Mundo: Suspeito de ataques em Paris recusou se explodir, diz irmão
Foto: Reprodução / L'Express

Foto: Reprodução / L’Express

O suspeito de ser um dos autores dos ataques de novembro de 2015 em Paris teria se recusado a servir de homem-bomba e se explodir nos atentados. A declaração foi feita pelo irmão de Salah Abdeslam, Mohamed, ao canal de TV francês BFM TV. “Haveria mais vítimas se eu tivesse feito isso.

Por sorte, eu não consegui ir até o fim”, disse Abdeslam, segundo seu irmão, durante visita a uma prisão em Bruxelas, na Bélgica, nesta sexta-feira (1), segundo a Folha. Mohamed disse ainda que seu irmão quer colaborar com as autoridades francesas porque tem contas a acertar, mas não com a Bélgica.

Depois de sua prisão em 18 de março, quatro meses após os ataques à capital francesa, Abdeslam respondeu a algumas das questões dos investigadores, mas passou a exercer seu direito de permanecer em silêncio após os ataques em Bruxelas, há cerca de dez dias. Investigadores acreditam que ambos os ataques foram realizados pela mesma rede do Estado Islâmico.

COMPARTILHE