Eunápolis: Grupo é acusado de lesar o comércio com documentos falsos

caloteiros_presos4

Três homens acusados de utilizar documentos e cheques falsos em nome de terceiros para fazer compras no comércio de Eunápolis, foram presos no fim da tarde desta terça-feira (26), pela Polícia Civil. O delegado Rodolfo Faro, da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos, informou que as investigações começaram pela manhã após denúncia de um empresário que recebeu um cheque adulterado.

caloteiros_presos5Roberto Santos de Aguiar, 40 anos, conhecido como ‘Timbira’, José Bispo dos Santos, 22, o ‘Zezinho’ e Thiago Perin Guimarães, de 26 anos, foram detidos no Posto Cabral, às margens da BR-101, bairro Itapoan.

caloteiros_presos7Foram apreendidos com o grupo duas lajes, um celular no valor de R$ 900 e três carros. A polícia também procura uma motocicleta. Os produtos podem ser provenientes das fraudes. Também foram apreendidas folhas de cheques e documentos de identidade.

caloteiros_presos2

 Alguns produtos adquiridos no comércio eram trocados com terceiros. O delegado lista um compressor de ar no valor de R$ 3400, que foi trocado por uma Kombi e um jogo de rodas automotivas avaliado em R$ 3500 trocado por uma moto.
caloteiros_presos3Conforme o delegado, ‘Timbira, que trabalhava de corretor de veículos na Feira do Rato seria o chefe da organização criminosa. A função dele seria falsificar os documentos, cheques e RGs. Tiago, ainda de acordo com o delegado, fazia as compras com os documentos fraudados e José Bispo seria o receptador.
caloteiros_presos8Os presos, que não quiseram falar com a imprensa, foram autuados por receptação, estelionato e falsificação de documentos públicos e vão ser encaminhados para o presídio de Eunápolis. (Radar 64).
COMPARTILHE