DONOS DA TELEXFREE TENTARAM DESVIAR R$ 88 MILHÕES DE EMPRESA APÓS BLOQUEIO, DIZ PROMOTORA

promotora_telexfree

Mais uma bomba envolvendo a Telexfree. Numa entrevista ao Portal IG, Alessandra Marques, promotora do Ministério Público do Acre, disse que os responsáveis pelo negócio tentaram desviar R$ 88 milhões das contas da empresa suspeita de pirâmide financeira logo após a ordem de bloqueio judicial. – Quando a juíza determinou o bloqueio dos recursos, 24 horas depois eles [responsáveis pela empresa ] conseguiram entrar numa conta e desviar R$ 40 milhões para uma outra conta que não era da Telexfree. Outros R$ 48 milhões foram para outra conta”, disse a promotora pública. Tanto o Tribunal de Justiça do Acre (TJ-AC) quanto o Superior Tribunal de Justiça (STJ) ratificaram decisão em primeira instância e mantiveram bloqueio de pagamentos e suspensão de novas adesões ao negócio. Na última sexta-feira (28), o Ministério Público ingressou com ação civil pública contra a Telexfree, que nega qualquer irregularidade no negócio e refuta a suspeita de tratar-se de pirâmide financeira. A ação é assinada pelos promotores Nicole Arnoldi, Marco Aurélio Ribeiro e Danilo Lovisaro. A empresa espera o julgamento de outro recurso contra o bloqueio. O julgamento, na 2ª Câmara Cível do TJ-AC, está previsto para a segunda (8). Na ação civil pública, a promotora Alessandra também pede uma multa de R$ 7 milhões à Ympactus Comercial LTDA, razão social da Telexfree, por “prejuízo causado ao sentimento de confiança” da população nas empresas. Segundo o Blog do Marcelo, o dinheiro deverá ser revertido para o Fundo Estadual de Diretos Difusos.

COMPARTILHE