ILHÉUS: PRESIDIÁRIOS TEM PERFIL NO FACEBOOK E O USAM PARA COMETER CRIMES

A equipe de site ASPRA BAHIA, recebeu denúncia anônima sobre regalias de detentos que cumprem pena no presídio Ariston Cardoso na cidade de Ilhéus-BA. A PM na cidade vem se destacando no cenário estadual devido a grandes quantidades de drogas e armas apreendidas nos últimos meses (veja a última grande apreensão aqui http://www.augustojunior.com/?p=6081).

A falta de eficácia nas punições dos elementos presos com armas e drogas tem deixado os policiais indignados e desestimulados, pois a bandidagem continua comandando o crime de dentro do presídio e zombando das autoridades e protegidos pelo Estado da própria criminalidade que eles comandam. Nos links enviados à equipe do site é possível constatar que os internos utilizam aparelhos celulares de última geração para alimentarem suas páginas nas redes sociais, na internet, publicando fotos e conteúdos, e com isso mostram as regalias que eles têm no presídio.

Eles resenham, se comunicam com familiares e amigos, ameaçam rivais, postam vídeos de pessoas consumindo drogas e mostram que é fácil a acesso ao celular mesmo estando em pleno cumprimento de pena, sob custódia do Estado. Nas investigações flagramos a comunicação entre quatro elementos, sendo que dois deles há fortes indícios de que estejam presos no presídio Ariston Cardoso e outros dois ao que parece estão soltos e mesmo que estejam fazem aberta apologia ao uso de drogas e ameaçam inimigos de facções rivais, além dos quatro citados há vários outros elementos que com toda certeza estão presos como as fotografias mostram.

Os prováveis presidiários são identificados por: NETO BASTOS e CARLOS ROBERTO e os que provavelmente estão soltos são: PAWLISTA FACCIONÁRIO E MEDEIROS NETO, além de um faker chamado RAIO B CONQUISTA (raio B é uma facção criminosa que nasceu no presídio de Itabuna e que vive em pé de guerra com elementos do RAIO A) esse perfil é representado por um palhaço, figura que indica ser um assassino de policiais, há menção nessa mesma mensagem ao PCI – Primeiro Comando do Interior, também facção criminosa.

Vejam abaixo fotos das páginas de vários presos com o teor de suas conversas que vão desde pedido de maconha, a críticas ao governo e a polícia, passado por pedido de ajuda para sair do presídio. Aguardamos que a Secretaria de Administração Presidiária e Ressocialização (SEAP) bem como a direção local do presídio se pronunciem informando as medidas que serão adotadas, diante das graves denúncias e que efetivamente resolvam o problema, haja vista que há menos de um ano uma rede de televisão fez denúncia de problema semelhante que ocorria no complexo de mata escura na capital. Policiais que trabalham na segurança do presídio informaram que os seus celulares não funcionam no estabelecimento prisional.

1 2 3 4 5 6 7 8 12 15 136

COMPARTILHE