QUADRILHA QUE ASSALTOU BB DE TERIA 15 INTEGRANTES

As informações até agora obtidas pela polícia apontam para uma quadrilha que teria 15 membros.

A polícia ainda não conseguiu prender nenhum dos bandidos que seqüestraram gerente e subgerente do Banco do Brasil e familiares em Coaraci. As informações até agora obtidas pela polícia apontam para uma quadrilha que teria 15 membros. Parte ficou com as famílias sequestradas e outra monitorava a movimentação na cidade e os principais acessos a Coaraci.Os reféns ficaram em poder da quadrilha no inicio da noite de ontem. Por volta das 18h30min, a quadrilha seqüestrou o subgerente Alberto Silva do Amaral e, logo depois, a gerente Regina Guimarães Andrade e a mãe dela, Ginalva Andrade, 72 anos.

Os três foram levados por dois homens para a casa de Alberto, onde outra parte do bando há havia feito três reféns, a esposa do subgerente, Maria José Alves do Amaral, uma filha e uma sobrinha do bancário. O filho mais velho, Marcos Paulo Alves do Amaral, chegou em casa por volta das 23h e também foi tomado como refém.

Eles foram mantidos sob o poder da quadrilha por toda a noite e madrugada. Quando amanheceu, os dois funcionários do BB foram levados para a agência pela quadrilha, que esperava a chegada de carro forte que reabasteceria o banco. O assalto foi frustrado pela polícia. Os bandidos libertaram a gerente no trevo de acesso a Itajuípe, na BR-101. O subgerente e os demais reféns no trevo de Uruçuca, também na BR-101.

COMPARTILHE