Fofocas: “Bonitão” é acusado de transmitir o vírus HIV para mulheres

capa10

Um homem de 43 anos é suspeito de infectar de propósito mulheres com o vírus do HIV. Renato Peixoto Leal Filho é portador do vírus e teria tentado transmitir a doença para as mulheres com quem manteve relações sexuais. Uma das vítimas de Renato afirma que ele não mencionou, em nenhum momento, que era soro positivo. Em depoimento na delegacia, em setembro, o homem confirmou ser soropositivo e admitiu que transmitiu o vírus HIV para quatro mulheres, mas nega as ameaças. Ele não respondeu às tentativas de contato do G1. Segundo a vítima, o homem sempre manda para as mulheres com quem ele conversa uma foto com a filha pequena. “É para ganhar a confiança da maioria das mulheres. Ele seduz, se mostra carinhoso e gentil, e depois se transforma”, destacou. “O Renato é um sujeito com boa aparência, e a defesa não nega que ele tenha a doença. Depois do término de um relacionamento dele, ele começou a sofrer perseguições. Ele sempre teve uma vida sexual ativa, mas sempre se cuidou e nunca teve intenção de transmitir o vírus para ninguém”, disse Rafael. Para o advogado, Rafael Faria, Renato Leal acabou se tornando vítima de perseguição. Segundo o advogado, vários perfis falsos dele vem sendo criados. “Querem destruir a imagem dele”, afirmou. Caso a prisão de Renato seja pedida, segundo o delegado, o advogado afirmou que serão tomadas as medidas cabíveis. O artigo 130 do Código Penal prevê pena de 1 a 4 anos de prisão para quem transmite intencionalmente a outra pessoa uma doença grave da qual é acometido. (G1).

COMPARTILHE