Caso Joaquim: Padrasto e mãe de menino são encaminhados para presídio
Foto: Reprodução/Facebook

Foto: Reprodução/Facebook

O padrasto e a mãe do menino Joaquim Ponte Marques, 3 anos, morto em novembro do ano passado em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, foram transferidos nesta segunda-feira (6) para presídios da região. Ambos tiveram a prisão preventiva decretada após denúncia do Ministério Público feita na quinta-feira (2). Para a polícia e a Promotoria, Guilherme Raymo Longo matou o enteado dentro da casa da família, no Jardim Independência, aplicando uma alta dosagem de insulina – Joaquim era diabético e usava o medicamento diariamente. Depois, de acordo com a denúncia, o padrasto jogou o corpo da criança no córrego Tanquinho, localizado a cerca de 200 metros de distância do local. Longo foi denunciado por homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver. Já a mãe, Natália Mingoni Ponte, 29, foi denunciada por omissão. As informações são da Folha de S. Paulo.(Bahia Noticias).

COMPARTILHE