Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

ACIDENTE COM TELEFÉRICO DEIXA 13 MORTOS NA ITÁLIA

((Foto: Handout/Vigili del Fuoco/AFP))
((Foto: Handout/Vigili del Fuoco/AFP))

A queda de uma cabine de teleférico em Stresa, estação balnear do lago Maior en Piamonte (norte), provocou neste domingo, 23, a morte de 13 pessoas, segundo um balanço apresentado como definitivo pelos serviços de resgate. “O saldo definitivo do trágico acidente é de 13 mortos e dois feridos graves, transportados por helicóptero a Turin”, informaram os serviços de resgate. Os dois feridos graves são duas crianças de nove e cinco anos.

Segundo o jornal Il Corriere della Sera, há turistas alemães entre as vítimas. A informação não foi confirmada por uma fonte oficial. O primeiro-ministro Mario Draghi expressou em um comunicado sua “profunda dor”. O acidente ocorreu às 12h30 (07h30 no horário de Brasília) a 100 metros da última estação de altura do teleférico, segundo um comunicado do ministério de Infraestruturas. Pode ter acontecido pelo rompimento de um cabo, provocando a queda da cabine.

O ministro das Infraestruturas, Enrico Giovanni, anunciou a criação de uma comissão de investigação. “É um fato dramático que avaliamos com a maior atenção”, disse. O presidente da região piemontesa se declarou “devastado”. “É uma tragédia enorme, que nos deixa sem fôlego”, reagiu Alberto Cirio.

Imagens das autoridades mostram bombeiros e policiais em torno dos restos da cabine em uma área arborizada cujo declive íngreme dificulta o acesso. O popular teleférico turístico conecta em 20 minutos a cidade de Stresa com o monte Mottarone, que culmina a quase 1.500 metros e oferece uma vista espetacular dos Alpes e do lago Maior.

FECHADO ENTRE 2014 E 2016

O teleférico esteve fechado entre 2014 e 2016 para trabalhos de manutenção. O Lago Maior, entre Suíça e Itália, é um dos destinos mais apreciados pelos turistas italianos e estrangeiros. O presidente de Liguria, região vizinha de Piemonte, lamentou uma “tragédia absurda” ocorrida em um momento em que a Itália aproveita o desconfinamento, após meses de restrições sanitárias. “Um domingo de reabertura que deveria ser portador de esperanças”, disse Giovanni Toti.

O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, expressou no Twitter, em uma mensagem em italiano, suas “mais sinceras condolências às famílias e aos amigos que perdiram entes queridos neste trágico acidente”. Vários acidentes letais de teleféricos ou gôndolas ocorreram nos últimos 50 anos na Europa.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

Deixe uma resposta

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do UBAITABA URGENTE. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.