Com mãos para trás: Jovem algemado em camburão deu tiro na própria cabeça, afirma PM
Jovem morreu dentro de viatura.

Jovem morreu dentro de viatura.

Do Correio

O jovem José Guilherme Silva, de 20 anos, morreu no dia 14 de setembro do ano passado dentro de um camburão da Força Tática da Polícia Militar de Limeira, no interior de São Paulo, sob a acusação de ter participado de um assalto. Antes de entrar na viatura, Silva foi revistado pelos PMs – que admitem não ter encontrado nenhum armamento com o jovem. Ele entrou imobilizado e desarmado no camburão sob os olhos de cerca de 30 pessoas, incluindo seu pai, José Alves da Silva. O jovem foi algemado na viatura com as mãos para trás. Poucos minutos depois, segundo relato dos próprios policiais, teria sacado um revólver 38 de cano longo e atirado contra a própria cabeça, enquanto o veículo da polícia se dirigia à delegacia.
Apesar de estar algemado com as mãos para trás, a perícia afirma que o jovem cometeu suicídio. Mesmo com os fortes indícios contra os policiais que participaram da ação, pais e irmãos do garoto ainda lutam, cinco meses depois, para provar que o rapaz foi executado dentro da viatura.

COMPARTILHE