Política: Fiel escudeira de Dilma desviou R$ 45 milhões para campanhas

Erenice Guerra e Dilma Rousseff

Como a ex-ministra da Casa Civil e fiel escudeira de Dilma, Erenice Guerra operou em Belo Monte, ao lado de Palocci e Silas Rondeau, um propinoduto de R$ 45 milhões para abastecer as campanhas eleitorais de 2010 e 2014 do PT e PMDB. Erenice está com Dilma desde que a atual presidente ocupou o Ministério de Minas e Energia. Outro delator, Flávio Barra da Andrade Gutierrez, confirmou propinas em Belo Monte. Leia matéria completa na ISTOÈ.

COMPARTILHE