EX-PREFEITO DE SATUBA RECEBE PENA DE 34 ANOS DE PRISÃO
prefeito_preso

Aldaberon mandou matar o professor Paulo Bandeira

O ex-prefeito de Satuba, Alagoas, Aldaberon de Moraes, foi condenado nesta quinta-feira (21) a 34 anos e 4 meses de prisão em regime fechado por mandar matar o professor Paulo Bandeira, responsável por denunciar desvios de verba da educação no município. Depois de quatro dias de julgamento e passados dez anos do assassinato, três dos quatro acusados foram condenados. Os militares Ananias Oliveira, condenado a 31 anos de reclusão, e Geraldo Augusto, 28 anos e 8 meses, responderão ao crime em liberdade. O réu Marcelo José foi absolvido. Por já cumprir pena por outros crimes, Aldaberon somará a condenação atual, por homicídio qualificado, sequestro e ocultação de cadáver, às que já vem cumprindo. Após a determinação os advogados de defesa informaram que irão recorrer junto à Justiça. Com informações do G1.

COMPARTILHE