Ex-dançarina da ‘Gaiola das Popozudas’ é morta na Baixada Fluminense
xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.gforg5ip3b

Amanda Bueno foi morta com tiros de escopeta na cabeça.

Integrante da Jaula das Gostozudas, a dançarina Amanda Bueno, que também já dançou na Gaiola das Popozudas ao lado da cantora Valesca, foi assassinada em casa, no bairro da Posse, em Nova Iguaçu, na noite de quinta-feira. O principal suspeito do crime é o marido da vítima, Milton Severiano Ribeiro, de 32 anos, conhecido como “Miltinho da Van”, pois trabalha com transporte alternativo em Nova Iguaçu. Ele foi preso ao capotar com um Gol Cinza na Dutra, sendo autuado por homicídio triplamente qualificado, pelo assassinato por motivo fútil e sem possibilidade de defesa da vítima, além de roubo majorado de carro e porte ilegal de armas. Foram apreendidas duas pistolas e uma espingarda 12.

380x285xmarido.jpg.pagespeed.ic.tIuMXfAbRU

“Miltinho da Van” foi preso após capotar veículo.

Ele foi levado ao Hospital da Posse sob custódia. Testemunhas contaram aos policiais civis que o companheiro de Amanda atirou na cabeça dela várias vezes, com uma espingarda calibre 12 e uma pistola. Um vídeo de Vieira espancando e matando a esposa, gravado por cameras de seguraça, foi divulgado em alguns jornais do Rio de Janeiro. Eles teriam discutido e o suspeito teria batido a cabeça da mulher no chão antes de atirar. Ele fugiu logo após o crime. Agentes da DHBF tentam localizar o suspeito para esclarecer o caso. Testemunhas disseram que as brigas entre o casal eram constantes. Ribeiro será transferido para um presídio nesta sexta, informou a polícia. Com informações do Bahia Noticias.

COMPARTILHE