MUNICIPIO PODE FICAR SEM VERBA DA SAÚDE

As cidades de Aurelino Leal, Ibicuí e Barro Preto, no Sul da Bahia, estão incluídas na lista dos 16 municípios baianos que podem ficar sem receber recursos para investir na área de saúde.Segundo o Ministério da Saúde, as prefeituras estão em situação irregular e só têm até esta quinta-feira para regularizar o CNPJ, Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica, junto à Receita Federal.

As verbas serão suspensas já a partir de julho e as prefeituras só vão receber os recursos quando atualizarem o cadastro. Enquanto isso, o dinheiro será enviado aos fundos estaduais, que ficarão responsáveis pela administração dos serviços. As regras foram modificadas há cerca de dois anos, entre o Ministério da Saúde e os conselhos Nacional, Estaduais e Municipais de Saúde de todo o país.

Mas, segundo o ministério, 261 cidades ainda não se adequaram ao funcionamento dos fundos de saúde, que precisam ter um número de CNPJ específico. Informações do site Aregião.

 

COMPARTILHE