BRASIL: JÚRI ABSOLVE RÉUS PELA MORTE DE PC FARIAS E SUZANA MARCOLINO

pc_farias

Acusados de duplo homicídio triplamente qualificado, os quatro seguranças de Paulo César Farias, o PC Farias, foram absolvidos nesta sexta-feira (10) pelo júri popular do Tribunal do Júri do Fórum de Maceió. Os policiais militares Adeildo Costa dos Santos, Reinaldo Correia de Lima Filho, Josemar Faustino dos Santos e José Geraldo da Silva eram acusados por não terem impedido as mortes de PC Farias e sua namorada Suzana Marcolino. O casal foi encontrado morto em uma casa de Praia de Guaxuma, Alagoas, em junho de 1996. Os jurados entenderam que houve o crime de duplo homicídio, e não de suicídio, como alegava a defesa. O júri também defendeu que três dos seguranças tinham o dever legal de impedir o assassinato, e podiam tê-lo feito. No entanto, prevaleceu a opinião de que os réus não deveriam ser condenados por omissão. “Eles foram absolvidos por clemência”, declarou o juiz Maurício Breda. O magistrado ainda pediu que o irmão de PC Farias, Augusto, seja denunciado por corrupção ativa. Informações do G1.

COMPARTILHE