BRASIL: COORDENADORA DA RÁDIO NACIONAL É ASSASSINADA A TIROS
Lana deixou dois filhos.

Lana deixou dois filhos.

A jornalista Lana Micol Cirino Fonseca, coordenadora da Rádio Nacional do Alto Solimões, da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), morreu na noite do último domingo (26), assassinada em frente a sua casa em Tabatinga, no Amazonas. O motivo do crime ainda está sendo investigado pela polícia. Segundo colegas da emissora, Lana estava em um momento de lazer com a filha e o namorado, o sargento Alan Bonfim, quando duas pessoas chegaram em uma moto e efetuaram vários disparos. O sargento socorreu a radialista, mas ela chegou sem vida ao hospital. Durante a madrugada, policiais saíram à procura de suspeitos, mas não encontraram pistas. Lana deixou dois filhos, uma criança de sete e outra de 11 anos. A Rádio Nacional do Alto Solimões está de luto durante toda a segunda-feira e retransmite a programação da Rádio Nacional da Amazônia. (AE)

COMPARTILHE