”. O motivo da rixa com o empresário seria uma disputa judicial que envolve, entre outros bens, uma rádio em Gandu. Em contato com o Bahia Notícias, Elton negou as denúncias, ao alegar que “qualquer pessoa pode registrar uma queixa contra outra”.

Fonte: Bahia Noticias

COMPARTILHE