TSE projeta que esta será a maior eleição municipal já realizada no Brasil
Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/ ABr

Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/ ABr

As Eleições Municipais de 2020, cujo primeiro turno será realizado neste domingo (15), serão o maior pleito municipal já realizado no Brasil, conforme perspectiva do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Os números dão um panorama bem completo das principais ações realizadas pela corte para que o pleito seja realizado de forma segura e transparente, garantindo o pleno exercício da democracia dos eleitores, mesmo no contexto da pandemia de Covid-19.

147,9 milhões de eleitores estão aptos a participar das Eleições Municipais 2020. As mulheres representam a maioria do eleitorado: 52,49%. Já os homens representam 47,48%. 5.567 municípios terão eleições este ano. Não haverá votação no Distrito Federal e em Fernando de Noronha (PE). Os eleitores de Macapá (AP) também não irão às urnas neste domingo, mas a cidade deverá realizar eleição ainda este ano.

O adiamento do pleito em Macapá foi determinado pelo TSE, atendendo a um pedido do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Amapá, devido às restrições no fornecimento de energia no estado, que começaram na semana passada após um apagão gerado por incêndio em uma subestação. No total, 556.033 candidatos disputam o voto do eleitor. Desses, 518.326 são para o cargo de vereador, 19.346 para prefeito e 19.721 para vice-prefeito. 66,4%dos candidatos são do sexo masculino e 33,6% pertencem ao sexo feminino.

1.158.405 eleitores declararam ter deficiência, representando 0,64% do eleitorado nacional. Em 2016, esse número era de 598.314. Houve, portanto, uma evolução de mais de 93% no número de eleitores com deficiência. A cada pleito, a Justiça Eleitoral concentra seus esforços para propiciar condições de acessibilidade aos eleitores que necessitam de atenção especial. Em todo o país, seções eleitorais foram especialmente adaptadas para recebê-los. Serão mais de 45,6 mil seções com acessibilidade.

Mais de 1,5 milhão de mesários atuarão neste pleito. Levantamento feito pelo TSE junto aos tribunais regionais eleitorais do país mostrou um aumento de 220,24% no número de mesários que se inscreveram voluntariamente ao longo deste ano para trabalhar, se comparado com o pleito de 2016. 613 localidades receberão o auxílio da Força Federal para a realização do primeiro turno, conforme aprovado pelo TSE. A medida visa auxiliar na segurança e na manutenção da ordem pública em algumas localidades dos seguintes estados: Acre, Alagoas, Amazonas, Ceará, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará, Piauí, Rio Grande do Norte e Tocantins.

REFORÇO

5 aplicativos foram disponibilizados pelo TSE neste pleito para tornar a vida dos eleitores e dos mesários mais fácil, oferecendo diversas informações, com rapidez e segurança e dando maior transparência ao processo eleitoral. São eles: Boletim na Mão, Mesário, e-Título, Pardal e Resultados. Todos podem ser baixados na Google Play e na App Store, de forma gratuita.

11,5 milhões de pessoas baixaram o aplicativo e-Título, um recorde desde que o aplicativo foi criado pela Justiça Eleitoral. O e-Título, que consiste na via digital do título eleitoral, passou por algumas atualizações para as Eleições deste ano. A principal delas é que o App agora mostra a foto do eleitor, permitindo que o cidadão apresente apenas o seu perfil no aplicativo para votar na sua seção eleitoral. Tal funcionalidade está disponível somente para quem realizou o cadastramento biométrico. Outras mudanças de segurança foram feitas para oferecer maior proteção aos dados do usuário.

9.985 eleitores estão aptos a votar com nome social. Esta é a segunda eleição que acontece no país após a Justiça Eleitoral autorizar a inclusão do nome social no cadastro do eleitor. Já em relação aos candidatos, 171 declararam seu nome social neste pleito. Desde 2018, uma decisão do TSE possibilita que candidatos e candidatas transgênero apareçam na urna eletrônica com o seu nome social. 483.665 seções eleitorais estão prontas para receber os eleitores. 473.503 urnas eletrônicas serão utilizadas no primeiro turno.

COMPARTILHE